×
ContextoExato
Responsive image

Governador Ibaneis Rocha abre guerra com o Ministério Público do Distrito Federal

Governador Ibaneis Rocha abre guerra com o Ministério Público do Distrito FederalFoto: CorreioWeb

Ibaneis em embate com promotor de Justiça

Ana Maria Campos - Correioweb - 07/06/2020 - 09:56:03

O governador Ibaneis Rocha (MDB) abriu guerra com o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) ao apresentar uma reclamação disciplinar contra o promotor de Justiça Eduardo Gazzinelli Veloso no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). Ibaneis aponta que Gazzinelli feriu o princípio do “promotor natural” ao fiscalizar a instalação dos equipamentos comprados em contrato emergencial para o hospital de campanha do estádio Nacional Mané Garrincha, destinado aos pacientes com covid-19. Em 18 anos no Ministério Público, Gazzinelli nunca havia sido alvo de uma representação no CNMP ou na Corregedoria. Ele é considerado um promotor atuante, autor de investigações penais e de improbidade importantes no MPDFT e também em atuação por designação na Procuradoria-Geral da República, nas gestões de Roberto Gurgel, Rodrigo Janot e Raquel Dodge. Na representação, Ibaneis alega que o promotor que atua na área de Defesa do Patrimônio Público e Social (Prodep) não integra a força-tarefa de fiscalização dos contratos e medidas emergenciais para conter o avanço do novo coronavírus. A repercussão da representação foi grande e vários integrantes de órgãos de controle se solidarizaram com Gazzinelli.


Fiscalização com hora marcada

Na representação, Ibaneis Rocha alega que Eduardo Gazzinelli integra, no Ministério Público do DF, um grupo ligado ao ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot, uma vez que o promotor de Justiça atuou na PGR em processos com foro no STJ. Ibaneis cita o fato de ter feito uma representação na OAB contra a liberação da carteira de advogado a Janot, quando ele se aposentou. Por isso, o governador pede que o CNMP conceda uma liminar que impeça Gazzinelli de fiscalizar novas instalações da saúde ou, pelo menos, comunique o GDF com antecedência de 24 horas.

 (Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)


Transparência na pandemia por meio das instituições de controle

O ministro Bruno Dantas, do TCU, teve uma boa ideia em nome da transparência no acompanhamento da pandemia de covid-19. Com os dados nacionais sobre o novo coronavírus do site do Ministério da Saúde fora do ar e a decisão do presidente Jair Bolsonaro de dificultar o acesso a essas informações, Dantas pretende propor ao TCU e aos tribunais de contas estaduais que consolidem dados sobre infectados, curados e óbitos da covid-19, para divulgação diária até 18h. “Com as dificuldades, as instituições devem ajudar”, afirma.



Homenagem do Irã a Brasília

A primeira embaixada, instalada em Brasília no mesmo ano da inauguração da capital, foi a do Irã, há 60 anos completados hoje. Para comemorar esta data, a embaixada vai receber hoje, a neta do presidente Juscelino Kubitschek, Anna Christina Kubitschek, seu marido, o empresário Paulo Octávio, o jogador de futebol Lúcio e a chefe do escritório de Relações Internacionais do GDF, Renata Zuquim. Num ato simbólico, faremos uma reinauguração da embaixada cortando um bolo.

 (Marcelo Ferreira/CB/D.A Press - 5/11/19)


De molho

O deputado Chico Vigilante (PT) está assustado com o crescimento do número de casos de covid-19 em Ceilândia, onde mora. Já são quase 2 mil. “As pessoas não estão se dando conta da gravidade da situação”, diz o distrital, que garante: “Não coloco o nariz para fora de casa.”

 (Arquivo Pessoal)


Tempos difíceis

Morreu de covid-19, aos 60 anos, Delmar Caixeta, um antigo funcionário da CEB. Era muito próximo do ex-governador José Roberto Arruda. No governo dele, foi Superintendente de Iluminação Pública. Arruda, aliás, conta que já perdeu três amigos, dois, em Brasília, e um, no Rio de Janeiro, para o novo coronavírus.


Curado

O presidente do IPREV-DF, Ney Ferraz, está liberado pelos médicos para retornar ao trabalho. Depois de testar positivo para a covid-19, na semana passada, Ney Ferraz entrou imediatamente em isolamento, comunicou aos servidores do IPREV-DF e providenciou testes para eles, além da desinfecção dos ambientes de trabalho. "Realizei tomografia de tórax. Não apareceu nada no pulão. Da mesma forma, o último exame sorológico e o de SWAB deram negativo. Estou bem e já posso voltar a trabalhar", diz.



#FiqueEmCasa

Em 5 de maio, o DF tinha 1.837 casos de covid-19 e 34 mortes. Um mês depois, na última sexta-feira, havia 14.208 registros e 202 óbitos. Numa conta matemática simples, a projeção é de que, em 5 de julho, passaremos de 100 mil casos e mais de mil mortes.



Mandou bem

Ex-secretária de Planejamento, Orçamento e Gestão do DF e do Rio Grande do Sul Leany Lemos será a primeira mulher a presidir o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE).


Mandou mal

Áudios obtidos pelo Estadão revelam que presidente da Fundação Cultural Palmares, Sergio Camargo, chama o movimento negro de “escória maldita” e ameaça demitir quem não cumprir meta de botar “esquerdista” para fora.



Só papos


“O Ministério da Saúde adequou a divulgação dos dados sobre casos e mortes relacionados ao covid-19. Ao longo do enfrentamento da doença, a coleta de informações evoluiu com capacitação e serviços laboratoriais. As medidas, assim, permitem obter dados mais precisos sobre cada região”
Presidente Jair Bolsonaro


“Transparência, num país de diárias desumanidades, é falar palavrões em reunião de governo; é fazer de cercadinhos show de ignorâncias; é comer pastel e cachorro-quente em estratégia populista que cospe em cada ser humano que morre a todo minuto sem direito sequer ao adeus digno”
Procurador Regional da República Blal Dalloul, que integrou lista tríplice votada pelos colegas para a PGR


A pergunta que não quer calar….

Com a curva ascendente de covid-19 em algumas regiões administrativas do DF, não seria hora de o GDF adotar medidas mais radicais nessas localidades, como as definidas para Ceilândia, Pôr do Sol e Sol Nascente, antes que a situação saia totalmente do controle?


Enquanto isso...

Na sala de Justiça

A próxima votação da lista tríplice para a vaga de desembargador eleitoral do TRE foi marcada para 16 de junho. Na semana seguinte, haverá escolha de outra lista.

Comentários para "Governador Ibaneis Rocha abre guerra com o Ministério Público do Distrito Federal":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório