×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 25 de junho de 2022

Melhores atletas de 2018 serão conhecidos nesta terça-feira, dia 18, na 20ª Edição do Prêmio Brasil Olímpico

Melhores atletas de 2018 serão conhecidos nesta terça-feira, dia 18, na 20ª Edição do Prêmio Brasil OlímpicoFoto:

Ana Marcela, Ana Sátila e Marta, no feminino, e Gabriel Medina, Isaquias Queiroz e Pedro Barros, no masculino, concorrem ao prêmio. Votação para o Atleta da Torcida está aberta.

Da Assessoria De Imprensa / Do Cob / Foto: Divulgação / Cob - 18/12/2018 - 10:42:27

Tudo pronto para a noite de gala do esporte brasileiro. Nesta terça, dia 18, a partir das 20h, serão conhecidos os Melhores Atletas de 2018 e o Atleta da Torcida, durante a vigésima edição do Prêmio Brasil Olímpico (PBO), organizada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) no Teatro Bradesco, no Rio de Janeiro. Ana Marcela (maratona aquática), Ana Sátila (canoagem slalom) e Marta (futebol), no feminino, e Gabriel Medina (surfe), Isaquias Queiroz (canoagem velocidade) e Pedro Barros (skate), no masculino, concorrem ao prêmio de Melhor do Ano.

Já Ágatha e Duda (vôlei de praia), Arthur Zanetti (ginástica artística), Bruno Fratus (natação), Bruno Rezende (vôlei), Eduarda Amorim (handebol), Érika Miranda (judô), Gabriel Medina (surfe), Henrique Avancini (ciclismo mountain bike), Letícia Bufoni (skate) e Marta (futebol) disputam ao Troféu Atleta da Torcida definido no voto popular. A votação só será encerrada durante a cerimônia do PBO e pode ser feita através do site pbo.cob.org.br.

Hall da Fama – As homenagens aos ídolos que fazem parte da história do esporte olímpico brasileiro começam antes mesmo da cerimônia do Prêmio Brasil Olímpico. Às 18h30, o COB lança o seu Hall da Fama. Os primeiros a deixarem suas marcas serão Torben Grael, da Vela, maior medalhista olímpico do Brasil; a dupla Sandra Pires e Jackie Silva, do Vôlei de Praia, primeiras brasileiras a ganharem ouro nos Jogos; e Vanderlei Cordeiro de Lima, único brasileiro a receber a medalha Pierre de Coubertin, maior honraria do COI. A homenagem anual será feita a personagens que contribuíram de maneira marcante com o esporte olímpico brasileiro, promovendo o olimpismo e inspirando novas gerações.

Haverá ainda outras premiações já definidas e que serão entregues durante a cerimônia de gala do esporte brasileiro. O Troféu Adhemar Ferreira da Silva será entregue a Jackie Silva, do vôlei de praia. Primeira medalhista olímpica do esporte feminino brasileiro, com o ouro nos Jogos Olímpicos de Atlanta 96, ao lado de Sandra Pires, será homenageada por representar por valores como coragem, espírito de liderança e eficiência

Renan Dal Zotto, comandante da seleção masculina de vôlei vice-campeã mundial na temporada, e Fernando Possenti, técnico da nadadora Ana Marcela Cunha, ouro na Copa do Mundo de Maratona Aquática em 2018, foram escolhidos os Melhores Técnicos do Ano. Este ano, a premiação recordará o legado de dois grandes líderes do esporte nacional, falecidos recentemente. O Troféu de Melhor Técnico Individual terá o nome de Troféu Jesus Morlán e será entregue a Possenti pelos canoístas Isaquias Queiroz e Erlon Souza. Já o Troféu de Melhor Técnico de Esportes Coletivos será chamado Troféu Bebeto de Freitas. Renan receberá o troféu das mãos de Jorge Barros, o Jorjão, auxiliar técnico de Bebeto durante grande parte de sua carreira.

Geraldo Bernardes receberá o Troféu COI que, em 2018, teve o tema “Olimpismo em ação”. O treinador de judô é mentor da campeã olímpica Rafaela Silva e de Flávio Canto, bronze em Atenas 2004, criou o Instituto Reação que já atendeu mais de quatro mil crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social, e orientou os judocas refugiados, Yolande Bikasa e Popole Misenga, na Rio 2016.

O PBO 2018 terá ainda uma homenagem aos medalhistas nos Jogos Olímpicos da Juventude Buenos Aires 2018 e premiará os melhores do ano em 51 modalidades olímpicas.

Conheça os vencedores em cada modalidade do Prêmio Brasil Olímpico 2018:

