×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 27 de outubro de 2021

Evento online e gratuito fomenta diversidade racial no mundo corporativo

Evento online e gratuito fomenta diversidade racial no mundo corporativoFoto: Divulgação

Com o objetivo de conectar as próximas gerações de líderes negras e negros, com inspiração, desenvolvimento e conexão, o encontro traz nomes como Camila Farani, Fioti, Adriana Couto e Daiane dos Santos

Estadão Conteúdo - 16/09/2021 - 12:22:04

A diversidade brasileira sempre foi celebrada, mas de uns tempos para cá tem sido tema cada vez mais de pautas na sociedade e, principalmente no mundo corporativo. Segundo o relatório Diversity Matters 2020, da McKinsey & Company, apesar da percepção de diversidade racial/étnica nas empresas ser maior no Brasil do que no resto da América Latina, apenas 20% dos entrevistados no estudo reportam trabalhar em empresa com alta diversidade. Perguntados se já sentiram alguma vez que a sua raça impactou negativamente as suas chances de receber um aumento ou promoção, esse número chegou a 30%.

Com o objetivo de fomentar essa discussão e promover a inserção de talentos negros no mundo corporativo, a Conferência Juntos 2021, acontecerá nos dias 2 e 3 de outubro, com parceria de grandes empresas como Itaú, B3, BTG, Coca-Cola, JPMorgan, Ambev, Ânima Educação, Banco BV, Banco PAN, Citi, Corteva, Grupo Boticário, Morgan Stanley, Novartis e P&G. O evento, realizado pela McKinsey & Company, tem inscrições gratuitas e acontecerá de forma virtual. Sua quarta edição continuará com o propósito de influenciar a formação de uma geração de líderes profissionais negras e negros por meio de ações em três pilares: inspiração, desenvolvimento e conexão. As inscrições estão abertas neste link.

Nas empresas brasileiras, menos de 30% dos cargos de liderança são ocupados por pessoas negras. O percentual é baixo e ainda sofreu queda. Em 2018, a população preta ou parda ocupava 29,9% dos cargos gerenciais. Em 2019, esse índice caiu para 29,5%, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os negros representam 55,9% da população brasileira, mas ocupam apenas 4,7% dos cargos de liderança nas 500 maiores empresas do país, segundo ainda pesquisa do Instituto Ethos. Esses números só corroboram a realização de um evento como a Conferência Juntos, estimulando a formação de líderes que vivenciem e ampliem a diversidade e inclusão nas empresas.

Programação com palestras, workshops e treinamentos

Na programação do evento estão previstas palestras com profissionais negros de destaque no mercado – como a empresária Camila Farani, que abordará o tema “os desafios da população negra na ascensão socioeconômica” – além de falas de lideranças de empresas apoiadoras. Entre as atividades estão uma feira de carreiras e exposições de empresas engajadas na diversidade racial. Sessões de workshops e treinamento abordarão temas como o domínio da técnica de storytelling e a melhor maneira de estruturar um currículo.

Algumas das personalidades que marcarão presença nas palestras são a ex-ginasta olímpica Daiane dos Santos e o músico e produtor Evandro Fióti, que trazem depoimentos inspiracionais. A mestre de cerimônias será a jornalista Adriana Couto, que apresenta há mais de dez anos o programa Metrópolis, na TV Cultura, e que já passou pelo Jornal da Cultura, Rádio CBN, TV Globo e Canal Futura.

Realizada anualmente desde 2018, a conferência busca integrar as próximas gerações de líderes negras e negros e tem seu foco em jovens profissionais autodeclarados negros com até seis anos de formados, além de universitários com graduação prevista para os próximos dois anos que apoiam ou querem apoiar a causa da diversidade racial; outros públicos também são bem-vindos para acompanhar a programação. A iniciativa é uma oportunidade para conhecer profissionais com histórias inspiradoras, desenvolver novas habilidades e se conectar entre si e com grandes empresas, além de aprender sobre novas oportunidades de carreira.

Empresas apoiadoras e que estão comprometidas com inclusão racial poderão se conectar com talentos negros e estarão representadas nas sessões de exposição.

Agenda – Conferência Juntos:

02 de outubro:

  • 9h30: Abertura
  • 9h50: Palestra 1 – Os desafios da população negra na ascensão socioeconômica
  • 10h30: Workshops e treinamentos – mais informações em breve
  • 11h: Palestra 2 – Crescendo na carreira em espaços majoritariamente brancos
  • 11h45: Pausa para o almoço
  • 12h30: Palestra 3 – Governança ambiental, social e empresarial: impacto holístico e responsabilidade corporativa
  • 13h15: Palestra inspiracional – Fioti

03 de outubro:

  • 9h30: Abertura
  • 9h40: Treinamento 01 – Currículo: mostrando a sua trajetória objetivamente
  • 10h05: Treinamento 02 – Storytelling: contando a sua história de maneira engajadora
  • 10h30: Sessão de exposição da empresa – Venha conhecer mais sobre as empresas parceiras do Juntos e oportunidades de carreira
  • 12h30: Palestra inspiracional – Daiane dos Santos

Confira mais detalhes e a programação no site – https://conferenciajuntos.com.br/

Website: https://conferenciajuntos.com.br/

Comentários para "Evento online e gratuito fomenta diversidade racial no mundo corporativo":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Projeto promove educação antirracista em Taguatinga, no Distrito Federal

Projeto promove educação antirracista em Taguatinga, no Distrito Federal

‘Cidade Cor’ vai reunir estudantes de 34 escolas para bate-papo e show da cantora Ellen Oléria

'Nada pode me limitar ou definir', diz a modelo com síndrome de Down

'Nada pode me limitar ou definir', diz a modelo com síndrome de Down

O sonho de ser modelo, ela relata, começou aos 16 anos, quando foi internada com meningite bacteriana e ficou dez dias em coma.

Inquérito que investiga loja da Zara por abordagem racista será enviado ao MP

Inquérito que investiga loja da Zara por abordagem racista será enviado ao MP

Segundo as investigações da polícia, o gerente cometeu atitude discriminatória contra a delegada Ana Paula Barroso, que é negra no último dia 14 de setembro.

Campanha da ONU chama atenção para direitos das crianças refugiadas

Campanha da ONU chama atenção para direitos das crianças refugiadas

Quase 1 milhão de crianças nasceram como refugiadas entre 2018 e 2020

Mulher acusada de homofobia em padaria de SP é condenada a indenizar balconista

Mulher acusada de homofobia em padaria de SP é condenada a indenizar balconista

"Ainda que a ré seja incapaz, sobre o que não produziu sequer começo de prova, tal condição não afasta sua responsabilidade pelos prejuízos a que der causa", observou a juíza.

Distribuição de absorventes faz cair evasão escolar

Distribuição de absorventes faz cair evasão escolar

A "pobreza menstrual" era um tema de pouca repercussão na época e não motivava projetos de lei como hoje, a exemplo do vetado nesta semana pelo presidente Jair Bolsonaro. E passava longe de ser associado ao cotidiano de meninas.

Fachin manda União distribuir testes de covid e máscaras N95 entre quilombolas

Fachin manda União distribuir testes de covid e máscaras N95 entre quilombolas

Em decisões anteriores, Fachin já havia determinado à União que apresentasse as medidas sanitárias relativas à covid-19 nas comunidades quilombolas

Coletivo vai mapear cultura LGBTQI+ do Distrito Federal

Coletivo vai mapear cultura LGBTQI+ do Distrito Federal

Prazo para repostas ao mapeamento é até 17 de dezembro - Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Dia Internacional promove educação e maior consciência da não-violência

Dia Internacional promove educação e maior consciência da não-violência

Selo emitido pela Administração Postal da ONU com uma pintura de Mahatma Gandhi de Ferdie Pacheco em Comemoração do Dia Internacional da Não-Violência

ONU quer agir rápido em favor da igualdade de gêneros na liderança global

ONU quer agir rápido em favor da igualdade de gêneros na liderança global

Apenas 18 mulheres discursaram nos debates de alto nível da Assembleia Geral em 2021

Refugiados LGBTQIA+ no Brasil enfrentam discriminação, violência e desemprego

Refugiados LGBTQIA+ no Brasil enfrentam discriminação, violência e desemprego

Refugiados venezuelanos são registrados na Polícia Fedral de Boa Vista para emissão e regularização de documentos.