×
ContextoExato
Responsive image

"Não podemos sair aí a receitar cloroquina e tubaína"

Foto: O Antagonista

Maioria do STF defende punição a agentes públicos que adotem medidas sem base científica na pandemia

O Antagonista - 21/05/2020 - 18:51:18

Ao votar hoje no STF pela punição de agentes públicos que não sigam critérios científicos no combate à pandemia, Gilmar Mendes deu um exemplo claro de quem deve ser responsabilizado:

“Não podemos é sair aí a receitar cloroquina e tubaína, não é disso que se cuida. E claramente o relator deixou isso de maneira evidente, é preciso que haja responsabilidade técnica”, afirmou, em referência a Luís Roberto Barroso, que propôs o novo critério.

“Caso um agente público conscientemente adote posição contrária às recomendações técnicas da OMS, entendo que isso poderia configurar verdadeira hipótese de imperícia do gestor, apta a configurar erro grosseiro”, explicou em seguida Gilmar Mendes.

Leia também: A cloroquina é o remédio para a pandemia?

“A Constituição não autoriza o presidente da República ou a qualquer outro gestor público a implementação de uma política genocida na questão da saúde.”

Leia também:

Maioria do STF defende punição a agentes públicos que adotem medidas sem base científica na pandemia

Comentários para ""Não podemos sair aí a receitar cloroquina e tubaína"":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório