×
ContextoExato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 17 de novembro de 2018


4 viagens para descobrir a cultura brasileira em novembro

4 viagens para descobrir a cultura brasileira em novembro

Um roteiro por uma das regiões menos visitadas do Brasil

Por: Catraca Livre - Viajar Verde / Foto: Diego Arelanodançando Carimbó Na Ilha De Cotijuba, No Pará - 30/10/2018 - 15:56:13

Roteiros que desbravam a natureza, a cultura e o povo brasileiro estão cada vez mais atrativos e surpreendentes. Com a busca por experiências diferentes e únicas, o interior do Brasil tem se tornado o destino de muitos viajantes, revelando surpresas deliciosas, que vão das paisagens únicas à culinária típica.

Confira essas quatro viagens para você descobrir o interior do Brasil em novembro:

Macapá e Oiapoque, Amapá (28 de outubro a 11 de novembro)

Um roteiro por uma das regiões menos visitadas do Brasil, a cidade de Oiapoque, no extremo norte do pais, fronteira com a Guyana Francesa, convida os viajantes a descobrirem os encantos da região Amazônica do Amapá e viverem experiências incríveis de conexão com a natureza e as comunidades locais.

A viagem inclui uma visita ao Museu Indígena Kuahí e ao Parque Arqueológico do Solstício, um sítio arqueológico de arte rupestre que abriga o Observatório Astronômico de Calçoene, conhecido como o “Stonehenge da Amazônia”. No maior Parque Nacional do Brasil, o Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque, os viajantes poderão navegar, tomar banho de rio, acampar e fazer trilhas.

Leonardo Milano/ICMBio/WWF

Parque Nacional Montanhas do Tucumaque

 

Alter do Chão, Pará (15 a 19 de novembro)

Navegando à bordo de um confortável barco com cabines privativas pelos surpreendentes rios Tapajós e Arapiuns, os viajantes têm a oportunidade de conhecer uma Amazônia diferente, com paisagens belíssimas e locais ainda pouco visitados.

O destino final é a vila de Alter do Chão, que ficou conhecida como o Caribe da Amazônia, pelas diversas prainhas de rio que surgem na época de vazante do Rio Tapajós. Mas o roteiro também inclui visita à Floresta Nacional do Tapajós, uma Unidade de Conservação com mais de 500 mil hectares, encontros com comunidades locais e artesanatos típicos feitos com a palha de Tucumã, avistamento de botos, trilhas pela floresta e muitos banhos de rio.

Turismo Consciente

Cruzeiro pelos rios de Alter do Chão

 

Vale do Jequitinhonha e Diamantina, Minas Gerais (15 a 20 de novembro)

Em uma das regiões mais áridas e humildes do Brasil, vivem mulheres fortes, criativas e determinadas, que fizeram da arte seu ofício. A viagem propõe um encontro com essas artesãs ceramistas, já símbolos da cultura brasileira, e a oportunidade de aprender todo o processo de confecção das peças de cerâmica do Vale do Jequitinhonha, que já são conhecidas internacionalmente.

Da retirada do barro no barreiro, à cerimônia de queima, os visitantes têm a oportunidade única de tornarem-se artesãos por alguns dias. Os viajantes são recebidos nas casas das artesãs, com direito ao melhor da hospitalidade e da culinária mineiras. O roteiro passa ainda pela histórica cidade de Diamantina, Patrimônio Histórico Nacional, e porta de entrada para a região do Jequitinhonha.

cultura brasileira

Crédito: Andre DibAs artesãs do Vale do Jequitinhonha e suas bonecas de cerâmica | Foto: André Dib

 

Belém e Ilha de Cotijuba, Pará – de 24 a 29 de novembro

A natureza, a cultura brasileira e a culinária são qualidades que fazem do Pará um destino surpreendente e ainda pouco explorado pelos viajantes. Os paraenses sabem usufruir de seus abundantes recursos naturais, fornecidos pela Floresta Amazônica, e transformá-los em produtos e pratos únicos. Descobrir alguns desses encantos e sabores e as pessoas por trás deles, é a proposta do roteiro Segredos e Temperos da Amazônia, que visita Belém e a Ilha de Cotijuba, a 40 minutos da capital.

O passeio começa na histórica capital, com a primeira imersão gastronômica no popular mercado Ver-o-Peso e sua variedade de produtos regionais e um tour cultural pela cidade. Depois segue para a Ilha de Cotijuba, a principal das 42 ilhas que integram o arquipélago de Belém, uma Área de Preservação Ambiental com 15 quilômetros de praias de água doce e morna banhadas pelas Baías do Marajó e do Guajará. Por lá, a comunidade local, mobilizada pelo MMIB – Movimento das Mulheres das Ilhas de Belém, é responsável por receber os visitantes, apresentando as tradições, ofícios e a realidade da ilha.

Saiba mais: vivejar.com.br.

Comentários para "4 viagens para descobrir a cultura brasileira em novembro":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório