×
ContextoExato
Responsive image

“Tudo aponta para uma crise”, diz Bolsonaro sobre ações do Judiciário

“Tudo aponta para uma crise”, diz Bolsonaro sobre ações do JudiciárioFoto: Deutsche Welle

Publicação feita nas redes sociais do presidente cita medidas de STF, TSE, TCU e PF na última semana

Mayara Oliveira - Metrópoles - 30/05/2020 - 19:29:46

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) citou na tarde deste sábado (30/05) ações do Judiciário sobre o seu governo noticiadas pela imprensa e disse que “tudo aponta para uma crise”.

“Primeiras páginas dos jornais abordaram com diferentes destaques as decisões envolvendo a atuação do Supremo Tribunal Federal, da Polícia Federal, do Tribunal de Contas da União e do Tribunal Superior Eleitoral em relação ao governo Bolsonaro e seus aliados”, disse o presidente.

Entre as notícias listadas por Bolsonaro está a que fala sobre a decisão do ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), de enviar na noite dessa sexta-feira (29/05) ao procurador-geral da República, Augusto Aras, os autos de comunicação de crime formulada contra o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, por suposta prática de crime contra a Segurança Nacional.

É praxe que ministros da Suprema Corte enviem casos desse tipo para que a PGR se manifeste. Não é uma decisão, mas um passo processual rotineiro.

Na longa postagem feita pelo presidente, Bolsonaro também cita o pedido da Polícia Federal ao ministro Celso de Mello de mais 30 dias para concluir o inquérito que apura se o chefe do Executivo interferiu na instituição.

A publicação traz ainda ações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ligadas ao inquérito das fake news, que corre em sigilo no Supremo, que apura ameaças a ministros da Corte e a disseminação de conteúdo falso na internet.

Além disso, também foi listada a atuação do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre o chamado “gabinete ódio”, instalado no Palácio do Planalto e investigado pelo STF, bem como a notícia de que o ministro da Educação, Abraham Weintraub, ficou em silêncio durante todo o depoimento à PF nesta sexta-feira (29/05). Durante reunião ministerial de 22 de abril, o ministro disse que, se dependesse dele, botaria “esses vagabundos todos na cadeia, começando pelo STF”.

Comentários para "“Tudo aponta para uma crise”, diz Bolsonaro sobre ações do Judiciário":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório