×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 18 de maio de 2022

Gaeco de SP apreende mais de R$ 1,6 milhão em casa durante operação que apura desvios em Bauru

Gaeco de SP apreende mais de R$ 1,6 milhão em casa durante operação que apura desvios em BauruFoto: Diário do Poder

Ainda foram apreendidos 30 mil em notas de dólares, euros e libras. Segundo o Gaeco todo esse valor foi depositado em juízo.

Diário Do Poder - 18/12/2019 - 12:11:34

O Ministério Público do Estado de São Paulo, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), deflagrou nesta terça-feira (17) a Operação João de Barro, que apura crime de desvio de dinheiro público da Companhia de Habitação Popular de Bauru (Cohab), além dos crimes de constituição e participação em organização criminosa, lavagem de capitais e outros.

Durante a operação, foram apreendidos R$ 1.607.000,00 em notas de reais em um dos 14 endereços onde foram cumpridos mandados de busca e apreensão. A maior quantidade de reais estava dentro de uma mala separadas em blocos com notas de R$ 100. Também foram encontradas notas em gavetas da casa.


Todo esse dinheiro foi encontrado em uma casa no Villagio 3, onde mora o presidente da Cohab, Edison Gasparini Júnior. Os nomes dos demais envolvidos na investigação não foram informados.

A investigação teve origem a partir de representação recebida em 27 de outubro de 2018 que, após análise prévia, deu origem ao procedimento investigatório criminal número 082/2018, instaurado em 10 de janeiro de 2019.

Em Brasília, foi cumprido um mandado de busca. Outros 13 foram cumpridos nas cidades de Bauru, Arealva e Marília, todos em São Paulo. Os endereços referem-se à residência de representantes da Cohab Bauru, sede da companhia e também nos endereços das construtoras e seus sócios ou representantes. Foram apreendidos aparelhos celulares, computadores, documentos e outros objetos que possam servir de prova ao objeto da investigação.

No curso da investigação do MPSP, foram analisados quatro acordos firmados pela Cohab de Bauru junto a construtoras no âmbito de processos judiciais, além de uma análise inicial do patrimônio dos investigados. A análise desses acordos permitiu constatar diversas posturas suspeitas e prejudiciais à companhia, que ao se repetirem demonstraram não se tratar de equívoco isolado, mas de um padrão de atuação.

Segundo o Ministério Público, foi possível constatar dação de imóvel milionário em quitação de uma dívida que representava em torno de 10% do valor do bem; realização de acordos sem o conhecimento dos advogados que atuaram na causa; pagamentos antecipados, antes mesmo da formalização de acordos; e omissão deliberada na compensação da dívida que duas dessas construtoras tinham com a Cohab.

“Os prejuízos acumulados crescem em larga escala anualmente, a ponto de haver contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas. Além disso, os auditores independentes, responsáveis pela análise dos relatórios anuais da administração, também apontaram dúvidas quanto à capacidade de continuidade operacional da companhia”, informou o MP em nota.

A prefeitura de Bauru disse, em nota, que “já convocou o Conselho de Administração e Fiscal da Cohab, órgão competente para qualquer deliberação a respeito da Companhia, com vistas a avaliar os fatos ocorridos”.

Além disso, o Executivo informou que “após convocação do Presidente do Conselho de Administração da Cohab, solicitado pela Prefeitura, que se reunirá quarta-feira (12) para deliberar sobre as questões da empresa atinente a operação do Ministério Público, o atual presidente Edson Gasparini Junior solicitou seu afastamento da presidência para que as investigações possam ocorrer sem qualquer interferência e com total transparência a fim de apuração de todos os fatos.

O governo municipal acatou o afastamento, porém a decisão final é de competência do Conselho de Administração da Cohab.

Comentários para "Gaeco de SP apreende mais de R$ 1,6 milhão em casa durante operação que apura desvios em Bauru":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Movimentos populares criam programa Brasil de Todas as Cores por direitos da população LGBTQIA+

Movimentos populares criam programa Brasil de Todas as Cores por direitos da população LGBTQIA+

Documento elaborado por mais de 20 organizações tem objetivo de auxiliar na construção de políticas públicas

Com incertezas externas, fusões e aquisições passam por desaceleração

Com incertezas externas, fusões e aquisições passam por desaceleração

No ano passado, um total de 1.627 transações de fusão e aquisição ocorreram no País - avanço de 46% em relação a 2020

Quatro em cada dez brasileiros estão inadimplentes

Quatro em cada dez brasileiros estão inadimplentes

O total de inadimplentes, hoje, não é uma marca recorde. O maior contingente foi de 63,08 milhões, atingido em novembro de 2018, segundo a série do SPC Brasil, iniciada em janeiro de 2015.

Livro de Pochmann aborda abandono de projetos de país e ‘cancelamento do futuro’

Livro de Pochmann aborda abandono de projetos de país e ‘cancelamento do futuro’

Professor e economista reflete sobre transformações truncada do país e sua reprodução de um “passado trágico”

Consumidor deixa de pagar conta de luz para comprar alimentos

Consumidor deixa de pagar conta de luz para comprar alimentos

Desde que foi demitida de uma empresa de serviço de limpeza, Viviane vive com o seguro-desemprego de R$ 1.200. Foi a primeira vez que ela ficou inadimplente com o pagamento da conta de luz.

Preço do etanol cai em 16 Estados e no DF na semana, afirma ANP

Preço do etanol cai em 16 Estados e no DF na semana, afirma ANP

Na comparação mensal, o preço médio do biocombustível no País subiu 6,16%. O Estado com maior alta no período foi Alagoas, com 10,35% de valorização mensal do etanol, para R$ 5,746.

Jornalista brasileiro na Ucrânia preocupado que guerra comece a ser esquecida

Jornalista brasileiro na Ucrânia preocupado que guerra comece a ser esquecida

Jornalista brasileiro Hugo Bachega está acompanhando de perto a guerra na Ucrânia

Vale põe à venda áreas invadidas no Pará

Vale põe à venda áreas invadidas no Pará

Empresa desencoraja visitas de interessados por causa da violência

Exportações de café solúvel do Brasil caem 4,7% devido ao conflito entre Ucrânia e Rússia

Exportações de café solúvel do Brasil caem 4,7% devido ao conflito entre Ucrânia e Rússia

As vendas de café solúvel do Brasil no exterior caíram 4,7% no primeiro trimestre de 2022 devido ao conflito entre Rússia e Ucrânia. A projeção anual de perdas no setor é de cerca de US$ 100 milhões (R$ 505,5 milhões), disse uma associação da indústria na sexta-feira (13).

Brasileiro, porta-voz do Ocha, relata drama de ucranianos evacuados de Mariupol

Brasileiro, porta-voz do Ocha, relata drama de ucranianos evacuados de Mariupol

Civis de Mariupol deixam região após mais de dois meses sitiados.

Egito e Brasil começarão a negociar aumento de exportação de fertilizantes egípcios

Egito e Brasil começarão a negociar aumento de exportação de fertilizantes egípcios

Cairo assumiu o compromisso de dar prioridade às demandas de fertilizantes pedindo em contrapartida que tenha preferência no setor de exportação de frutas brasileiras.