×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 17 de janeiro de 2022

Para Organização Meteorológica Mundial, 2021 foi marcado por temperaturas extremas

Para Organização Meteorológica Mundial, 2021 foi marcado por temperaturas extremasFoto: OMM/Jason Salisbury

Parque do Lago Boya na Columbia Británica, Canadá. As temperaturas atingiram 49,6 º Celsius

Agência Onu News De Noticias - 02/01/2022 - 07:55:45

Cheias recordes no Rio Negro, em Manaus, seca na América do Sul e enchentes na Europa foram alguns dos exemplos; temperaturas recordes no Vale da Morte, nos Estados Unidos, e na Europa são sinais dos padrões da mudança climática; agência quer mais sistemas de alerta em países em desenvolvimento.

A Organização Meteorológica Mundial, OMM, afirma que os últimos sete anos devem ser registrados como os sete mais quentes da história.

Formação de gelo marinho na Baía do Uruguai, Ilha Laurie, Orkney do Sul, Antártica. Ano foi marcado por ondas recordes de calor

OMM/Diego Ferrer

Formação de gelo marinho na Baía do Uruguai, Ilha Laurie, Orkney do Sul, Antártica. Ano foi marcado por ondas recordes de calor

Um resfriamento do fenômeno La Niña, logo no início de 2021, influenciou as temperaturas globais, de forma suave e curta, mas não reverteu as concentrações de gás de efeito estufa provocadas por atividades humanas.

Durante o La Niña ocorrem mudanças associadas a riscos de chuvas fortes, inundações e secas

Pnud Somalia

Durante o La Niña ocorrem mudanças associadas a riscos de chuvas fortes, inundações e secas

Calendário

O ano foi marcado por ondas recordes de calor, chuvas, inundações e incêndios que devastaram áreas extensas. Os meteorologistas contaram com tecnologia de satélite para melhor prever e monitorar eventos extremos e as mudanças do clima em todo o globo. Mas o impacto econômico e humano dos desastres naturais ultrapassa o calendário anual e deve seguir por 2022. Nesses eventos, milhares de vidas são perdidas.

No momento, os monitores da OMM acompanham o super tufão Rai ou Odete, que atravessou as Filipinas em 16 de dezembro na categoria 5. Centenas de pessoas ficaram feridas ou morreram num país que é constantemente atingido por desastres naturais. Mas, em muitas partes do mundo, a situação tem se atenuado devido a sistemas de alertas que ajudam a reduzir bastante as taxas de mortalidade. Mesmo assim, nos países menos desenvolvidos e pequenos Estados-ilhas ainda existem lacunas que precisam ser cuidadas.

Canadá

Para a Organização Meteorológica Mundial, os orçamentos nacionais devem investir mais no monitoramento dos gases de efeito estufa. Muitos eventos climáticos extremos são causados pela pegada da mudança climática.

Uma onda de calor no Canadá e em partes vizinhas do noroeste dos Estados Unidos elevou as temperaturas a quase 50°C em junho, na British Columbia, causando centenas de mortes e incêndios arrasadores. E a mesma região foi alvo de chuvas fortes e cheias em novembro.

Um outro exemplo foi o Vale da Morte, na Califórnia, onde os termômetros chegaram a 54.4 °C durante várias ondas de calor extremo no sudoeste dos Estados Unidos, em julho.

O mesmo ocorreu em partes do Mediterrâneo em agosto. Na Itália, a região da Sicília marcou 48.8 °C. E alguns incêndios florestais foram registrados na Argélia, no sul da Turquia e na Grécia.

Cidade de Manaus, no Amazonas, Brasil

Banco Mundial/Mariana Ceratti

Cidade de Manaus, no Amazonas, Brasil

Manaus

Outros eventos climáticos em 2021 ocorreram na China com enchentes na província de Henan, um recorde na região. Em meados de julho, Alemanha e Bélgica receberam muita chuva com deslizamentos de terra, enchentes e mais de 200 mortes.

