×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 19 de agosto de 2022

Projeto Auroras: Lei Maria da Penha completa 16 anos

Projeto Auroras: Lei Maria da Penha completa 16 anos

Foto: Divulgacão

Em Brasília, Projeto do IESB ajuda mulheres a vencerem desafios em suas relações amorosas, familiares e profissionais. A iniciativa é gratuita e envolve atendimento individual e em grupo com o objetivo de contribuir para o empoderamento feminino

Redação Com Agência - 04/08/2022 - 16:27:58

No dia 7 de agosto, a Lei Maria da Penha (Lei nº 11.340/2006) completa 16 anos. Principal instrumento de garantia dos direitos das mulheres no país, a lei prevê, além de dispositivos mais rigorosos contra crimes cometidos no ambiente familiar, ações que promovam a dignidade das mulheres. A data será marcada pelo Agosto Lilás, mês de conscientização pelo fim da violência contra a mulher.

Em números, oito mulheres sofrem algum tipo de violência doméstica por dia no Distrito Federal. Só nos primeiros três meses deste ano, 3.909 se tornaram vítimas dentro da própria casa e procuraram a polícia. As estatísticas são da Secretaria de Segurança Pública (SSP-DF) e reúnem registros que vão da agressão psicológica à física e, não raro, chegam até a morte.

Especialistas são unânimes em afirmar que a cultura machista e as limitações das políticas públicas para combater o crime encorajam a violência contra as mulheres. “A cultura machista e patriarcal, associada à ineficácia das políticas públicas destinadas à proteção das mulheres e à responsabilização dos autores, contribuem para a permanência e o aumento desses casos’’, diz Miriam Pondaag, Doutora em Psicologia e professora do Centro Universitário IESB.

A psicóloga explica que as vivências de violência geram traumas nas mulheres e que muitas têm medo de denunciar. “Parte das ocorrências de agressão chegam ao conhecimento dos órgãos públicos, mas muitas situações acabam não sendo detectadas, pois as vítimas não procuram ajuda, nem denunciam os casos por sentirem medo’’, adverte a professora Miriam.

Projeto Auroras

Ter uma rede de apoio é tão importante que o Centro Universitário IESB, por meio da sua Clínica de Psicologia e com a participação de alunos e professores, desenvolve, desde 2019, o projeto Auroras, criado para ajudar mulheres a vencerem desafios em suas relações amorosas, familiares e profissionais. A iniciativa oferece atendimento psicossocial gratuito, individual e em grupo, com o objetivo de contribuir para o empoderamento feminino, o desenvolvimento pessoal, para a produção de novas narrativas identitárias, além de motivar o autoconhecimento e o autocuidado. A partir do primeiro atendimento, às demandas de cada mulher são analisadas e, em diálogo com cada paciente, avalia-se se o atendimento será na modalidade individual, grupal ou em ambas.

De acordo com a professora Miriam, coordenadora do projeto, o grupo permite compreender questões relacionadas ao feminino, às vivências e desafios que são comuns às mulheres. Vítimas de violência doméstica também são atendidas. “Isso traz maiores chances de ampliar a compreensão da influência do contexto e das representações sociais nas experiências das mulheres”, completa a professora.

Como participar

O projeto Auroras oferece atendimento em grupo, de forma on-line, sempre às quartas-feiras, das 19h às 20h30. Já os atendimentos individuais podem ser presenciais ou on-line e são agendados, conforme a disponibilidade de cada participante. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas por meio do link:

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdOrI-orDaU0DBwYy-6tS6yokmshsNurJCFsXfKOnvSbkwfiw/viewform

Comentários para "Projeto Auroras: Lei Maria da Penha completa 16 anos":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Últimas Notícias
STF decide que mudanças na lei de improbidade não retroagem para condenações definitivas

STF decide que mudanças na lei de improbidade não retroagem para condenações definitivas

Cerco de pistoleiros, tiros e ameaças:

Cerco de pistoleiros, tiros e ameaças: "Não andamos mais livres", dizem Pataxós no Sul da Bahia

DF não tem previsão para retomar vacinação de crianças a partir de 3 anos

DF não tem previsão para retomar vacinação de crianças a partir de 3 anos

Damares terá de remover vídeos em que diz que Lula 'ensinava jovens a usar crack

Damares terá de remover vídeos em que diz que Lula 'ensinava jovens a usar crack

Simulador virtual ajuda eleitor a treinar o voto na urna

Simulador virtual ajuda eleitor a treinar o voto na urna

Jovens são chamados a combater Fake News nas eleições

Jovens são chamados a combater Fake News nas eleições

Inpa abre inscrições para curso sobre tecnologia de bioflocos para criação de peixes amazônicos

Inpa abre inscrições para curso sobre tecnologia de bioflocos para criação de peixes amazônicos

Cinco atividades imperdíveis para fazer com crianças no Alentejo

Cinco atividades imperdíveis para fazer com crianças no Alentejo

Dia do Ciclista: 4 rotas imperdíveis para pedalar em Brasília

Dia do Ciclista: 4 rotas imperdíveis para pedalar em Brasília

Jericoacoara e praias de São Paulo são tendência de viagem entre agosto e setembro

Jericoacoara e praias de São Paulo são tendência de viagem entre agosto e setembro

Marketing local: Como fazer a divulgação e lucrar com a revenda de gás e água

Marketing local: Como fazer a divulgação e lucrar com a revenda de gás e água

Presença de mulheres nas urnas é maior desde pleito de 2014

Presença de mulheres nas urnas é maior desde pleito de 2014

Brasil vende menos para China e eleva volume de exportação para UE, diz Índice de Comércio Exterior

Brasil vende menos para China e eleva volume de exportação para UE, diz Índice de Comércio Exterior

Entidades da sociedade civil no Brasil buscam apoio para vida marinha e oceanos

Entidades da sociedade civil no Brasil buscam apoio para vida marinha e oceanos

Em Pernambuco, Missa do Vaqueiro celebra a fé do povo sertanejo

Em Pernambuco, Missa do Vaqueiro celebra a fé do povo sertanejo

85% das famílias atingidas pela barragem, em Mariana, sofrem com deslocamento compulsório

85% das famílias atingidas pela barragem, em Mariana, sofrem com deslocamento compulsório

Crise no sistema de assistência social do DF segue sem solução

Crise no sistema de assistência social do DF segue sem solução

Distrito Federal e dez estados recebem novas ambulâncias do Samu

Distrito Federal e dez estados recebem novas ambulâncias do Samu

Camex torna definitivo corte de 10% de tarifa comum do Mercosul

Camex torna definitivo corte de 10% de tarifa comum do Mercosul

PF diz ao STF que vê crime de Bolsonaro por associar vacina ao vírus da aids

PF diz ao STF que vê crime de Bolsonaro por associar vacina ao vírus da aids

PGR recorre para arquivar investigação sobre inquérito vazado por Bolsonaro

PGR recorre para arquivar investigação sobre inquérito vazado por Bolsonaro