×
ContextoExato
Responsive image

Jogo político vai contaminar julgamento sobre inquérito das fake news

Jogo político vai contaminar julgamento sobre inquérito das fake newsFoto: CorreioWeb

Contrato assinado

Correioweb - 02/06/2020 - 10:03:25

Ao analisar a Arguição de Descumprimento de Preceito Constitucional proposta pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, contra o inquérito das fake news, o STF certamente levará em conta que está sendo alvo de bombardeios de discípulos do presidente Jair Bolsonaro. Ao estilo Ku Klux Klan, eles têm feito manifestações com tochas e máscaras desafiando a autoridade do Supremo. Bolsonaro tem participado de atos na Praça dos Três Poderes, como o de domingo, em que circulou num cavalo da Polícia Militar do DF. Aonde é dizer que a investigação extrapolou competências do Ministério Público, o STF estaria dando munição para críticas pelas medidas e diligências já adotadas. Mas, ao considerar que tudo foi feito até agora dentro dos preceitos constitucionais e referendar as buscas e apreensões e depoimentos, o STF pode ampliar a crise com o Executivo. O fato é que muita informação já foi levantada no chamado “inquérito do fim do mundo”.

Contrato assinado

A partir desta semana, os policiais penais que vivem com familiares do grupo de risco vão poder se acomodar em hotéis após um longo dia de trabalho. A Secretaria de Turismo oficializou ontem a contratação do Like U Hotel e do Kubitschek Plaza para o Programa Acolher, coordenado pela pasta, que irá receber 360 profissionais de execução penal que trabalham na Papuda.

 (Minervino Júnior/CB/D.A Press - 20/5/20
)

Projeto prevê tipificação para crimes praticados contra jornalistas

Em tempos de ataques à imprensa, o deputado Professor Israel Batista (PV-DF) assina com Tulio Gadêlha (PDT-PE) projeto de lei que altera o Código Penal para tipificar crimes cometidos contra jornalistas no exercício da profissão. O PL 2896/20 também inclui constrangimento e pede aumento de pena nos casos de lesão corporal e homicídio de quem produz notícias.

Penas

De acordo com o projeto, a pena de prisão em caso de homicídio de jornalistas será de 12 a 30 anos. Em caso de lesão, se praticada contra profissional da imprensa, a pena aumenta em um terço. Já o constrangimento a estes profissionais, mediante violência ou grave ameaça, de forma a impedir o exercício de sua profissão, terá como pena a detenção de seis meses a 2 anos, e multa, além da punição correspondente à violência. A pena é aumentada em um terço, se do fato resulta prejuízo ao trabalho investigativo.

 (Reproduo/Instagram
)

Lei Fátima Bernardes

Detalhe: Túlio Gadêlha é o namorado da jornalista Fátima Bernardes, cujos filhos têm sofrido constrangimentos em decorrência do trabalho do pai, o editor-chefe e apresentador do Jornal Nacional, William Bonner.

Teste positivo para SAMU

Uma pesquisa de satisfação respondida de forma voluntária por 300 servidores do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) mostrou que 82% deles estão satisfeitos ou muito satisfeitos com a imagem do programa de socorro a pacientes no cenário da pandemia. A pesquisa incluiu ao todo 31 perguntas, entre elas, se os profissionais já tiveram contato com algum paciente com Covid-19 (52% responderam que sim) e se eles recomendariam o serviço do Samu para algum amigo ou familiar que necessitasse de atendimento de saúde. Nesse caso, a resposta foi 100% positiva. A pesquisa foi realizada no Parque de Apoio, no dia 5 de maio, durante a testagem em massa para detectar covid-19 feita em 421 servidores do Complexo Regulador do Distrito Federal (CRDF), 400 deles sendo do Samu. Na ocasião, cerca de 300 deles decidiram responder ao questionário.

Siga o dinheiro

R$ 375.061.167,36

É o valor da contratação, por pregão eletrônico, de empresa especializada na prestação de serviço de alimentação escolar e nutrição, para a aquisição, a guarda, o preparo e distribuição de alimentação para alunos da rede pública de ensino do DF. O pregão teve início ontem e deve ser concluído em julho.

Só papos

 (Isac Nobrega/PR - 21/5/20
)

“Em um minuto o velho italiano resumiu o que passamos nos dias de hoje: ‘é melhor viver um dia como leão que cem anos como cordeiros’. Mais vale morrer lutando com honra pela liberdade do que ficar escondido sem a coragem de ajudar a seu país”

Presidente Jair Bolsonaro, citando o primeiro-ministro da Itália Benito Mussolini, pai do fascismo.

 (Vinicius Cardoso/Esp. CB/D.A Press - 26/6/19)

“Bolsonaro exalta Mussolini, um ditador fascista aliado de Hitler, responsável por mais de 440 mil mortes e q perseguiu quem discordava dele. O presidente brasileiro deixa bem claro que quer um regime autoritário por aqui. Não nos intimidaremos e não permitiremos!”

Deputado Alessandro Molon (Rede- RJ)

Comentários para "Jogo político vai contaminar julgamento sobre inquérito das fake news":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório