×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 12 de agosto de 2022

Não vete, presidente. O passageiro vai agradecer

Não vete, presidente. O passageiro vai agradecer

Foto: PR

Não vete, presidente

Por Roberto Fonseca-correio Braziliense - 24/05/2019 - 06:56:58

Em meio a uma grave crise de relacionamento com o Congresso, o presidente Jair Bolsonaro ganhou um presente do Senado que poderá render importantes pontos ante a opinião pública. Trata-se de uma emenda à MP 863, que retorna com a gratuidade de uma bagagem de até 23kg em aviões com mais de 31 lugares. Se o presidente não vetar essa parte do texto, a mudança feita pelo Congresso reverte a decisão da Anac que havia liberado a cobrança da mala despachada.


Vale relembrar o que ocorreu. Desde maio de 2017, as companhias aéreas deixaram de ser obrigadas a oferecer a franquia de uma bagagem de 23kg para voos nacionais e de dois volumes com até 32kg para voos internacionais. As empresas receberam autonomia para definir como seria feita a cobrança. A justificativa era de que o preço das passagens seria reduzido. Mas, na prática, não foi o que ocorreu.


Nota técnica do Ministério Público Federal aponta que “o preço estipulado para o despacho das bagagens nos voos domésticos encontra-se na prática tabelado, pode-se dizer cartelizado, e já sofreu reajuste de mais de 100% desde sua entrada em vigor, há pouco menos de dois anos, contra uma inflação de menos de 10% no período”. Além disso, segundo MPF, “as passagens aéreas sofreram aumento de mais de 100%, em média, nos últimos 12 meses. Em média, porque há aumentos ainda mais significativos, em especial nos trechos de/para Brasília”. Como se pode ver, os consumidores estão saindo perdendo.


Outro ponto é que nem todos os aviões conseguem levar a bagagem de mão dos clientes. Um Boeing 737-800, segundo sites especializados em aviação, tem capacidade de 118 malas na cabine, em média — e podem ser transportados 184 passageiros. Há duas semanas, o voo em que voltava de São Paulo atrasou 30 minutos a decolagem porque não cabia mais nada no bagageiro. Funcionários de solo tiveram que entrar na aeronave e escolher quais malas deveriam ser despachadas. Gratuitamente, frise-se.


A bola agora está com Bolsonaro. Integrantes da equipe econômica e diretores da Anac pressionam para que o presidente derrube a gratuidade colocada na MP aprovada pelo Congresso. As empresas aéreas argumentam que, se voltar a franquia das bagagens, os preços das passagens vão aumentar ainda mais. Ontem, após um café da manhã com jornalistas no Planalto, o presidente disse que só tomará a decisão aos “48 minutos do segundo tempo”. “Meu coração manda não vetar”, disse à colunista Denise Rothenburg, do Correio. É fácil tomar a decisão, presidente: não vete. O passageiro vai agradecer.

Comentários para "Não vete, presidente. O passageiro vai agradecer":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Últimas Notícias
Bolsonaro nomeia 17 desembargadores federais para composição do TRF6

Bolsonaro nomeia 17 desembargadores federais para composição do TRF6

Mantida decisão que afastou improbidade na compra de ingressos pela Terracap

Mantida decisão que afastou improbidade na compra de ingressos pela Terracap

Análise de dados indica limites de trabalho para prevenir burnout

Análise de dados indica limites de trabalho para prevenir burnout

Tribunal abre processo seletivo para estágio de níveis médio e superior

Tribunal abre processo seletivo para estágio de níveis médio e superior

ABI abre inscrições para concurso de 10 microbolsas de R$ 3 mil para jornalistas e pesquisadores

ABI abre inscrições para concurso de 10 microbolsas de R$ 3 mil para jornalistas e pesquisadores

Indústria se une contra decisão de Moraes que suspende corte no IPI

Indústria se une contra decisão de Moraes que suspende corte no IPI

Quase 34 milhões de pessoas não têm acesso à internet no Brasil, diz pesquisa

Quase 34 milhões de pessoas não têm acesso à internet no Brasil, diz pesquisa

Quase metade dos brasileiros fazem bico para completar renda

Quase metade dos brasileiros fazem bico para completar renda

Alta de alimentos é mais que o dobro da inflação em 2022

Alta de alimentos é mais que o dobro da inflação em 2022

STJ reabre investigação sobre a Chacina do Parque Bristol

STJ reabre investigação sobre a Chacina do Parque Bristol

A 1ª fábrica de hidrogênio verde do Brasil em escala industrial está chegando

A 1ª fábrica de hidrogênio verde do Brasil em escala industrial está chegando

Busca do FBI na casa de Trump foi baseada em denúncia, diz jornal

Busca do FBI na casa de Trump foi baseada em denúncia, diz jornal

Incêndios florestais se espalham e peixes morrem em meio a seca na Europa

Incêndios florestais se espalham e peixes morrem em meio a seca na Europa

Defesa da democracia na USP expõe a diversidade e novos atores sociais

Defesa da democracia na USP expõe a diversidade e novos atores sociais

Artistas fazem festa para os 80 anos de Milton Nascimeto

Artistas fazem festa para os 80 anos de Milton Nascimeto

MP aciona TCU para barrar salários de até R$ 1 milhão recebido por militares

MP aciona TCU para barrar salários de até R$ 1 milhão recebido por militares

PF mira grupo que fez 245 saques para desviar recursos do Fundeb e do SUS em AL

PF mira grupo que fez 245 saques para desviar recursos do Fundeb e do SUS em AL

Saiba como identificar os recenseadores do IBGE

Saiba como identificar os recenseadores do IBGE

Margareth Dalcolmo é eleita para integrar a Academia Nacional de Medicina

Margareth Dalcolmo é eleita para integrar a Academia Nacional de Medicina

Dia Internacional da Juventude busca pontes com outras faixas etárias

Dia Internacional da Juventude busca pontes com outras faixas etárias

Ato na UnB marca leitura de carta em defesa da democracia e do sistema eleitoral

Ato na UnB marca leitura de carta em defesa da democracia e do sistema eleitoral