×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 02 de julho de 2022

Tabus da saúde masculina são desafio contra a automedicação

Tabus da saúde masculina são desafio contra a automedicaçãoFoto: Reprodução da USP - Pixabay

No combate à automedicação, o diagnóstico e acompanhamento médico por meio de plataforma digital é uma opção para garantir o acesso a tratamentos cientificamente comprovados para doenças masculinas

São Paulo - Dino - Estadão Conteúdo - 16/06/2022 - 07:41:31

A automedicação é um hábito comum entre os brasileiros. De acordo com pesquisa realizada pelo Conselho Federal de Farmácia (CFF), esse comportamento afeta 77% da população. Familiares, amigos e vizinhos foram citados no estudo como os principais influenciadores na escolha dos medicamentos usados sem prescrição, um tema que ganha contornos ainda mais sensíveis quando envolve a saúde masculina. Distúrbios como disfunção erétil, insônia e queda capilar, por exemplo, ainda são considerados tabus, o que inibe os homens a procurar auxílio médico.

A incidência dessas doenças é significativa na população masculina. Um levantamento realizado pelo Departamento de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), por exemplo, aponta que 45% dos homens brasileiros apresentam algum nível de disfunção erétil. Entre os impactos da doença, estão o comprometimento da autoestima e dos relacionamentos interpessoais, redução na atividade sexual, relações extraconjugais, queixas de falta de desejo sexual e ejaculação precoce. A calvície, por sua vez, é uma condição que afeta a maioria dos homens, podendo aparecer já na adolescência. Em média, 30% sofrem com queda capilar antes dos 30 anos, 50% aos 50 e quase 80% aos 70 anos, segundo dados do estudo Androgenetic alopecia: a review , publicado no National Library of Medicine, em 2017.

“A saúde masculina ainda é repleta de negações e tabus. Uma forma de combater o preconceito e consequentemente reduzir os índices de automedicação é garantir ao homem um ambiente seguro e de confiança para que ele possa receber diagnóstico, atendimento e acompanhamento médico de qualidade. Obter diagnóstico correto é essencial não apenas para a manutenção da saúde, mas também para a qualidade do tratamento', afirma Rodrigo Brunetti, country manager da Manual, healthtech de cuidados com a saúde e bem-estar masculinos.

No combate à automedicação, o diagnóstico e acompanhamento médico por meio de plataforma digital é uma opção para garantir o acesso a tratamentos cientificamente comprovados para doenças masculinas. No ambiente digital, os homens têm acesso a questionários analisados por médicos, que indicam o tratamento mais adequado para cada caso. Da mesma forma, promove conscientização sobre a saúde masculina, de forma a contribuir para o bem-estar e aumento da autoestima. “Nesse ambiente seguro, o homem pode cuidar de sua saúde sem risco de julgamentos”, completa Brunetti.


Website: http://www.manual.com.br








Comentários para "Tabus da saúde masculina são desafio contra a automedicação":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Documentário alerta adolescentes sobre os riscos do cigarro eletrônico

Documentário alerta adolescentes sobre os riscos do cigarro eletrônico

Exibição do filme nesta terça-feira (28), no Creas Estrutural

A cada hora, 3 brasileiros sofrem amputação de pernas ou pés

A cada hora, 3 brasileiros sofrem amputação de pernas ou pés

O diabetes é uma das principais causas da amputação de membro inferior

Cuidado: A automedicação pode levar à morte

Cuidado: A automedicação pode levar à morte

Dr. Gustavo Eder Sales explica os riscos de se automedicar por meio de pesquisas na internet

14 dúvidas comuns sobre maconha medicinal

14 dúvidas comuns sobre maconha medicinal

A médica Jessica Durand esclarece as dúvidas mais frequentes dos pacientes sobre maconha medicinal

Alerta: Os riscos psicológicos da adultização da infância

Alerta: Os riscos psicológicos da adultização da infância

Psicanalista alerta que esse comportamento pode ocasionar encurtamento da infância e sexualização precoce

Lapsos de memória podem não significar doença mental, diz a psiquiatra Danielle H. Admoni

Lapsos de memória podem não significar doença mental, diz a psiquiatra Danielle H. Admoni

Situações de estresse aumentam chances de "efeito porta"

Brasil Trading Fitness Fair se transforma e vira plataforma de oportunidades

Brasil Trading Fitness Fair se transforma e vira plataforma de oportunidades

Em 2019, a BTFF reuniu mais de 70 mil visitantes, gerando R$ 80 milhões em negócios

Projeto leva saúde oftalmológica e atendimento psicossocial a jovens da rede pública

Projeto leva saúde oftalmológica e atendimento psicossocial a jovens da rede pública

A previsão é de que, pelo menos, 20 escolas, e 15 mil alunos serão beneficiadas pelo Ver Melhor Educa + até o final do projeto.

Se já testei positivo para Covid-19 posso doar sangue?

Se já testei positivo para Covid-19 posso doar sangue?

Quem adquiriu covid-19 sintomática, mesmo que leve, deve esperar 10 dias após a plena recuperação de todos os sintomas para poder realizar a doação de sangue

Amamentação: Tão particular e tão universal

Amamentação: Tão particular e tão universal

Ah, e claro: ajude a defender o direito de amamentar em qualquer lugar, numa boa, porque já tem confusão demais nisso

Empresas que investem em saúde mental tem índice de bem-estar melhor que média nacional

Empresas que investem em saúde mental tem índice de bem-estar melhor que média nacional

Criado pelo Zenklub, o Índice de Bem-Estar Corporativo (IBC) permite que as empresas tenham um panorama do bem-estar de seus colaboradores