×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 26 de outubro de 2021

Durante a Covid-19: Aids, tuberculose e malária mataram menos 44 milhões em 2020

Durante a Covid-19: Aids, tuberculose e malária mataram menos 44 milhões em 2020Foto: ONU Mulheres/Pathumporn Thongking

Durante a Covid-19, Fundo Global desembolsou US$ 4,2 bilhões para continuar luta contra o HIV, tuberculose e malária

Agência Onu News De Noticias - 09/09/2021 - 08:57:47

Relatório cita impacto catastrófico da pandemia no tratamento; Fundo Global que financia combate as três doenças diz Covid-19 trava avanços de 20 anos; parceria apoiada pela ONU investiu US$ 4,2 bilhões para conter enfermidades e reforçar sistemas de saúde em tempo de crise de saúde.

O Fundo Global de Combate à Aids, Tuberculose e Malária destaca que a pandemia teve “um impacto catastrófico” no combate às três doenças em todo o mundo. Mas 44 milhões de vidas foram salvas com intervenções nessas áreas em 2020.

O Relatório de Resultados 2021, publicado esta quarta-feira, em Genebra, revela uma queda de 19% no número de pessoas tratadas para tuberculose resistente a medicamentos nos países onde investe.

Tratamento

O número de pacientes em tratamento para tuberculose amplamente resistente a medicamentos baixou 37%. Já o total de pessoas tratadas para a doença, que também são soropositivas e em tratamento, diminuiu 16%.


Total de US$ 3,3 bilhões foi liberado pelo Fundo Global para adaptação de programas de HIV, tuberculose e malária

ONU Mulheres/Nguyen Minh Duc

Total de US$ 3,3 bilhões foi liberado pelo Fundo Global para adaptação de programas de HIV, tuberculose e malária


O relatório também destaca ter havido quedas significativas em pessoas que fizeram testes de HIV e nos serviços de prevenção para populações de maior atenção e vulneráveis.

Em comparação com 2019, o número de atendidos por programas e serviços de prevenção ao HIV diminuiu mais de um décimo. A tendência foi a mesma em relação aos jovens que procuraram serviços de prevenção.

As mães que receberam medicamentos para prevenir a transmissão do vírus aos bebês diminuíram 4,5%. Já o número de pessoas testadas caiu 22%, o que impediu o início do tratamento na maioria dos países.

Doenças

A exceção na queda de pacientes tratados para o grupo de doenças por causa da Covid-19 foi somente nas intervenções para combater a malária. O Fundo Global defende que medidas de adaptação, o empenho e a inovação dos agentes comunitários de saúde foram essenciais. Estes fatores garantiram estabilidade ou aumento em relação a 2019.

Criança recebe tratamento contra a tuberculose no Sudão do Sul, em iniciativa do Fundo Global

Pnud Sudão do Sul/Brian Sokol

Criança recebe tratamento contra a tuberculose no Sudão do Sul, em iniciativa do Fundo Global


O número de redes mosquiteiras distribuídas aumentou 17%, as estruturas cobertas por pulverização residual interna subiram 3%. Em 2020, 11,5 milhões de mulheres grávidas receberam terapia preventiva para a malária. Somente os casos suspeitos testados caíram 4,3%, mas estagnou o progresso na luta contra a doença.

Para promover uma oferta resposta rápida contra as três doenças durante a Covid-19, o Fundo Global desembolsou US$ 4,2 bilhões para continuar a luta contra o HIV, tuberculose e malária e fortalecer os sistemas de saúde em 2020.

Testes essenciais

Também foi aprovado um financiamento adicional de US$ 980 milhões para responder à pandemia. Em finais de agosto passado, um total de US$ 3,3 bilhões foi liberado para adaptação de programas de HIV, tuberculose e malária e testes essenciais em mais de 100 países.

Apesar da pandemia, cerca de 21,9 milhões de pessoas recebem terapia antirretroviral para o HIV, um aumento de 8,8% em comparação com 2019.

Para o caso da tuberculose resistente aos fármacos são tratadas 101 mil, uma redução de 19% em comparação com o período. A baixa foi causada pela pandemia.

Mãe e bebé na Beira, em Moçambique, onde criança recebe tratamento contra malária

Foto: Unicef/UN0303710/Oatway

Mãe e bebé na Beira, em Moçambique, onde criança recebe tratamento contra malária

Comentários para "Durante a Covid-19: Aids, tuberculose e malária mataram menos 44 milhões em 2020":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Estudo aponta redução de atendimentos de saúde mental durante a pandemia

Estudo aponta redução de atendimentos de saúde mental durante a pandemia

UnB, UFGRS e Hospital das Clínicas de Porto Alegre fizeram a pesquisa

Governador do DF prevê desobrigar uso de máscara em ambientes abertos em novembro

Governador do DF prevê desobrigar uso de máscara em ambientes abertos em novembro

O número de vacinados com a 2ª dose ou dose única havia alcançado a taxa de 59,96% da população acima de 12 anos até hoje. Um total de 86,84% tomou a 1ª dose da imunização contra a covid.

Distrito Federal tem a menor mortalidade infantil no Brasil

Distrito Federal tem a menor mortalidade infantil no Brasil

No DF, teste do pezinho permitirá a detecção de até 53 doenças do bebê – antes, eram 40

Fatos e fakes sobre o câncer de mama, o mais comum entre as mulheres

Fatos e fakes sobre o câncer de mama, o mais comum entre as mulheres

Estimativa do Instituto Nacional de Câncer (INCA) aponta 66 mil novos casos da doença no Brasil até o final de 2021

Saúde celebra Dia Mundial de Combate à Poliomielite

Saúde celebra Dia Mundial de Combate à Poliomielite

A prevenção à pólio, doença viral infecto contagiosa, começa ainda na infância. Último caso da doença no DF foi notificado em 1987. No Brasil, em 1988.

Aumenta circulação de subvariante Delta em Belém do Pará

Aumenta circulação de subvariante Delta em Belém do Pará

“Nessas análises a Sesma detectou uma uma subvariante Delta, a AY.33, circulando em Belém e que pode não ser detectada por testes rápidos e pelos protocolos padrões de RT-qPCR”, informou, em nota, a secretaria.

Laboratório do DF é referência nacional e auxilia no controle da raiva

Laboratório do DF é referência nacional e auxilia no controle da raiva

Laboratório foi criado em 1978, quando ocorreu o único caso de raiva humana no Distrito Federal

Passaporte da vacina vai estimular mais gente a se imunizar, defende infectologista

Passaporte da vacina vai estimular mais gente a se imunizar, defende infectologista

Projeto de Lei pretende exigir comprovante de vacinação em locais de uso coletivo do DF

DF antecipa aplicação de vacinas da Pfizer e da AstraZeneca

DF antecipa aplicação de vacinas da Pfizer e da AstraZeneca

A segunda dose das vacinas AstraZeneca e Pfizer-BioNTech já pode ser administrada, a partir desta sexta-feira, em quem já tomou a primeira dose há oito semanas

Pacientes que não tomaram a vacina são maioria nos hospitais de campanha do DF

Pacientes que não tomaram a vacina são maioria nos hospitais de campanha do DF

Imunizante está disponível para toda a população a partir de 12 anos de idade, em diversos pontos da capital

Queda de cabelo afeta a autoestima: Tratamentos clínicos na tricologia são opção

Queda de cabelo afeta a autoestima: Tratamentos clínicos na tricologia são opção

“O cabelo deve receber atenção especial o tempo todo. Cuidados preventivos constantes são importantes no enfrentamento de eventuais problemas, independente da origem”