×
ContextoExato
Responsive image

Sara Winter é transferida para a Colmeia, presídio feminino do DF

Sara Winter é transferida para a Colmeia, presídio feminino do DFFoto:

Ativista é investigada por ofensas ao ministro Alexandre de Moraes, do STF, e por envolvimento em ato que disparou fogos contra a corte

Natália Lázaro, Tácio Lorran, Carlos Carone - Metrópoles - 17/06/2020 - 15:58:27

A líder do grupo conhecido como “3oo do Brasil”, Sara Winter, presa temporariamente desde segunda-feira (15/06), foi transferida na tarde desta quarta-feira (17/06) da superintendência da Polícia Federal (PF) para a penitenciária feminina do Distrito Federal, conhecida como a Colmeia.

A ativista foi detida em desdobramentos da Operação Lumus, que investiga atos antidemocráticos e ameaças contra ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

O ato foi assinado pelo ministro Alexandre de Moraes. Sara é investiga pelo Ministério Público por ameaçá-lo nas redes sociais. Ela disse que transformaria a vida do ministro em um “inferno” após ela ser incluída no inquérito das fake news.

Em oitiva, a bolsonarista ficou calada ao ser questionada sobre o motivo das ameaças e negou participação no ato que envolveu a queima de fogos em direção ao prédio do STF.

Comentários para "Sara Winter é transferida para a Colmeia, presídio feminino do DF":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório