×
ContextoExato

Pegar ou largar: Precatórios com deságio de 40% até o fim do ano

Pegar ou largar: Precatórios com deságio de 40% até o fim do anoFoto: Estado de Minas

Só papos

Ana Maria Campos - Correioweb - 16/08/2020 - 09:08:26

A Procuradoria-Geral do DF está oferecendo uma chance para que credores de precatórios coloquem a mão em pelo menos em uma parte dos valores que aguardam receber do GDF. As inscrições para o acordo estão abertas até 4 de setembro. Tudo virtual. Basta preencher um formulário eletrônico e tem chat para ajudar. A condição oferecida é um deságio de 40% e o pagamento será depositado até o fim do ano. Vale para precatórios expedidos até 2018.


O DF já tem 150 milhões depositados no TJDF. Já para os precatórios em que não houver acordo, a situação dependerá da arrecadação do governo, e as expectativas não são tão boas, por causa da pandemia da covid-19. Atualmente, há 32.534 credores aguardando pagamento na ordem cronológica.


Só papos

 (Sergio Lima/AFP)


“A Constituição não protege quem abusa da autoridade por estrelato e poder. Não acoberta quem persegue e difama. A Lava-Jato de salto alto, violou limites legais, ignorou direitos, acusou sem provas. O CNMP foi criado para punir excessos. Do contrário o crime compensará”

Senador Renan Calheiros (MDB-AL), um dos alvos da Operação Lava-Jato

 (Evaristo Sá/AFP)


“Meu afastamento seria uma punição pelo trabalho contra a corrupção, tornaria letra morta a garantia de inamovibilidade de integrantes do Ministério Público e colocaria em xeque a própria credibilidade e independência da instituição”

Procurador da República Deltan Dallagnol, chefe da força-tarefa da Lava-Jato em Curitiba, sobre julgamento de pedido de seu afastamento pelo CNMP, por “interesse público”


Mandou bem

Depois que o ex-ministro da Educação esculhambou Brasília dizendo que a cidade era um “cancro de corrupção”, generalizando para cima de uma população que em sua maioria vive com honestidade, a Câmara Legislativa aprovou moção tornando-o persona non grata na cidade.


Mandou mal

Muita gente em Brasília está descumprindo uma regra básica para auto-proteção e respeito ao próximo em tempo de pandemia. No Parque da Cidade, mais da metade dos esportistas correm ou caminham com a máscara no queixo ou na mão, num momento em que a covid-19 está em cada esquina.


Enquanto isso...

Na sala de Justiça

A posse dos ministros Humberto Martins e Jorge Mussi, presidente e vice do STJ para o Biênio 2020-2022, foi marcada para 27 de agosto. Por causa da pandemia, não haverá convidados na cerimônia, apenas a mesa de autoridades. Alagoano, o futuro presidente entrou no STJ pela vaga de advogado no quinto constitucional, nomeado em 2006 pelo então presidente Lula.


A pergunta que não quer calar….

Quando os brasileiros poderão voltar a ter uma vida sem risco de contaminação pelo novo coronavírus?

Comentários para "Pegar ou largar: Precatórios com deságio de 40% até o fim do ano":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório