×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 30 de novembro de 2021

Reserva de vagas em faculdades públicas somente para alunos do DF é inconstitucional

Reserva de vagas em faculdades públicas somente para alunos do DF é inconstitucionalFoto: Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios – TJDFT

O Distrito Federal manifestou-se pela rejeição do incidente. A Procuradora-Geral de Justiça do DF, por outro lado, postulou pelo acolhimento, a fim de declarar a inconstitucionalidade da parte final do art. 1º da referida lei.

Tribunal De Justiça Do Distrito Federal E Dos Territórios – Tjdft - 12/11/2019 - 08:36:06

O Conselho Especial do TJDFT acolheu, por maioria, arguição incidental de inconstitucionalidade em relação ao art. 1º da Lei distrital 3.361/2004, que instituiu o sistema de cotas para ingresso nas universidades e faculdades públicas do Distrito Federal. Segundo o referido artigo, no mínimo, 40% das vagas oferecidas por curso e turno deveriam ser destinadas a alunos que comprovassem ter cursado integralmente os ensinos fundamental e médio em escolas públicas locais.

O incidente de arguição foi levantado na ação que corre na 7ª Turma Cível do TJDFT, na qual a Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde – Fepecs e o Distrito Federal recorrem de um Mandado de Segurança que determinou a matrícula de um aluno, aprovado dentro do limite das vagas para cotistas, no curso de Medicina daquela instituição.


O Distrito Federal manifestou-se pela rejeição do incidente. A Procuradora-Geral de Justiça do DF, por outro lado, postulou pelo acolhimento, a fim de declarar a inconstitucionalidade da parte final do art. 1º da referida lei.

De acordo o desembargador relator, a razão de ser do sistema de cotas “é criar mecanismos de compensação aos alunos que não tiveram oportunidade de acesso ao ensino de qualidade das escolas particulares (...), uma ação afirmativa governamental com o intuito de promover a chamada igualdade material, e, com isso, corrigir, ou ao menos minimizar, uma situação de desequilíbrio educacional existente entre alunos provenientes de escolas públicas e aqueles oriundos de escolas particulares, facilitando o acesso dos primeiros às instituições universitárias gratuitas”.

Ainda segundo o magistrado, com base nessa premissa, é de se concluir que a restrição de acesso às universidades públicas do Distrito Federal somente àqueles alunos que tiverem cursado integralmente os ensinos fundamental e médio de forma exclusiva nesta unidade federativa deixa de privilegiar a igualdade de condições no acesso ao ensino público. Conforme explica o desembargador, a adoção de critérios de territorialidade para selecionar os candidatos desvirtua a própria ação afirmativa, que é beneficiar os estudantes hipossuficientes.

Sendo assim, a Corte decidiu, por maioria, excluir do texto da lei a expressão "do Distrito Federal", por não se encontrar em sintonia com o que prevê a Constituição brasileira, dando, portanto, provimento em parte à arguição de inconstitucionalidade levantada.

PJe2: 0701147-67.2018.8.07.0018

Comentários para "Reserva de vagas em faculdades públicas somente para alunos do DF é inconstitucional":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Com apoio do governo do DF, vem aí o Geek Game Fest

Com apoio do governo do DF, vem aí o Geek Game Fest

Maratona imersiva de dois dias, onde apaixonados pelo universo dos jogos eletrônicos poderão interagir com modalidades e vertentes da cultura digital

Defesa Civil alerta sobre chuvas intensas e ventos fortes no DF

Defesa Civil alerta sobre chuvas intensas e ventos fortes no DF

A recomendação é de que as pessoas redobrem a atenção neste período e estejam sempre alertas para a previsão do tempo, de forma a se precaver dos riscos decorrentes das fortes chuvas

UnB anuncia vestibular tradicional com 2.112 vagas

UnB anuncia vestibular tradicional com 2.112 vagas

Vestibular será realizado por meio de três sistemas de vagas

IGESDF: Justiça define que sindicato não tem legitimidade para pedir abertura de CPI na CLDF

IGESDF: Justiça define que sindicato não tem legitimidade para pedir abertura de CPI na CLDF

A relatora afirmou que a entidade sindical não tem legitimidade para requerer a instalação da CPI e, por isso, extinguiu o processo sem resolução do mérito.

Prosus recomenda reapuração de valores pagos à Associação Saúde em Movimento

Prosus recomenda reapuração de valores pagos à Associação Saúde em Movimento

Instituição pode ter recebido a mais pela gestão de hospital de campanha

Alterado percurso para São Sebastião, Itapoã e Paranoá

Alterado percurso para São Sebastião, Itapoã e Paranoá

Mudança ocorre em função de novo abrigo instalado, a pedido de passageiros, próximo à Vila Planalto

11ª Operação Força Conjunta do Detran flagra 202 motoristas alcoolizados no Distrito Federal

11ª Operação Força Conjunta do Detran flagra 202 motoristas alcoolizados no Distrito Federal

Agentes também flagraram, no fim de semana, mais de 150 condutores utilizando telefone celular

Governo do DF envia para a Câmara Legislativa o Projeto de Lei do Refis 2021

Governo do DF envia para a Câmara Legislativa o Projeto de Lei do Refis 2021

Refis 2021 é enviado para a Câmara Legislativa

Encontro da Indústria de Aeroportos mostra atrativos de Brasília

Encontro da Indústria de Aeroportos mostra atrativos de Brasília

A indústria de aeroportos, que realiza o 1º encontro nacional do setor, é um importante agente de suporte para as atividades econômicas de grandes cidades como Brasília

Hospital DF oferece suporte a mulheres vítimas de agressão

Hospital DF oferece suporte a mulheres vítimas de agressão

No centro, os profissionais de enfermagem fazem o primeiro contato com as vítimas, que contam também com médicos, psicólogos e assistentes sociais

Nota Legal dará crédito em dobro durante compras de Natal

Nota Legal dará crédito em dobro durante compras de Natal

Objetivo é aquecer as vendas entre 10 de dezembro de 2021 e 10 de janeiro de 2022: é mais uma medida de apoio ao setor produtivo