×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 24 de outubro de 2021

Economia. Perda de água seria suficiente para abastecer 30% da população por um ano

Economia. Perda de água seria suficiente para abastecer 30% da população por um anoFoto: Pixabay

Segundo Instituto Trata Brasil, indicador brasileiro é pior que o de Bangladesh, Senegal, Uganda e Etiópia; enquanto isso, 35 milhões de brasileiros não são abastecidos com água potável

Estadão Conteúdo - 05/06/2019 - 17:26:03

Sem investimentos adequados, o setor de saneamento básico tem colecionado indicadores negativos. De acordo com o último estudo do Instituto Trata Brasil, divulgado nesta quarta-feira, 5, 38,3% de toda água potável, tratada e pronta para ser distribuída, se perde pelo caminho especialmente por causa de vazamentos e dos chamados “gatos”.

Isso significou 6,5 bilhões de metros cúbicos de água, equivalente a 7 mil piscinas olímpicas por dia. Segundo o estudo, se forem considerados apenas os vazamentos, a água perdida seria suficiente para abastecer 30% da população brasileira por um ano – ou seja, 60 milhões de pessoas. A perda de faturamento representou prejuízo de R$ 11,3 bilhões para o País – mesmo valor investido no setor em 2017.

"Com a falta de investimentos, o sistema envelhece e o volume de vazamento aumenta. Portanto, é uma tendência natural o indicador de perdas subir no Brasil", afirma o sócio da GO Associados Pedro Scazufca, consultor técnico do estudo. Na avaliação dele, a situação é muito ruim. Ele comenta que, além de vazamento, as fraudes - ou os gatos - também aumentaram no País, assim como os erros de leitura por causa de hidrômetros antigos. "A situação é bem ruim", completa Scazufca.

Na prática, o que tem ocorrido no Brasil é um aumento da produção de água para atender a população – ou seja, estão retirando mais água da natureza. O problema é que as perdas também aumentaram, conforme mostra os estudos dos últimos três anos. Em 2015, o País perdia 36,7% – 1,6 ponto porcentual abaixo dos dados de agora. O pior resultado foi verificado na Região Norte, com 55,14% de perdas na distribuição de água, encabeçado por Roraima com 75% de perdas. No Nordeste, o índice é de 46,25%; Sul, 36,54%; Sudeste, 34,35%; e Centro-Oeste, 34,14%.

Oitava economia do mundo, o Brasil tem indicadores piores que os de Bangladesh, Senegal, Uganda e Etiópia. Enquanto isso, 35 milhões de brasileiros ainda não são abastecidos com água potável – números que refletem a falta de prioridade que o setor teve nos últimos anos. "Se o Brasil conseguisse reduzir esse índice de perda para 20%, por exemplo, o ganho para o País seria de R$ 31 bilhões ao longo de 20 anos. Seria um resultado expressivo", diz Scazufca.

Apesar dos números negativos, a medida provisória que previa modernizar o setor de saneamento para atrair a iniciativa privada caducou esta semana, pela segunda vez consecutiva. A MP foi transformada em projeto de lei e será encaminhado para análise do plenário. Para virar lei, a proposta terá de ser aprovada pela Câmara dos Deputados e sancionada pelo presidente da República.

Comentários para "Economia. Perda de água seria suficiente para abastecer 30% da população por um ano":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Semana Lixo Zero quer incentivar práticas sustentáveis no país

Semana Lixo Zero quer incentivar práticas sustentáveis no país

Brasileiros descartam 79 milhões de toneladas de lixo sólido por ano

Na contramão do Acordo de Paris, países planejam mais que dobrar produção de combustíveis fósseis

Na contramão do Acordo de Paris, países planejam mais que dobrar produção de combustíveis fósseis

Emissões com a queima de carvão contribuem para a poluição em Ulaanbaatar, na Mongólia.

Estudo liga plano do Brasil para o clima a maior aquecimento

Estudo liga plano do Brasil para o clima a maior aquecimento

Na véspera da COP-26, na Escócia, que começa no dia 31, há uma expectativa sobre o que o Brasil vai apresentar.

Chefe do PNUD elogia esforços da China para proteger biodiversidade, depositando grandes esperanças na COP15

Chefe do PNUD elogia esforços da China para proteger biodiversidade, depositando grandes esperanças na COP15

Foto tirada em 27 de setembro de 2021 mostra uma vista no parque de Jiuzhaigou, no distrito de Jiuzhaigou, Província de Sichuan, sudoeste da China.

Comitê dos Direitos da Criança responsabiliza Brasil, Argentina, França, Alemanha e Turquia por falta de ação climática

Comitê dos Direitos da Criança responsabiliza Brasil, Argentina, França, Alemanha e Turquia por falta de ação climática

Ativista Greta em protesto junto da ONU

Projeto dos EUA para reduzir impacto do desmatamento pode afetar exportações do Brasil?

Projeto dos EUA para reduzir impacto do desmatamento pode afetar exportações do Brasil?

A Sputnik Brasil conversou com dois especialistas sobre o impacto que um novo projeto de lei norte-americano sobre desmatamento ilegal no mundo pode ter para as exportações brasileiras

Amazonas vira epicentro da exploração madeireira da Amazônia

Amazonas vira epicentro da exploração madeireira da Amazônia

O desmatamento em junho deste ano, conforme Imazon, apontam para o terceiro maior índice de destruição da vegetação nos últimos 10 anos.

Ação salva 70 jacarés que disputavam poça no Pantanal

Ação salva 70 jacarés que disputavam poça no Pantanal

Desde o início da intervenção na Ponte 3 da Rodovia Transpantaneira, caminhões-pipa de 16 mil litros fazem a reposição diária da água do corixo para beneficiar a população que permaneceu. Um trabalho de "enxugar gelo", segundo Martins, da Ecotrópica, porque o volume é consumido diariamente pelo uso e evaporação.

Paraíba perdeu 0,28 milhões de hectares de Caatinga nos últimos 36 anos

Paraíba perdeu 0,28 milhões de hectares de Caatinga nos últimos 36 anos

Caatinga é o único bioma exclusivamente brasileiro e está sendo devastado, segundo Mapbiomas.

Seca histórica no Pantanal provoca maior vazante em 121 anos

Seca histórica no Pantanal provoca maior vazante em 121 anos

Expectativa é que chuva na região seja acima do esperado

Jaques Wagner cobra posição do Brasil para COP-26

Jaques Wagner cobra posição do Brasil para COP-26

O projeto em questão é o PL 528/21, que cria o Sistema Brasileiro de Comércio de Emissões (SBCE) para regular o mercado nacional de carbono