×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 04 de dezembro de 2021

Rio de Janeiro assina declaração para reduzir investimento em combustível fóssil

Rio de Janeiro assina declaração para reduzir investimento em combustível fóssilFoto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Cidade é a primeira da América Latina a aderir ao compromisso

Por Cristina Indio Do Brasil - Repórter Da Agência Brasil - Rio De Janeiro - 26/10/2021 - 18:59:45

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, reafirmou hoje (26) o compromisso em adotar medidas que favoreçam o futuro sustentável nas questões climáticas para a cidade. Paes participou com lideranças climáticas globais da assinatura da Declaração de Desinvestimento de Combustíveis Fósseis, Investindo em um Futuro Sustentável. O encontro foi organizado pelo Grupo C40 de Liderança Climática das Cidades, principal rede mundial de megacidades que analisa as questões climáticas.

À véspera do início da Conferência das Nações Unidas Sobre Mudanças Climáticas (COP26), em Glasgow, na Escócia, que começa no domingo (31), a capital fluminense reforçou o compromisso de aumentar os investimentos em soluções climáticas baseadas na economia verde, e de cortar os investimentos municipais a empresas de combustíveis fósseis.

De acordo com a prefeitura, com a assinatura, a cidade se juntou a outras 1.484 instituições públicas e privadas de 70 países que se comprometeram com o desinvestimento em combustíveis fósseis. Passou a ser também a primeira cidade da América Latina a aderir ao compromisso e representará as demais prefeituras da região no encontro. Glasgow, que receberá a COP26, também referendou o documento.

Para o prefeito Eduardo Paes, a capital está no caminho correto dos investimentos baseados nas melhores soluções climáticas. “O Rio está empenhado em alavancar os mercados financeiros na direção certa: justiça climática impulsionada por finanças verdes”, disse.

A cerimônia, transmitida de forma virtual, teve a participação dos presidentes das fundações de filantropia Ford e Ellen MacArthur, além de representantes do Vaticano e de redes de ação climática.

Eduardo Paes lembrou que criou o C40 Cities Finance Facility, em 2016, período em que foi presidente do C40. O grupo foi um meio de intermediar a confiança entre as cidades e o setor financeiro, para desenvolver ações das cidades globais no enfrentamento das mudanças climáticas.

“Hoje, temos cidades, entidades religiosas e diversas organizações se comprometendo a financiar a transição da economia. O Rio tem o prazer de ser a primeira cidade da América Latina a assinar esse compromisso. Estamos comprometidos em alocar recursos no desenvolvimento sustentável, com educação e reflorestamento. Teremos R$ 5,4 bilhões [para investir] em saneamento básico, saúde, mobilidade urbana”, disse.


Comentários para "Rio de Janeiro assina declaração para reduzir investimento em combustível fóssil":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Furacões são mais frequentes no Atlântico Norte, diz estudo

Furacões são mais frequentes no Atlântico Norte, diz estudo

Motivo é o aquecimento global

Marcas de roupa mundiais estariam relacionadas ao desmatamento na Amazônia, segundo estudo

Marcas de roupa mundiais estariam relacionadas ao desmatamento na Amazônia, segundo estudo

Nos últimos anos o governo brasileiro vem sendo alvo constante de críticas de diversas organizações por conta do crescente desmatamento da floresta amazônica. Os dados da pesquisa da Stand.Earth mostram que a criação de gado é um dos principais responsáveis pela deflorestação, em grande parte feita pela empresa brasileira JBS.

Sai garimpo, fica o mercúrio: Saiba quais as consequências para o meio ambiente no Rio Madeira

Sai garimpo, fica o mercúrio: Saiba quais as consequências para o meio ambiente no Rio Madeira

Centenas de balsas e dragas bloqueiam trecho do Rio Madeira (AM) para garimpo ilegal

Aumento de pessoas no mar pode explicar mais ocorrências com tubarões

Aumento de pessoas no mar pode explicar mais ocorrências com tubarões

Se acidentes são ocasionais não é preciso fechar praias, diz professor

FAO lança ferramenta que ajuda a reverter perda florestal e combater mudanças climáticas

FAO lança ferramenta que ajuda a reverter perda florestal e combater mudanças climáticas

Mulher vende batatas no Peru.

Desmatamento na Amazônia passa de 13 mil km² entre agosto de 2020 e julho de 2021

Desmatamento na Amazônia passa de 13 mil km² entre agosto de 2020 e julho de 2021

Queimada na Amazônia durante última semana de julho, mesmo com moratória do fogo no bioma.

Petrobras e BNDES vão ampliar investimentos em restauração florestal

Petrobras e BNDES vão ampliar investimentos em restauração florestal

Anúncio foi feito durante a COP26, em Glasgow

1 bilhão vão sofrer calor extremo se temperatura aumentar 2°C

1 bilhão vão sofrer calor extremo se temperatura aumentar 2°C

Alerta é feito por especialistas que participam da conferência

Brasileiros apresentam na COP26 agenda com caminhos inovadores para a Amazônia

Brasileiros apresentam na COP26 agenda com caminhos inovadores para a Amazônia

Izabella Teixeira em frente à exposição sobre a Amazônia, de Sebastião Salgado, na COP26

Na COP26, Rio de Janeiro promete, cobertura de Mata Atlântica em 40% do estado em 2050

Na COP26, Rio de Janeiro promete, cobertura de Mata Atlântica em 40% do estado em 2050

Além de apresentar resultados e compromissos no combate às mudanças climáticas, o estado convidará participantes de todo o mundo para a Rio+30, evento que celebrará, em 2022, os 30 anos da realização da Eco92.

COP26: Brasil, Estados Unidos e China não assinam acordo para zerar energia à base de carvão

COP26: Brasil, Estados Unidos e China não assinam acordo para zerar energia à base de carvão

Lideranças indígenas, como a cacica Juma Xipaya, criticam hidrelétricas na Amazônia