×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 17 de maio de 2022

Professores alertam sobre superlotação nas escolas em volta às aulas no DF

Professores alertam sobre superlotação nas escolas em volta às aulas no DFFoto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

De acordo com a Secretária de Educação do DF, as aulas da rede pública do DF estão mantidas para início em 14 de fevereiro, presencialmente.

Roberta Quintino - Brasil De Fato | Brasília (df) - 28/01/2022 - 08:07:03

Em 2022, a rede pública de ensino vai receber mais de 26,5 mil novos estudantes, aponta sindicato.

A volta às aulas no Distrito Federal está marcada para o dia 14 de fevereiro e de acordo com o Sindicato dos Professores no Distrito Federal (Sinpro-DF) é possível que as salas de aulas fiquem superlotadas.

Em nota, a entidade sindical ressalta que, além de salas cheias, o ano letivo de 2022 vai começar com “todo tipo de inadequação que prejudica o aprendizado dos estudantes, as condições de trabalho dos professores e servidores, pondo em risco a saúde de todos”.

O Sinpro-DF vem denunciando a restrição no número de escolas na cidade e aponta que a rede pública de ensino terá 26,5 mil novos estudantes em 2022. Serão acolhidos, no mínimo, “mais de 470 mil estudantes em 685 escolas, fora algumas creches”, destaca a entidade.

:: Mais de 611 mil estudantes do DF voltarão às aulas presenciais em fevereiro ::

“É certo dizer que as escolas públicas do DF passaram por algumas reformas, mas, notadamente, essas reformas foram centradas, basicamente, na colocação de câmeras de circuito de controle interno para monitoramento de professores. Houve pouca ampliação das salas de aula e quase nenhuma adequação para o enfrentamento à pandemia e nem para as futuras ondas de contaminações já previstas e anunciadas pela ciência. Também não houve construção de novas escolas para atender à demanda que aumenta todo dia” observa a entidade sindical.

Volta às aulas

Diante da crescente de casos de Covid-19 na capital, a diretora do Sindicato dos Professores, Rosilene Corrêa, disse que a entidade vai apelar à Secretária de Educação do DF para adiar o retorno presencial, “aproveitando a estrutura que já existe de aulas remotas para os 12 dias letivos” que estão previstos para o mês de fevereiro.

“Não estamos propondo ficar sem aulas. A nossa proposição é de adiar o retorno presencial para março. É o tempo para que todas as famílias levem suas crianças para vacinarem, que os adolescentes que ainda não foram vacinados também procurem fazer isso, e a partir disso, esperamos ter as condições para um retorno presencial com mais segurança”.

:: Taxa de transmissão da covid-19 alcança a máxima já registrada no DF ::

De acordo com a Secretaria de Educação do DF, as aulas da rede pública do DF estão mantidas para início em 14 de fevereiro, presencialmente.

“A Secretaria de Educação acompanha os indicadores da pandemia diretamente com a Secretaria de Saúde. Estamos a mais de duas semanas do início das aulas, portanto, qualquer eventual mudança de planos será comunicada oportunamente à sociedade”, informou a SEDF.

Questionada pelo Brasil de Fato DF, a Secretaria não comentou a denúncia de superlotação nas salas de aulas da rede pública de ensino.

:: Clique aqui para receber notícias do Brasil de Fato DF no seu Whatsapp ::

Edição: Flávia Quirino

Comentários para "Professores alertam sobre superlotação nas escolas em volta às aulas no DF":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Na Praça dos Três Poderes, grafiteiros pintam painéis sobre liberdade

Na Praça dos Três Poderes, grafiteiros pintam painéis sobre liberdade

Ação faz parte das comemorações dos 200 anos da Independência

Brasília sedia Semana do Governo Aberto

Brasília sedia Semana do Governo Aberto

Iniciativa é da CGU, governo de Santa Catarina e prefeituras

Justiça autoriza remoção imediata de ocupação ilegal na Torre Digital

Justiça autoriza remoção imediata de ocupação ilegal na Torre Digital

Cabe recurso da decisão.

Parlamentares e entidades reprovam militarização nas escolas do DF

Parlamentares e entidades reprovam militarização nas escolas do DF

Ministério Público revoga Nota Técnica que tornava legal a implementação de gestão compartilhada na rede de ensino.

Servidores da CGU convocam assembleia para dia 20 para decidir se entram em greve

Servidores da CGU convocam assembleia para dia 20 para decidir se entram em greve

Até o momento, os servidores do Banco Central (BC) e do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) estão de braços cruzados.

Bancos de leite do DF precisam de doação para aumentar estoque

Bancos de leite do DF precisam de doação para aumentar estoque

Mensalmente, cerca de 200 crianças internadas nos hospitais da rede recebem o alimento

Procurando emprego? Agências oferecem vagas com salário de até R$ 6 mil

Procurando emprego? Agências oferecem vagas com salário de até R$ 6 mil

No total estão disponíveis, nesta terça-feira (17), 198 vagas para diversas especialidades, destinadas a pessoas com ensino superior, médio e fundamental, com ou sem experiência

Roubo com Pix: Confira dicas para tornar seu celular mais seguro

Roubo com Pix: Confira dicas para tornar seu celular mais seguro

A sensação é que o risco de ter o dinheiro desviado da conta está próximo, mas há medidas que podem ser implementadas no smartphone para diminuir as chances disso ocorrer.

Procon proíbe venda da bebida Del Valle Fresh no Distrito Federal

Procon proíbe venda da bebida Del Valle Fresh no Distrito Federal

Medida foi tomada por suposta divulgação de propaganda enganosa

Sustentare deverá pagar, aproximadamente, R$ 11,8 milhões ao SLU por contratação ilegal

Sustentare deverá pagar, aproximadamente, R$ 11,8 milhões ao SLU por contratação ilegal

Empresa foi condenada a devolver a diferença entre o preço que efetivamente recebeu e o que a Cavo receberia se tivesse sido declarada vencedora da contratação emergencial

Começa prazo para pagar primeira parcela ou cota única do IPTU

Começa prazo para pagar primeira parcela ou cota única do IPTU

Neste ano, o IPTU poderá ser pago em seis cotas, em vez de quatro. O desconto da cota única também está maior, passando de 5% para 10%