Em Manaus, no Brasil, o Rio Negro atingiu seu ponto máximo com enchentes que começaram no norte da América do Sul.

Uma estiagem no sul do Brasil, no Paraguai, Uruguai e no norte da Argentina preocupou as autoridades e afetou plantações e colheitas.

Bairro afetado por enchentes em Jacarta, Indonésia

Foto: © UNICEF/Arimacs Wilander

Bairro afetado por enchentes em Jacarta, Indonésia

Lacunas

Já outro lado do mundo, no Chifre da África, a seca agravou a crise humanitária incluindo na Somália e no sul de Madagáscar.

Para a OMM, os países precisam investir em infraestrutura hídrica e de gerenciamento de desastres naturais com urgência.

Para o próximo ano, a agência espera continuar atuando com países-membros e parceiros para fortalecer sistemas de alerta de desastres e ajudar a fechar as lacunas de temperatura e de redes de observação hidrológica em países em desenvolvimento para assim salvar vidas e subsistências.

Comentários para "Para Organização Meteorológica Mundial, 2021 foi marcado por temperaturas extremas":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Equador ratificou a criação da nova Reserva Marinha de Galápagos anunciada na COP26

Equador ratificou a criação da nova Reserva Marinha de Galápagos anunciada na COP26

A reserva marinha recentemente criada adiciona 60 mil quilômetros quadrados à Reserva Marinha de Galápagos

Aquecimento global obriga Brasil a se preparar melhor para prevenir desastres

Aquecimento global obriga Brasil a se preparar melhor para prevenir desastres

Há uma semana, Pará de Minas, na Grande Belo Horizonte, pediu aos moradores abaixo da Usina do Carioca para deixarem suas casas. Havia risco iminente de rompimento.

Estado inicia análise das informações de 31 barragens em nível de emergência de Minas

Estado inicia análise das informações de 31 barragens em nível de emergência de Minas

Relatório será elaborado para cada uma das estruturas de contenção

Xinjiang da China vê aumento significativo em terras ecologicamente funcionais

Xinjiang da China vê aumento significativo em terras ecologicamente funcionais

Foto aérea tirada em 15 de junho de 2021 mostra a vista do pasto do verão na Montanha Barlik no distrito de Yumin, Região Autônoma Uigur de Xinjiang.

Energia solar é foco de projetos sustentáveis no Brasil

Energia solar é foco de projetos sustentáveis no Brasil

Em relação ao cenário nacional, o Brasil, no ano de 2021, entrou para o ranking dos 15 países com maior capacidade de energia solar do planeta, a previsão é a de que em 2022 os investimentos no setor cresçam ainda mais

Pesquisadores investigam comportamento agressivo de botos na Amazônia

Pesquisadores investigam comportamento agressivo de botos na Amazônia

Ataque de machos a filhotes, inclusive a recém-nascidos, não é comum

Sem verba, monitoramento do desmate no Cerrado está prestes a ficar às cegas

Sem verba, monitoramento do desmate no Cerrado está prestes a ficar às cegas

Não se pode dizer que o fim do financiamento foi uma surpresa para o MCTI.

Um patrimônio natural ameaçado

Um patrimônio natural ameaçado

Chapada do Araripe tem mais de 180km e atravessa os estados de Pernambuco, Ceará e Piauí

Desmatamento muda forma de transmissão da malária, indicam estudos da USP

Desmatamento muda forma de transmissão da malária, indicam estudos da USP

Desenhando o estudo

China estabelecerá sistema nacional de jardim botânico

China estabelecerá sistema nacional de jardim botânico

Foto aérea tirada em 26 de setembro de 2021 mostra a vista da Estufa de Plantas Fuligong no Jardim Botânico de Kunming em Kunming, Província de Yunnan, sudoeste da China.

Ano Internacional busca proteger e recuperar destinos de montanhas

Ano Internacional busca proteger e recuperar destinos de montanhas

Alpinista nepalês e sua equipe juntaram 500 kg de lixo no Monte Manaslu do Nepal, a oitava montanha mais alta do mundo,