×
ContextoExato
Responsive image

Gerente de farmácia vazou receita médica de David Uip, aponta inquérito policial

Gerente de farmácia vazou receita médica de David Uip, aponta inquérito policialFoto: Governo de São Paulo / Divulgação

O infectologista David Uip, coordenador do Centro de Contingência da pandemia em São Paulo.

Estadão Conteúdo - 27/05/2020 - 08:15:18

De acordo com os investigadores, o homem teria fotografado a imagem na tela do computador do estabelecimento e compartilhado em um grupo de WhatsApp; defesa quer denúncia por violação de sigilo profissional

Um gerente de farmácia foi o responsável por vazar a receita médica assinada pelo infectologista David Uip em que consta a prescrição de cloroquina . A imagem foi divulgada no início de abril, após o médico ter sido diagnosticado com covid-19 e passado por tratamento. À época, Uip confirmou a veracidade do documento, mas não reconheceu o uso da substância .

De acordo com inquérito policial, o gerente da farmácia onde se realizou a compra do medicamento fotografou a receita na tela do computador e repassou a imagem em um grupo de WhatsApp. Mais de 20 pessoas foram ouvidas, incluindo membros do grupo e dirigentes do estabelecimento.

A defesa de Uip solicitou denúncia do Ministério Público contra o gerente por violação de sigilo profissional. Em nota, o criminalista Luiz Flávio Borges D’Urso afirmou que o caso causou ‘enormes dissabores e imensos prejuízos, tanto de cunho pessoal, como profissional’ a Uip.

A foto da receita médica vazou no início de abril, logo após Uip passar pelo tratamento do novo coronavírus. Coordenador do Centro de Contingência do governo João Dória (PSDB), o médico foi alvo de questionamentos sobre se utilizou ou não a cloroquina após ser diagnosticado com covid-19. O presidente Jair Bolsonaro acusou o médico de ‘esconder’ o uso da substância já que ‘pertence à equipe do governador de São Paulo’.

“A receita é da minha clínica. Ela é real. Alguém, em algum lugar, vazou essa receita de forma incorreta. Em que nada me preocupa”, declarou Uip em entrevista à rádio Gaúcha . O infectologista não informou se fez uso da cloroquina.

“Essa receita é do dia 13 de março. Meu diagnóstico foi em 23 de março. Minha clínica tem hoje 12 médicos, nove infectologistas. Todos muito envolvidos na linha de frente no tratamento de coronavírus. Na clínica tomamos a decisão de comprar diversos medicamentos, entre eles a cloroquina. Ela não foi comprada em farmácia. Foi manipulada. Está à disposição de funcionários de uma clínica que está na linha de frente do enfrentamento do coronavírus. Caso um de nós precisasse, o médico poderia prescrever ou não”, disse Uip.

COM A PALAVRA, O CRIMINALISTA LUIZ FLÁVIO BORGES D’URSO, QUE REPRESENTA DAVID UIP
Foi importante identificar quem vazou a imagem, pois trata-se de um crime que provocou muitos aborrecimentos e prejuízos pessoais, familiares e profissionais ao Dr. David Uip. O trabalho de investigação é elogiável e alcançou seu objetivo. Agora aguardamos a denuncia e o processo criminal, que terão também um efeito pedagógico destinado a quem vaza imagens e informações ilegalmente nas redes sociais.

Comentários para "Gerente de farmácia vazou receita médica de David Uip, aponta inquérito policial":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório