×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 28 de junho de 2022

Pesquisa revela método para cultivar madeira sem cortar árvores

Pesquisa revela método para cultivar madeira sem cortar árvoresFoto: Ilustrativa reprodução Pixabay gratuita

Pesquisadores mostraram que podem controlar as propriedades do material vegetal cultivado em laboratório e permitir a criação de produtos de madeira com pouco desperdício.

Agência Sputnik De Noticias - 11/06/2022 - 07:51:00

Citando uma possível solução para o desmatamento na Amazônia, cientistas do MIT (sigla em inglês para Instituto de Tecnologia de Massachusetts), nos EUA, prometem acabar com a necessidade global de cortar árvores.

Em estudo, publicado na revista Materials Today, eles relembram que, todos os anos, o planeta perde cerca de 10 milhões de hectares de floresta. Entretanto, diz a publicação, "uma solução está disponível".

A equipe de cientistas do MIT afirma que a madeira cultivada em laboratório pode substituir o desmatamento. Foi desenvolvida uma técnica pela qual madeiras de qualquer formato e tamanho podem ser produzidas, e sem sair do laboratório.

Na prática, é usada uma planta com flores conhecida como zínia comum ( Zinnia elegans ). As células de suas folhas são extraídas, devendo ser preservadas em uma mistura líquida por vários dias.

Um material à base de gel enriquecido com hormônios e nutrientes é então usado para refinar ainda mais a mistura. As células vegetais se multiplicam e vão sendo tratadas em condições de laboratório.

"No corpo humano, você tem hormônios que determinam como suas células se desenvolvem e como surgem certas características. Da mesma forma, alterando as concentrações de hormônios no caldo nutriente, as células vegetais respondem de forma diferente. Simplesmente manipulando essas pequenas quantidades químicas, podemos causar mudanças bastante drásticas em termos de resultados físicos", diz Ashley Beckwith, autora do estudo.

O material vegetal resultante da manipulação em laboratório é semelhante à madeira, então qualquer produto de madeira pode ser "cultivado", sejam cadeiras ou sofás, sem a necessidade de processar madeira ou cortar árvores.

Esse material vegetal é usado em uma impressora 3D (da mesma forma que um objeto de plástico é impresso) para converter essa solução de gel cultivada em muitas estruturas. Após três meses de incubação no escuro, o material desidrata, e o resultado final é um objeto personalizado feito de matéria vegetal semelhante à madeira.

Os pesquisadores mostraram que, ao ajustar certos produtos químicos usados ​​durante o processo de crescimento, eles podem controlar com precisão as propriedades físicas e mecânicas do material vegetal resultante, como sua rigidez e densidade.

Assim eles podem cultivar material vegetal em formas e tamanhos que não são encontrados na natureza (como de um losango) e não podem ser facilmente produzidos por métodos agrícolas tradicionais.

Durante os experimentos, os especialistas descobriram, por exemplo, que quanto mais baixos os níveis hormonais, mais materiais vegetais arredondados e de células abertas eles obtinham. Essa diferença pode ser usada para fazer produtos mais macios e leves, ou mais fortes e pesados, conforme necessário.

O próximo passo, segundo os pesquisadores, é descobrir como aplicar o método a outras plantas. "Se for bem-sucedida, a madeira cultivada em laboratório pode nos ajudar a acabar com o desmatamento de uma vez por todas", dizem.

Comentários para "Pesquisa revela método para cultivar madeira sem cortar árvores":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Vivendo da Pesca, Preservando a Cultura

Vivendo da Pesca, Preservando a Cultura

A ONU News entrevistou pescadores portugueses nos Estados Unidos

Um Dia No Parque tem programação do Pampa à Amazônia

Um Dia No Parque tem programação do Pampa à Amazônia

Programação da maior ação de valorização de Unidades de Conservação do Brasil une lazer, cultura e educação ambiental

Amazônia perdeu área similar a 2 mil campos de futebol por dia, diz Imazon

Amazônia perdeu área similar a 2 mil campos de futebol por dia, diz Imazon

As outras terras indígenas mais desmatadas em maio foram a T.I. Karipuna (RO) e T.I. Cachoeira Seca (PA).

Como proteger o meio ambiente no Nordeste? Consórcio mantém câmara técnica para alinhar ações

Como proteger o meio ambiente no Nordeste? Consórcio mantém câmara técnica para alinhar ações

Caatinga, um dos biomas da região nordeste, é monitorada de forma coordenada pela câmara técnica

Mercur lança Bolsa Térmica Natural com Algodão Reciclado e amplia impacto positivo da reutilização do caroço de açaí

Mercur lança Bolsa Térmica Natural com Algodão Reciclado e amplia impacto positivo da reutilização do caroço de açaí

O novo produto é uma alternativa sustentável, com design em formatos versáteis para termoterapia, que pode ser utilizada em qualquer parte do corpo.

A importância do Gerenciamento ESG de ponta a ponta

A importância do Gerenciamento ESG de ponta a ponta

A pergunta frequente dentro do mercado é sobre como avaliar riscos ESG em empresas fornecedoras

Estados Unidos emitem novos alertas para “químicos eternos” em água potável

Estados Unidos emitem novos alertas para “químicos eternos” em água potável

Substâncias são usadas para revestimentos de panelas antiaderentes

Parque das Neblinas registra novos flagras do bioma local com interações curiosas

Parque das Neblinas registra novos flagras do bioma local com interações curiosas

Não há histórico de registros parecidos feitos pelos equipamentos do Parque.

China lidera mundo em número de patrimônios naturais mundiais

China lidera mundo em número de patrimônios naturais mundiais

Monte Emei na Província de Sichuan, sudoeste da China em 7 de junho de 2022.

Imagine um mundo livre de plástico: Corona limpa praias em todo o mundo

Imagine um mundo livre de plástico: Corona limpa praias em todo o mundo

Corona cria um visual global poderoso fabricado com plástico retirado dos nossos oceanos

Ecofuturo ganha Prêmio Expressão de Ecologia

Ecofuturo ganha Prêmio Expressão de Ecologia

A cerimônia de premiação aconteceu na última sexta, 27 de maio, durante o Fórum de Gestão Sustentável 2022, no Costão do Santinho, em Florianópolis.