×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 08 de dezembro de 2021

Porteiro mentiu ao citar Bolsonaro em depoimento, diz Ministério Público do Rio de Janeiro

Porteiro mentiu ao citar Bolsonaro em depoimento, diz Ministério Público do Rio de JaneiroFoto: Reprodução/Google Street View

Promotoria confirmou que áudios e planilhas comprovam que ligação não foi para a casa do presidente e que entrada foi autorizada por Ronnie Lessa

último Segundo - 31/10/2019 - 09:56:40

O Ministério Público do Rio de Janeiro confirmou nesta quarta-feira (30) que o porteiro do condomínio Vivendas da Barra , na zona Oeste do Rio, mentiu ao citar o presidente Jair Bolsonaro em depoimento à Polícia Civil do Rio. A promotoria fez a checagem dos áudios e planilhas e também confirmou que a ligação não foi para casa de Bolsonaro, sendo que quem permitiu a entrada do ex-PM Élcio de Queiroz foi Ronnie Lessa .

De acordo com a coordenadora do Gaeco , Simone Sibilio, a mentira do porteiro pode ter sido por vários motivos, mas esses motivos ainda serão investigados.


Para fazer a checagem, o áudio do interfone do condomínio foi cruzado com outro áudio de Lessa pelo MP para comprovar que aquela era a voz dele. Além disso, o horário batia com o que constava na planilha de entrada no Vivendas da Barra.

“Todas as pessoas que prestam falsos testemunhos podem ser processadas”, disse a coordenadora. “Se ele esqueceu, se ele mentiu... qualquer coisa pode ter acontecido. Ele pode esclarecer. Simples assim.”

Hoje mais cedo, o vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro , filho 02 do presidente, publicou em seu perfil no Twitter um vídeo no qual mostra os registros de chamada da portaria do condomínio. Na gravação ele negou que Élcio Queiroz, suspeito de envolvimento no assassinato de Marielle , tenha sido autorizado a entrar nas dependências por alguém da casa 58, que pertence a Jair Bolsonaro.

Leia também: Senadores pedem que porteiro do caso Marielle se torne testemunha protegida

Leia mais: Carlos Bolsonaro divulga áudio de portaria de condomínio de Bolsonaro

Comentários para "Porteiro mentiu ao citar Bolsonaro em depoimento, diz Ministério Público do Rio de Janeiro":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Surto de coceira em Recife foi provocado por mariposas

Surto de coceira em Recife foi provocado por mariposas

Registro é da Sociedade Brasileira de Dermatologia

STF tem que defender o direito constitucional à moradia: Despejo zero já!

STF tem que defender o direito constitucional à moradia: Despejo zero já!

Marcha por Moradia Digna realizada pelo MTST em São Paulo

Apenas 14% dos estudantes da rede pública receberam auxílio-alimentação na pandemia

Apenas 14% dos estudantes da rede pública receberam auxílio-alimentação na pandemia

PNAE não foi pensado apenas para alimentação dos estudantes, mas para o fortalecimento da agricultura familiar

Comissão da Câmara amplia uso sustentável de florestas públicas

Comissão da Câmara amplia uso sustentável de florestas públicas

Texto tramita em caráter conclusivo, sem necessidade de ir a plenário

Polícia Federal investiga superfaturamento em licitação do Inep

Polícia Federal investiga superfaturamento em licitação do Inep

Ação mira contratação de empresa para realizar o Enem

Mais da metade dos maiores de 18 anos consomem bebidas alcoólicas

Mais da metade dos maiores de 18 anos consomem bebidas alcoólicas

Dado é de pesquisa do Instituto Brasileiro do Fígado

Pai é preso em Rondônia após menina de 13 anos pedir socorro em prova

Pai é preso em Rondônia após menina de 13 anos pedir socorro em prova

A menina de 13 anos autora da denúncia de violência doméstica tem mais três irmãos

Após investigação, PF culpa navio grego por derramamento de óleo no litoral brasileiro em 2019

Após investigação, PF culpa navio grego por derramamento de óleo no litoral brasileiro em 2019

A Polícia Federal (PF) concluiu as investigações sobre a origem das manchas de óleo que atingiram o litoral brasileiro entre agosto de 2019 e março de 2020.

População local do Rio Madeira vê o drama por trás da rotina do garimpo

População local do Rio Madeira vê o drama por trás da rotina do garimpo

“Tinha mulher, criança de colo. O povo estava sem ter o que comer nem lugar para dormir. Passaram a noite ali no flutuante. No outro dia, arrumaram umas doações. Depois, deram um jeito de ir embora.”

Como o acesso facilitado a armas de fogo beneficia as milícias no Rio de Janeiro?

Como o acesso facilitado a armas de fogo beneficia as milícias no Rio de Janeiro?

Acesso a armamentos está ocorrendo em contexto que não houve nenhum avanço com relação as regras de controle

Gov.Br envia mensagens para ofertar serviços públicos digitais

Gov.Br envia mensagens para ofertar serviços públicos digitais

Notifica Gov.Br, do Ministério da Economia, entrou em fase de testes