Atletismo: Darlan Romani
Badminton: Ygor Coelho
Basquete: Yago Mateus
Basquete 3x3: Luiz Felipe Soriani
Beisebol: Felipe Burin
Boxe: Beatriz Ferreira
Canoagem Slalom: Ana Sátila
Canoagem Velocidade: Isaquias Queiroz
Ciclismo BMX (Freestyle): Leandro Neto
Ciclismo BMX (Racing): Anderson Ezequiel de Souza Filho (Andinho)
Ciclismo Estrada: Vinicius Rangel Costa
Ciclismo Mountain Bike: Henrique Avancini
Ciclismo Pista: Kacio Fonseca da Silva Freitas
Desportos na Neve: Jaqueline Mourão
Desportos no Gelo: Isadora Williams
Escalada Esportiva: Thais Makino Shiraiwa
Esgrima: Alexandre Camargo
Futebol: Marta Silva
Ginástica Artística: Arthur Zanetti
Ginástica Trampolim: Camilla Gomes
Ginástica Rítmica: Natália Gaudio
Golfe: Luiza Altmann
Handebol: Eduarda Amorim
Hipismo adestramento: João Victor Oliva
Hipismo CCE: Márcio Carvalho Jorge
Hipismo saltos: Pedro Veniss
Hóquei sobre grama: Rodrigo Faustino
Judô: Érika Miranda
Karatê: Vinicius Figueira
Levantamento de pesos: Fernando Saraiva Reis
Maratona Aquática: Ana Marcela Cunha
Nado Artístico: Maria Clara Lobo
Natação: Revezamento (Pedro Spajari /Gabriel Santos/ Marcelo Chierighini/ Marco Antonio Ferreira Junior)
Pentatlo moderno: Maria Iêda Guimarães
Polo Aquático: Gustavo Guimarães
Remo: Uncas Tales Batista
Rugby: Bianca dos Santos Silva
Saltos Ornamentais: Ingrid de Oliveira
Skate: Pedro Barros
Softbol: Fernanda Ayumi Missaki
Surfe: Gabriel Medina
Taekwondo: Edival Pontes (Netinho)
Tênis: Marcelo Melo
Tênis de mesa: Hugo Calderano
Tiro com arco: Marcus Vinícius D´Almeida
Tiro esportivo: Julio Almeida
Triatlo: Manoel Messias
Vela: Martine Grael e Kahena Kunze
Vôlei: Douglas Souza
Vôlei de praia: Agatha Bednarczuk / Duda Lisboa
Wrestling: Laís Nunes

Comentários para "Melhores atletas de 2018 serão conhecidos nesta terça-feira, dia 18, na 20ª Edição do Prêmio Brasil Olímpico":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Coletivos esportivos LGBT+ avançam contra o preconceito com acolhimento e orgulho

Coletivos esportivos LGBT+ avançam contra o preconceito com acolhimento e orgulho

São grupos que unem a diversidade sexual e o acesso ao esporte.

Fifa e FIFPro anunciam parceria para combater discurso de ódio nas redes sociais

Fifa e FIFPro anunciam parceria para combater discurso de ódio nas redes sociais

As organizações vão desenvolver um suporte educacional e conselhos de saúde mental para todos os jogadores participantes dos torneios Fifa durante 2022 e 2023.

Medalhas de Rebeca Andrade impulsionam diferentes gerações de ginastas no Brasil

Medalhas de Rebeca Andrade impulsionam diferentes gerações de ginastas no Brasil

A avaliação é da professora Adriana Alves, coordenadora da ginástica artística feminina da Confederação Brasileira de Ginástica

Em Portugal, Brasil faz campanha histórica no Mundial de natação paralímpica

Em Portugal, Brasil faz campanha histórica no Mundial de natação paralímpica

Delegação brasileira ficou na terceira posição geral com 53 medalhas

Miami se torna sede da Copa do Mundo de 2026. Mundial acontecerá nos EUA, no Canadá e no México

Miami se torna sede da Copa do Mundo de 2026. Mundial acontecerá nos EUA, no Canadá e no México

Esta será a segunda vez que uma cidade da Flórida sediará a Copa do Mundo. A primeira foi em 1994, quando Orlando sediou várias partidas da primeira fase e alguns jogos das oitavas de final.

Tetraplégicos trocam dedos pela boca e mostram que também têm espaço nos eSports

Tetraplégicos trocam dedos pela boca e mostram que também têm espaço nos eSports

O professor Li Li Min, titular do Departamento de Neurologia da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), explica que o hábito de jogar provoca ganhos em processos de reabilitação de pessoas com tetraplegia

Conmebol condena expressões racistas da Fifa e questiona mudanças

Conmebol condena expressões racistas da Fifa e questiona mudanças

O segundo ponto de protesto na carta da Conmebol enviada à Fifa é a regulamentação das cinco modificações nos jogos sem uma consulta à entidade.

US Open vai permitir tenistas de Rússia e Belarus competindo sob bandeira neutra

US Open vai permitir tenistas de Rússia e Belarus competindo sob bandeira neutra

A postura da USTA se alinha à ATP e à WTA, que não impediram tenistas de nenhuma nacionalidade no circuito. Apenas vetaram o uso das bandeiras da Rússia e de Belarus por parte dos atletas, o mesmo que fará o US Open neste a

Caio Souza ganha três medalhas em Copa do Mundo na Croácia

Caio Souza ganha três medalhas em Copa do Mundo na Croácia

Brasileiro conquistou duas pratas e um bronze

Fim de semana tem pódio histórico para o Brasil na ginástica rítmica

Fim de semana tem pódio histórico para o Brasil na ginástica rítmica

País também conquista medalhas na canoagem slalom e no vôlei de praia

Diego Hypólito inaugura instituto que ensina ginástica a crianças carentes no Rio

Diego Hypólito inaugura instituto que ensina ginástica a crianças carentes no Rio

Toda a família do ginasta compareceu à cerimônia. A irmã, Daniele Hypólito, fez uma apresentação que inaugurou, na prática, os aparelhos. A iniciativa conta com o apoio da Prefeitura do Rio e do banco BV.