×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 24 de outubro de 2021

Homenagens e polêmicas na Terra Santa

Homenagens e polêmicas na Terra SantaFoto: Correio Braziliense

Nazismo de esquerda e lembrança de Ustra

Por Rosana Hessel-correio Braziliense - 03/04/2019 - 12:20:15

No último compromisso do terceiro dia da viagem oficial a Israel, o presidente Jair Bolsonaro recebeu um grupo de brasileiros da cidade de Raanana, a quase 50km de Jerusalém. No encontro, ele voltou a causar polêmicas ao resgatar, mesmo sem citar nome, um dos maiores torturadores do Brasil e ao afirmar que o nazismo foi um movimento de esquerda.


Bolsonaro disse aos convidados que seu voto pela abertura do processo de impeachment da então presidente Dilma Rousseff se transformou em uma notícia negativa tanto nacional quanto internacionalmente. Na época, prosseguiu, afirmaram que ele não “ganharia nem para ser prefeito de sei lá onde”. “Aconteceu o contrário, eu virei presidente”, emendou.



Em 2016, ao declarar o seu voto, Bolsonaro fez uma homenagem à memória do coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, chamando-o de “o pavor de Dilma Rousseff”. Ustra é considerado um dos principais torturadores do regime militar no Brasil.



Na saída do encontro, o chefe do Planalto causou outra polêmica: compartilhou a opinião controversa do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, de que o nazismo é um movimento de esquerda. “Não há dúvida, né? Partido socialista… Como é que é? ... da… da... Alemanha. Partido Nacional Socialista da Alemanha. Sim”, frisou.



Mais tarde, Araújo voltou a defender sua teoria de que o nazismo é um movimento de esquerda. Ao ser questionado sobre a avaliação dele em relação ao fato de o Museu do Holocausto, visitado pelo presidente, definir o nazismo como movimento de direita, ele desconversou. “Essas definições de esquerda e direita... tem de ser visto o que se entende por elas. A questão é comparar o conteúdo das coisas. Não necessariamente os termos”, disse.



Bolsonaro se queixou da imprensa ao ser perguntado sobre a opinião dele em relação ao nazismo. “Eu quero tratar vocês com o respeito que vocês merecem. Essas perguntas menores vão servir para dar manchete negativa nos jornais. No Brasil, eu respondo para vocês. Aqui, a pauta foi positiva”, disparou. “Foi positiva aqui, foi positiva no Chile, foi positiva nos Estados Unidos, vai ser no Japão (no fim de junho) e na China (no segundo semestre)”, frisou. Ele se referiu ao encontro de líderes do G-20, grupo das maiores economias desenvolvidas e emergentes do planeta.



A cúpula do G-20 ocorrerá em Osaka (JAP), de 28 a 29 de junho. “Essa é que é a ideia da nossa saída (do país). O Brasil tem potencial que ninguém tem. E nós precisamos nos aproximar cada vez mais desses países que podem colaborar muito com a nossa economia e com o nosso progresso”, completou. Ele confirmou que também visitará um país árabe do Norte da África na segunda metade do ano. “Temos vários convites”, disse.



“Proveitosa”
Bolsonaro avaliou a visita a Israel como “muito proveitosa”, com acordos, parcerias, protocolo de intenção verbal com o governo do país do Oriente Médio. “Eu acredito que Israel e Brasil se complementam. E nós, aprofundando essa amizade, esses laços comerciais, essas intenções, podemos ajudar, e muito, os nossos povos. Tenho certeza de que a viagem foi muito proveitosa”, afirmou.



A agenda de ontem do presidente começou com um encontro com empresários dos dois países. “Nós nos reunimos com CEOs de empresas israelenses, além de investidores em startups, e falamos sobre investimentos em um país que tem muito a oferecer em negócios. Algo que, infelizmente, não é tradição. Vamos cumprindo nosso papel e apresentando o verdadeiro Brasil para o mundo”, escreveu no Twitter.



O presidente retorna ao Brasil hoje. A volta foi antecipada em algumas horas por questões logísticas.



“Eu acredito que Israel e Brasil se complementam. E nós, aprofundando essa amizade, esses laços comerciais, essas intenções, podemos ajudar, e muito, os nossos povos”
Jair Bolsonaro, presidente da República


Comentários para "Homenagens e polêmicas na Terra Santa":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Câmara Legislativa terá ciclo de exposições de trabalhos artísticos de pessoas com deficiência

Câmara Legislativa terá ciclo de exposições de trabalhos artísticos de pessoas com deficiência

A Câmara Legislativa já abrigou diversas exposições organizadas em parceria com seu Conselho Curador de Cultura

Cientistas e políticos reagem a mentira dita por Bolsonaro sobre vacinas e aids

Cientistas e políticos reagem a mentira dita por Bolsonaro sobre vacinas e aids

Manuela D'Ávila (PCdoB), que concorreu à vice-presidência da República em 2018, disse que o presidente "segue com seu projeto de morte" ao espalhar a fake news em sua Live.

Brasileira Paloma Costa promove ação pelo clima

Brasileira Paloma Costa promove ação pelo clima

Paloma Costa na Greve Mundial pelo Clima, em 2020

Estudantes cobram da Capes pagamento de bolsas

Estudantes cobram da Capes pagamento de bolsas

UNE protocolou um ofício cobrando uma urgente reunião com a presidência da CAPES

Com autorização da Aneel, conta de luz no DF terá reajuste de 11,6%

Com autorização da Aneel, conta de luz no DF terá reajuste de 11,6%

A tarifa residencial no DF, que ocupava o 51º lugar do ranking nacional sendo uma das mais baixas do país, passa a ocupar a 36º posição.

Biotic sedia lançamento do programa ‘Centelha’ no DF

Biotic sedia lançamento do programa ‘Centelha’ no DF

Presente à cerimônia de lançamento, o vice-governador Paco Britto assegurou que o Centelha será um programa-modelo no DF

Sindicato dos Professores do DF critica possibilidade de retorno 100% presencial das aulas

Sindicato dos Professores do DF critica possibilidade de retorno 100% presencial das aulas

Sindicato aponta que 136 escolas públicas no DF registraram casos de contaminação por covid-19. Fotos: Acácio Pinheiro/Agência Brasília

Desembargadores negam pedido para instalar CPI da Pandemia no DF

Desembargadores negam pedido para instalar CPI da Pandemia no DF

Deputados distritais fazem manifestação pela instalação da CPI da Pandemia no DF

Movimentos se reúnem em ato para defender permanência do projeto Jovem de Expressão

Movimentos se reúnem em ato para defender permanência do projeto Jovem de Expressão

Em defesa do espaço cultural, foi aprovada uma vigília cultural de 24 horas para a próxima sexta-feira (22)

Oficinas para revisão do PDOT têm participação popular limitada

Oficinas para revisão do PDOT têm participação popular limitada

São Sebastião e Sobradinho debatem neste sábado o Plano de Ordenamento Territorial

Lei que prevê a distribuição de absorventes higiênicos no DF está só no papel

Lei que prevê a distribuição de absorventes higiênicos no DF está só no papel

Dignidade menstrual é permitir que as meninas mais pobres também possam ter o mesmo acesso ao absorvente higiênico que as meninas da classe média e alta