×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 24 de outubro de 2021

Jair Bolsonaro teve o bom senso de não transferir a Embaixada para Jerusalém

Jair Bolsonaro teve o bom senso de não transferir a Embaixada para JerusalémFoto: Tribuna da Internet

Netanyahu estava esperando uma embaixada e ficou decepcionado

Por Gerson Camarotti-g1 Brasília-tribuna Da Internet - 02/04/2019 - 08:46:11

De forma reservada, integrantes do Itamaraty classificaram como “salomônica” a decisão do governo brasileiro de abrir um escritório de negócios em Jerusalém. De um lado, o presidente Jair Bolsonaro não atendeu a um pleito de Israel ao descumprir sua promessa de transferir a sede da embaixada do Brasil de Tel Aviv para Jerusalém. Isso acabou gerando críticas de autoridades israelenses, que apostavam na disposição de Bolsonaro em honrar a palavra sobre a transferência da embaixada.

Tanto que o premiê de Israel, Benjamin Netanyahu, deixou claro em sua fala que espera que a instalação do escritório seja o primeiro passo para que o Brasil faça a transferência da embaixada.

NAÇÕES ISLÂMICAS – De outro lado, desagradou não só palestinos, mas também países islâmicos – e não apenas do mundo árabe – que são parceiros comerciais importantes para a exportação brasileira de carne bovina e de frango.

Tanto que a Autoridade Palestina condenou “nos termos mais fortes” a decisão brasileira de abrir um escritório de negócios em Jerusalém e convocou seu embaixador no Brasil para consultas.

Fontes do Ministério da Agricultura já demonstram preocupação com a reação de parceiros comerciais brasileiros entre os países islâmicos. O Brasil conquistou ao longo de anos um mercado poderoso de exportação de carne bovina e de frango para esses países – um negócio maior que US$ 3 bilhões por ano.

FORTE REAÇÃO – Toda a movimentação inicial de Bolsonaro era mesmo pela transferência da embaixada. Mas a forte reação da bancada ruralista, que teme perder gradualmente esse mercado, e o alerta da ala militar do governo fizeram o governo recuar da promessa inicial do presidente.

Um crítico público da mudança foi o próprio vice-presidente Hamilton Mourão. A avaliação reservada de militares é que o Brasil não pode perder a condição de país neutro no Oriente Médio. Caso contrário, pode virar rota do extremismo religioso já presente em vários países do mundo.

###
NOTA DA REDAÇÃO – Prevaleceu o bom senso e Bolsonaro adiou a mudança da Embaixada. Cm o novo escritório comercial em Jerusalém, o Brasil aumenta os custos da representação brasileira em Israel, sem que nosso país ganhe algo em troca. É o que se chama de um grande negócio às avessas. (C.N.)

Comentários para "Jair Bolsonaro teve o bom senso de não transferir a Embaixada para Jerusalém":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Podemos prepara filiação de Sergio Moro e amplia cenário de nomes da 3ª via

Podemos prepara filiação de Sergio Moro e amplia cenário de nomes da 3ª via

No campo expandido do centro político já há 11 nomes que postulam ou são indicados como possíveis candidatos para quebrar a polarização entre Bolsonaro e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no ano que vem.

O futuro de Renan

O futuro de Renan

É inegável a capacidade política dele de ressurgir das cinzas, como Fênix, e voltar a ter relevância no cenário político

“É piada”: Caminhoneiros riem de ajuda de R$ 400 para compra de Diesel, anunciado por Bolsonaro

“É piada”: Caminhoneiros riem de ajuda de R$ 400 para compra de Diesel, anunciado por Bolsonaro

Em 2018, Brasil viveu a maior greve de caminhoneiros da sua história

Senado dos EUA nega verba para remoção de quilombolas em Alcântara

Senado dos EUA nega verba para remoção de quilombolas em Alcântara

Centro de Lançamento Espacial de Alcântara (CLA), no Maranhão

Gilmar Mendes susta reintegração de posse de área ocupada por 900 famílias no AP

Gilmar Mendes susta reintegração de posse de área ocupada por 900 famílias no AP

Mendes deferiu a liminar

Polícia Federal investiga crimes de corrupção contra Petrobras, no Rio de Janeiro

Polícia Federal investiga crimes de corrupção contra Petrobras, no Rio de Janeiro

Mandados são cumpridos em Niterói, no Rio de Janeiro

Ao completar 18 anos, o Bolsa Família beneficia 44 milhões, mas está prestes a ser desfigurado

Ao completar 18 anos, o Bolsa Família beneficia 44 milhões, mas está prestes a ser desfigurado

De acordo com o IPEA, entre 2003 e 2018 o programa reduziu em 25% a extrema pobreza no Brasil

Dois meses sem receber: Governo não paga bolsa de formação de docentes em universidade do RS

Dois meses sem receber: Governo não paga bolsa de formação de docentes em universidade do RS

Conselho Universitário (Consuni) e Conselho Estratégico (CES) aprovaram duas moções de repúdio ao MEC

Policias de Goiás e do Mato Grosso do Sul apreendem 2,5 toneladas de maconha

Policias de Goiás e do Mato Grosso do Sul apreendem 2,5 toneladas de maconha

A apreensão trouxe prejuízo estimado em R$ 2,5 milhões ao tráfico de drogas.

Estudo detecta

Estudo detecta "pandemia dos não vacinados" no Brasil, como aconteceu nos EUA e em Israel

Vacinação de adolescentes em Salvador (BA); desafio do Brasil é aumentar o alcance da imunização

Pistoleiros ameaçam famílias agricultoras do MST no interior de Tocantins

Pistoleiros ameaçam famílias agricultoras do MST no interior de Tocantins

As intimidações começaram na sexta-feira (15) com ataques a tiros e voltaram a ocorrer neste domingo (17)