×
ContextoExato
Responsive image

Secretário de Saúde era líder de organização criminosa instalada no GDF, diz MP do DF

Secretário de Saúde era líder de organização criminosa instalada no GDF, diz MP do DFFoto:

Loja de brinquedos

Ana Maria Campos-cb.poder - 25/08/2020 - 16:24:49

Nos autos da Operação “Falso Negativo”, o secretário de Saúde do DF, Francisco de Araújo Filho, é apontado pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) como chefe de uma organização criminosa com poder letal.

Preso preventivamente nesta manhã (25/08), em seu apartamento no Noroeste, por decisão do desembargador Humberto Adjuto Ulhôa, Francisco é descrito como o responsável por todas as decisões no suposto esquema de corrupção para compras de testes para covid-19. “É ele quem decide qual empresa será contratada; os prazos exíguos para apresentação de propostas; e até mesmo o quantitativo de testes a serem adquiridos”, descreve.

Segundo os promotores do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e a Procuradoria-geral de Justiça do DF, o secretário, afastado hoje pelo governador Ibaneis Rocha (MDB), utiliza as facilidades da nova legislação que garante mais agilidade na compra de produtos e serviços do combate à Covid-19 para fraudar e direcionar para empresas parceiras os contratos.

De acordo com as investigações, a a cadeia de comando obedece rigorosamente à sua vontade, especialmente quando há determinação quanto à quantidade de testes a serem adquiridos e os prazos que devem ser concedidos nas licitações.

Loja de brinquedos

Francisco Araújo, segundo o Ministério Público, determinou que a empresa Luna Park Brinquedos fosse contratada pela Secretaria de Saúde apesar de ter oferecido o maior valor por unidade de teste na dispensa de licitação, a sua documentação tenha sido oferecida fora do prazo e o parecer inicial relativo à sua proposta tenha sido pela rejeição.

Ele também teve, de acordo com as investigações, protagonismo na contratação da empresa Biomega. O projeto básico para a contratação foi literalmente elaborado pela própria empresa, enviada ao Secretário e este o repassou aos seus subordinados para adequação e contratação pela Secretaria de Saúde do DF.

Para o MPDFT: “A deflagração da Operação Falso Negativo, em julho do corrente ano, descortinaram, senão a maior organização criminosa entranhada no atual Governo do Distrito Federal, certamente a mais letal, pois se alimenta da morte de inúmeras vítimas da nova espécie de coronavírus (SARS-COV-19).

Comentários para "Secretário de Saúde era líder de organização criminosa instalada no GDF, diz MP do DF":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório