×
ContextoExato
Responsive image

Manifestantes furam quarentena e protestam a favor de Bolsonaro

Manifestantes furam quarentena e protestam a favor de BolsonaroFoto: Rafaela Felicciano - Metrópoles

Apoiadores do presidente, muitos sem máscaras de proteção, foram à Esplanada dos Ministérios para criticar poderes Legislativo e Judiciário

Caio Barbieri - Metrópoles - 09/05/2020 - 16:49:49

Pelo segundo fim de semana seguido, apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) se reuniram na Esplanada dos Ministérios, para se manifestarem a favor do governo federal e contra os poderes Legislativo e Judiciário.

Os apoiadores, muitos sem máscaras de proteção, iniciaram o movimento por volta das 9h30, fizeram uma oração na altura da Catedral e seguiram até o Palácio do Planalto. Durante o trajeto, foram ditas palavras de ordem contra o ministro Sérgio Moro, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Nos pontos de concentração do ato – Museu da República e Congresso Nacional – os participantes se aglomeraram, desrespeitando o atual decreto do Governo do Distrito Federal (GDF) que proíbe concentração de pessoas.

Um líder do movimento do agronegócio que apoia Bolsonaro minimizou a pandemia do novo coronavírus. “Estou desde o dia 15 de março nas ruas, sem máscaras. Quem está de máscara são os governadores. Eu estou aqui sem máscara e não tenho o vírus. Ninguém aqui tem. O único vírus que precisamos acabar é com o da corrupção”, disse antes de ser aplaudido pelos manifestantes.

No carro de som que acompanhou a manifestação, havia faixas de apoio ao presidente e de repúdio ao STF. “Estamos aqui para mudar os rumos que este país estava tomando. O comunismo estava acabando com nosso Brasil. O comunismo não aceita perder. Eles pregam democracia, mas só atrapalham. O STF é ditador e rasga a constituição. O Congresso quer comandar”, disse um dos locutores no carro de som.

“Dois ministros já caíram. Não vamos citar o nome dele, mas sabemos que são traidores. Já foram tarde. O STF e o Congresso são vermes e precisam ser extintos com pesticidas”, continuou o animador. Os manifestantes foram orientados a não hostilizarem a imprensa.

Um dos locutores atacou o ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro. “O canalha do Sérgio Moro estava no Ministério para atrapalhar as investigações de desvio de dinheiro. Agora as coisas vão andar. O subsecretário do Rio já caiu. Os próximos estão pra cair por desvio de dinheiro”, afirmou sobre a prisão recente de um ex-subsecretário do estado após investigação de compras falsas de respiradores.

Antônio Rocha, do movimento Brasil Conservador, orientou os manifestantes a usarem hidroxicloroquina caso tenham os sintomas. “O Mandetta, aquele infiltrado da OMS, fez de tudo para barrar o remédio do Bolsonaro. Fazem isso porque o remédio do Bolsonaro custa barato, um real pelo tratamento. Querem impor remédios caros para nossos idosos. Não acreditem nisso”, afirmou.

Agentes da Secretaria de Estado de Proteção da Ordem Urbanística do Distrito Federal, o DF Legal, apreenderam materiais vendidos sem notas fiscais. Mas bandeiras do Brasil, camisetas e bandanas com o rosto de Bolsonaro estampado continuaram sendo comercializadas. Por volta das 15h, o evento foi encerrado.

A Polícia Militar não divulgou a estimativa de público. Os organizadores anunciaram novo encontro para o domingo da semana que vem (17/05).

Comentários para "Manifestantes furam quarentena e protestam a favor de Bolsonaro":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório