×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 25 de setembro de 2021

Seguro viagem para covid-19: Conheça as opções e como funcionamFoto: Ilhas das Bahamas estão entre os destinos internacionais que exigem seguro-viagem para covid-19 Foto: Turismo das Bahamas

Seguro viagem para covid-19: Conheça as opções e como funcionam

Companhias criam produtos tanto para viagens internacionais quanto nacionais. Preço por dia custa a partir de US$ 1,63 para o exterior e desde R$ 15 dentro do Brasil

Por Nathalia Molina, Especial Para O Estado De S. Paulo - 08/01/2021 - 10:07:54

Comecei 2020 fazendo uma reportagem sobre seguro viagem . E como estou iniciando 2021? Fazendo uma reportagem sobre… seguro viagem. Dito assim, parece que nada mudou. No entanto, a situação é totalmente outra. Se as empresas do setor naquele momento não pagavam por despesas resultantes do novo coronavírus , porque casos de pandemia estavam excluídos dos contratos oferecidos, agora elas lançam planos com proteção contra covid-19.

Além de realização de teste PCR dias antes do embarque, alguns destinos internacionais estão exigindo que todos os viajantes tenham um seguro viagem com cobertura para covid-19. É o caso das Bahamas , no Caribe, que desde 14 de novembro incluíram a proteção entre as condições para quem quiser solicitar o Health Travel Visa, visto saúde para viagem, em casos de permanência superior a quatro noites.

“A cobertura de gastos médicos por conta de epidemias e pandemias costuma ser excluída de apólices por ser um evento imprevisível e de alto risco. Para oferecer mais segurança e comodidade para os clientes, assim como ocorreu com algumas apólices de seguro de vida, algumas seguradoras flexibilizaram o contrato e passaram a incluir a cobertura para o novo coronavírus em seus produtos: GTA, Intermac, Travel Ace e Affinity”, afirma Paulo Zamboni, CEO da plataforma, que trabalha com proteções das quatro empresas.

Os planos de seguro viagem para covid-19, em geral, cobrem despesas com médico e hospital necessários no tratamento da nova doença, mas alguns também contemplam gastos com odontologia. O que não está previsto por nenhuma empresa consultada pelo Estadão é a cobertura de gastos extras (por exemplo, com hospedagem). Isso pode ocorrer em caso de quarentena obrigatória de 14 dias, depois de exame positivo para covid-19, mas sem a indicação de uma internação hospitalar do viajante.

“A cobertura é apenas médica e hospitalar: consultas, exames, medicamentos, internações, etc. As demais coberturas serão válidas somente para outros imprevistos de doença e acidentes, não para covid-19”, explica Taís Mahalem, head de Marketing e Digital da Coris, antiga April.

Essa é outra curiosidade no mercado de seguro viagem: algumas empresas mudaram de nome. A Travel Ace passa a ser Universal Assistance. Com 40 anos de existência, a companhia se chama assim em outros países onde atua, entre eles, Argentina, Colômbia, Peru, México, Uruguai e Paraguai.

Já a April voltou ao seu nome original: Coris, marca usada em seu lançamento no mercado em 1988, como cartão de assistência de viagem. “Em junho de 2020, a diretoria da April no Brasil comprou da multinacional francesa as operações do seguro viagem no País. Com isso, em outubro, os sócios optaram por relançar a marca e, assim, trazer de volta às origens, que levaram a empresa, primeiro a Coris e depois a April, a se transformar em sinônimo de segurança e confiança”, diz Taís.

Fique atento aos detalhes

Além dos valores de cobertura, vale ficar atento a todos os detalhes dos planos. Por exemplo, das três categorias da Affinity para despesas com a nova doença, duas incluem Hospital Cash. “Trata-se de uma indenização por hospitalização”, explica Valéria Pereira, gerente de Produtos da empresa. A companhia paga ao viajante quando ele for colocado em espaços definidos pelo governo do país para tratamento de covid-19, como os hospitais de campanha, não em instituições já existentes; o benefício é válido para internações de no mínimo 48 horas e no máximo 15 dias.

Os preços de seguro-viagem sempre dependem do destino, do total de dias da viagem, da cobertura escolhida e dos serviços contemplados no contrato. “Temos três categorias com valores desde US$ 1,63 até US$ 8,38 por dia. O mais simples tem cobertura no valor de US$ 5 mil. Já o segundo possui cobertura de US$ 30 mil, 15 dias de Hospital Cash e ainda traslado de corpo ou restos mortais devido à covid-19”, diz Valéria.

Cobertura também para destinos no nacionais

Uma prática que chama atenção na pandemia é a oferta de seguro viagem contra covid-19 para viagens nacionais. A maior parte das empresas trabalha exclusivamente com produtos voltados para quem vai para o exterior. A Seguros Promo, plataforma online que vende planos com cobertura para covid-19 da Intermac, da Travel Ace, da Affinity e da GTA, também oferece nas duas últimas empresas a proteção contra a nova doença para quem vai a destinos brasileiros.

Entre as principais companhias do setor de viagens, a CVC Corp vende a cobertura para covid-19 dentro do Brasil para os consumidores de suas sete marcas: CVC, Submarino Viagens, Visual Turismo, Experimento Intercâmbio Cultural, RexturAdvance, Esferatur e Trend.

Ao todo, o viajante tem à disposição oito planos para covid-19. Em razão de uma parceria da CVC com a Travel Ace, a proteção contratada com a operadora pode sair mais em conta. Em planos para viagem internacional, o valor mínimo por dia diretamente na empresa de seguro viagem é de US$ 8, enquanto na CVC sai por US$ 6. A proteção para covid-19 pode ser contratada até 180 dias antes do embarque.

Quanto custa o seguro-viagem contra a covid-19?

Os valores abaixo são por dia e os mais em conta em planos com cobertura para covid-19, conforme informado pelas empresas.

Affinity: São três categorias para viagens internacionais, com valores entre US$ 1,63 e US$ 8,38. A cobertura varia de US$ 5 mil para despesas médicas e hospitalares a US$ 30 mil, mais 15 dias de Hospital Cash e traslado de corpo ou restos mortais em decorrência da covid-19. Site: affinityseguro.com.br.

Coris: O plano Basic 30 mil, para a Europa ou para a América Latina, sai por US$ 5,50 e dá cobertura de US$ 30 mil em despesas médicas, hospitalares e odontológicas para covid-19. Dá desconto de 25% do segundo ao sexto passageiro. Site: coris.com.br/seguroviagem.

CVC/Universal Assistance: Custa R$ 15 dentro do Brasil e US$ 6 no exterior. As coberturas de despesas médicas vão de R$ 28 mil (nacional) a US$ 30 mil (fora do País). Site: cvc.com.br.

Seguros Promo: Sai US$ 19,58 para viagens internacionais pela Intermac. Já nas nacionais custa R$ 6,29 na GTA. Site: segurospromo.com.br.

Comentários para "Seguro viagem para covid-19: Conheça as opções e como funcionam":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório