×
ContextoExato
Responsive image

Geraldo Alckmin vira réu por caixa dois, corrupção, lavagem de dinheiro

Geraldo Alckmin vira réu por caixa dois, corrupção, lavagem de dinheiroFoto: O Antagonista

Manifesto a favor de Alckmin não tem assinatura de Doria

Por Pedro Canário - O Antagonista - 30/07/2020 - 19:34:00

A Justiça Eleitoral de São Paulo recebeu denúncia contra o ex-governador do estado Geraldo Alckmin e contra Marcos Antônio Monteiro, tesoureiro da campanha de 2014, e o advogado Sebastião Eduardo Alves, ex-assessor do tucano. Eles agora são réus por caixa dois eleitoral, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

De acordo com decisão do juiz Marco Antonio Martin Vargas, a denúncia do Ministério Público traz “indícios suficientes de materialidade dos delitos e de autoria dos acusados”.

Além de Alckmin e dos ex-assessores, o magistrado também recebeu denúncia contra Mara Lúcia Tavares, Álvaro Novis e Fernando Migliaccio por participação nos crimes. Todos trabalharam na Odebrecht e fizeram acordo de delação premiada com o Ministério Público.

Leia também:

FHC, cadê você?

Manifesto a favor de Alckmin não tem assinatura de Doria

Alckmin é "um homem honrado", diz líder do PSDB no Senado

Vídeo: o mecanismo tucano

Investigações contra o PSDB não são 'de ordem política', diz Doria

Segundo a denúncia, o ex-governador recebeu R$ 2 milhões em espécie da Odebrecht na campanha ao governo de SP em 2010 e outros R$ 9,3 milhões da empreiteira em 2014, quando se candidatou à reeleição.

Leia mais: Como o cerco da PGR à Lava Jato beneficia petistas e tucanos

Comentários para "Geraldo Alckmin vira réu por caixa dois, corrupção, lavagem de dinheiro":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório