×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 30 de novembro de 2021

Esclarecendo próxima geração para proteger borboletas e árvores para cidades

Esclarecendo próxima geração para proteger borboletas e árvores para cidadesFoto: Pixabay gratuita

Borboletas voam entre flores e crianças animadas que correm tentando pegar as belezas indescritíveis e lindas em um jardim localizado nos arredores de Colombo, capital do Sri Lanka.

Por Tang Lu - Agência Xinhua De Noticias - 24/10/2021 - 20:09:26

"Essas lindas borboletas se transformaram de lagartas pouco atraentes que acabamos de ver no jardim", disse Shamodi Nanayakkara, gerente de sustentabilidade e conservação da Dilmah Ceylon Tea Company, às crianças em uma visita ao jardim de borboletas ao ar livre.

A maioria das borboletas no Sri Lanka são espécies nativas do país insular, onde o ambiente ecológico para elas está se deteriorando devido a vários fatores, incluindo mudanças climáticas e urbanização.

Para fornecer um habitat para borboletas, em 2011, o fundador da empresa de chá Dilmah, Merrill Fernando, que é um grande defensor da conservação da biodiversidade, abriu o primeiro jardim urbano de borboletas do Sri Lanka em Moratuwa, ao sul de Colombo.

O jardim de 750 metros quadrados é o lar de muitas borboletas.

"Até o momento, 248 espécies de borboletas foram encontradas no Sri Lanka, e este jardim tem 59 espécies", disse às crianças Nanayakkara, que tem mestrado em ciências ambientais.

"As borboletas vivem em plantas. Elas colocam seus ovos em plantas hospedeiras específicas e obtêm néctar de plantas néctares específicas, o que significa que existem pelo menos 59 espécies de plantas adequadas para borboletas em nosso jardim", explicou ela.

Nanayakkara disse que, com a ajuda de entomologistas e botânicos, o jardim de borboletas selecionou cuidadosamente dezenas de tipos de plantas para crescer a fim de atrair uma variedade de espécies de borboletas e oferecer-lhes um local de reprodução favorável.

"Prestamos especial atenção à atração de borboletas que estão em perigo ou são espécies em perigo", frisou ela.

"Veja, as plantas nas quais o lagarto de jardim está de pé são relacionadas a borboleta nacional do Sri Lanka, a 'Asa de Pássaro do Sri Lanka'", disse ela.

Como foi relatado pelo Sunday Times em 2010, a Birdwing do Sri Lanka foi nomeada a borboleta nacional do país porque a borboleta preta e amarela é endêmica no país do sul da Ásia e também é a maior borboleta encontrada na ilha.

O jardim das borboletas agora é um santuário importante também para outras espécies de insetos, pássaros e répteis, disse Nanayakkara.

Adjacente ao jardim de borboletas está um jardim botânico em miniatura chamado "One Earth Arboretum" criado por Dilmah em 2017, que abriga 300 espécies de árvores e outras plantas.

"Inicialmente, 500 espécies de árvores foram enviadas para o minijardim botânico para plantio experimental, mas muitas não sobreviveram porque não conseguiram se adaptar à natureza única do habitat do Moratuwa. O reposicionamento das árvores foi um grande problema. Por tentativa e erro, terminamos com as atuais 300 espécies de árvores", disse Nanayakkara.

É perceptível que quase todas as árvores no jardim têm um código QR, que pode ser lido por um celular para que as pessoas aprendam rapidamente as informações relevantes. Isso permite que a visita ao jardim botânico seja uma experiência muito educativa.

Uma criança visitante perguntou: "Por que você não limpa o monte de folhas no chão do jardim? Existem alguns insetos nas árvores e no chão. Eles são prejudiciais às árvores?".

"Não", disse Nanayakkara e explicou por quê. "Deixamos intencionalmente essas folhas no chão, porque quando se decompõem ajudam a aumentar os nutrientes do solo".

"A função dos insetos aqui é ajudar na decomposição inicial dessas folhas. Um jardim botânico é como um bom restaurante para esses insetos porque é inofensivo e coexiste com o meio ambiente. E por causa dos insetos, nós não precisamos colocar qualquer adubo no jardim. Deixamos a floresta em seu estado natural", acrescentou ela.

O jardim botânico é pequeno, mas tem um Weva que é um tanque de irrigação construído de acordo com a prática tradicional de irrigação do Sri Lanka. O Weva serve como fonte de água subterrânea para o jardim botânico e, portanto, é uma parte importante do ecossistema da floresta natural.

"O Sri Lanka é famoso por seu antigo sistema de irrigação, e nossa missão é manter essa tradição viva e mostrá-la à geração atual", disse Nanayakkara.

Adicionando às suas observações, Spencer Manuelpillai, gerente-sênior de marketing de marca da Dilma Ceylon Tea disse: "Esperamos promover a proteção ambiental de várias maneiras, educar e esclarecer a população urbana, especialmente a geração mais jovem, para apreciar e compreender o valor da conservação biológica das espécies, incluindo borboletas e árvores para os seres humanos".

Comentários para "Esclarecendo próxima geração para proteger borboletas e árvores para cidades":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Aumento de pessoas no mar pode explicar mais ocorrências com tubarões

Aumento de pessoas no mar pode explicar mais ocorrências com tubarões

Se acidentes são ocasionais não é preciso fechar praias, diz professor

FAO lança ferramenta que ajuda a reverter perda florestal e combater mudanças climáticas

FAO lança ferramenta que ajuda a reverter perda florestal e combater mudanças climáticas

Mulher vende batatas no Peru.

Desmatamento na Amazônia passa de 13 mil km² entre agosto de 2020 e julho de 2021

Desmatamento na Amazônia passa de 13 mil km² entre agosto de 2020 e julho de 2021

Queimada na Amazônia durante última semana de julho, mesmo com moratória do fogo no bioma.

Petrobras e BNDES vão ampliar investimentos em restauração florestal

Petrobras e BNDES vão ampliar investimentos em restauração florestal

Anúncio foi feito durante a COP26, em Glasgow

1 bilhão vão sofrer calor extremo se temperatura aumentar 2°C

1 bilhão vão sofrer calor extremo se temperatura aumentar 2°C

Alerta é feito por especialistas que participam da conferência

Brasileiros apresentam na COP26 agenda com caminhos inovadores para a Amazônia

Brasileiros apresentam na COP26 agenda com caminhos inovadores para a Amazônia

Izabella Teixeira em frente à exposição sobre a Amazônia, de Sebastião Salgado, na COP26

Na COP26, Rio de Janeiro promete, cobertura de Mata Atlântica em 40% do estado em 2050

Na COP26, Rio de Janeiro promete, cobertura de Mata Atlântica em 40% do estado em 2050

Além de apresentar resultados e compromissos no combate às mudanças climáticas, o estado convidará participantes de todo o mundo para a Rio+30, evento que celebrará, em 2022, os 30 anos da realização da Eco92.

COP26: Brasil, Estados Unidos e China não assinam acordo para zerar energia à base de carvão

COP26: Brasil, Estados Unidos e China não assinam acordo para zerar energia à base de carvão

Lideranças indígenas, como a cacica Juma Xipaya, criticam hidrelétricas na Amazônia

A região que mais exige certificados ambientais no Brasil

A região que mais exige certificados ambientais no Brasil

Pesquisa CNI/FSB descobriu quais regiões mais respeitam a disseminação de boas práticas na cadeia produtiva

Desmatamento amazônico: Analista não vê soluções regionais ou globais 'sem o Brasil sentado à mesa'

Desmatamento amazônico: Analista não vê soluções regionais ou globais 'sem o Brasil sentado à mesa'

Ante o anúncio pelos EUA que criaria em breve uma parceria regional contra o desmatamento na Amazônia, a Sputnik Brasil ouviu a opinião de um especialista quanto à iniciativa e ao papel do Brasil no assunto

Você conhece os ODSs dos seus NDCs? Como digerir a sopa de letras da COP26

Você conhece os ODSs dos seus NDCs? Como digerir a sopa de letras da COP26

Existem 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, ou ODSs, interligados