×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 17 de outubro de 2021

Erika Kokay vira ré em investigação sobre desvio de salário de assessora

Erika Kokay vira ré em investigação sobre desvio de salário de assessoraFoto: Will Shutter/Câmara dos Deputados

Denúncia aponta que R$ 14,9 mil da funcionária teriam sido repassados para contas bancárias da parlamentar. 'Justiça será feita', diz.

Por Marília Marques, G1 Df - 26/03/2019 - 20:18:13

A Justiça do Distrito Federal aceitou a denúncia e tornou ré a Deputada Federal Erika Kokay (PT). Ela é acusada de desviar o salário de uma assessora que trabalhou no gabinete da parlamentar entre 2006 e 2007.

Ao G1, a deputada afirmou que "vai fazer a própria defesa" e disse ter "absoluta certeza que a justiça será feita". Kokay pontuou ter sido ela mesma quem levou o caso à Polícia Civil do DF, em 2010, e, por isso, "está muito tranquila".

"Não tenho nenhuma dúvida que serei justamente inocentada".

Segundo a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR) – apresentada em dezembro de 2017 – a deputada apropriou-se indevidamente de parte do salário da funcionária.

Decisão torna ré a deputada federal Erika Kokay — Foto: TJDFT/ReproduçãoDecisão torna ré a deputada federal Erika Kokay — Foto: TJDFT/Reprodução

Ao todo, R$ 14,9 mil teriam sido repassados para contas bancárias de Erika Kokay e do então chefe de gabinete dela, Alair José Martins Vargas. A reportagem tenta contato com a defesa do citado.

Por causa do foro privilegiado da deputada, o caso tramitava no Supremo Tribunal Federal (STF) mas, em maio do ano passado, uma decisão do ministro Marco Aurélio Mello remeteu o processo à Justiça do DF.

Sobre o caso, Kokay afirma ainda que, à época, sofreu tentativa de extorsão, e que os valores retidos da assessora eram "recolhimento das contribuições partidárias".

Erika Kokay também é investigada por suposta apropriação de imposto sindical e recursos públicos do Sindicato dos Bancários. O processo foi aberto pela entidade e, segundo a deputada, cita cerca de R$ 48 mil. Kokay presidiu a entidade na década de 1990.

A acusação de desvios partiu de um ex-servidor da deputada. Segundo o gabinete da deputada, o denunciante foi exonerado por Kokay devido à "prática de violência doméstica" e mantinha relações próximas com um deputado distrital.

À época, o processo de cassação do político citado era analisado pela comissão presidida por Kokay na Câmara Legislativa do DF.

Leia mais notícias sobre a região no G1 DF.

Comentários para "Erika Kokay vira ré em investigação sobre desvio de salário de assessora":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Campanha da ONU chama atenção para direitos das crianças refugiadas

Campanha da ONU chama atenção para direitos das crianças refugiadas

Quase 1 milhão de crianças nasceram como refugiadas entre 2018 e 2020

Mulher acusada de homofobia em padaria de SP é condenada a indenizar balconista

Mulher acusada de homofobia em padaria de SP é condenada a indenizar balconista

"Ainda que a ré seja incapaz, sobre o que não produziu sequer começo de prova, tal condição não afasta sua responsabilidade pelos prejuízos a que der causa", observou a juíza.

Distribuição de absorventes faz cair evasão escolar

Distribuição de absorventes faz cair evasão escolar

A "pobreza menstrual" era um tema de pouca repercussão na época e não motivava projetos de lei como hoje, a exemplo do vetado nesta semana pelo presidente Jair Bolsonaro. E passava longe de ser associado ao cotidiano de meninas.

Fachin manda União distribuir testes de covid e máscaras N95 entre quilombolas

Fachin manda União distribuir testes de covid e máscaras N95 entre quilombolas

Em decisões anteriores, Fachin já havia determinado à União que apresentasse as medidas sanitárias relativas à covid-19 nas comunidades quilombolas

Coletivo vai mapear cultura LGBTQI+ do Distrito Federal

Coletivo vai mapear cultura LGBTQI+ do Distrito Federal

Prazo para repostas ao mapeamento é até 17 de dezembro - Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Dia Internacional promove educação e maior consciência da não-violência

Dia Internacional promove educação e maior consciência da não-violência

Selo emitido pela Administração Postal da ONU com uma pintura de Mahatma Gandhi de Ferdie Pacheco em Comemoração do Dia Internacional da Não-Violência

ONU quer agir rápido em favor da igualdade de gêneros na liderança global

ONU quer agir rápido em favor da igualdade de gêneros na liderança global

Apenas 18 mulheres discursaram nos debates de alto nível da Assembleia Geral em 2021

Refugiados LGBTQIA+ no Brasil enfrentam discriminação, violência e desemprego

Refugiados LGBTQIA+ no Brasil enfrentam discriminação, violência e desemprego

Refugiados venezuelanos são registrados na Polícia Fedral de Boa Vista para emissão e regularização de documentos.

Senador Contarato dá aula a quem não merece um segundo de fama

Senador Contarato dá aula a quem não merece um segundo de fama

O Zé Ninguém

Campanha foca em conversa com família para aumentar doação de órgãos

Campanha foca em conversa com família para aumentar doação de órgãos

Em 2020, recusa à doação de órgãos por parentes ficou em 37,8%

Pesquisa revela que maioria dos brasileiros tem intenção de doar órgãos, mas não avisa a família

Pesquisa revela que maioria dos brasileiros tem intenção de doar órgãos, mas não avisa a família

“Seja doador de órgãos e avise sua família” se estenderá por todo ano de 2021. Uma doação pode salvar até oito vidas