×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 19 de outubro de 2021

A cerimônia em Portsmouth. Emoção nos 75 anos do Dia D

A cerimônia em Portsmouth. Emoção nos 75 anos do Dia DFoto: Correio Braziliense

Da esquerda para a direita: Macron, May, Charles, Elizabeth II e Trump

Correio Braziliense - 06/06/2019 - 09:14:07

Foi de Portsmouth, no sul do Reino Unido, que partiram as tropas aliadas rumo à praia de Sward, a mais ao leste da Normandia das cinco escolhidas para o desembarque que apressou a queda do nazismo. Também foi em Portsmouth que os chefes de Estado dos EUA, do Reino Unido e da França — Donald Trump, Elizabeth II e Emmanuel Macron — começam na Inglaterra as celebrações pelo 75º aniversário do chamado Dia D. Em 6 de junho de 1944, mais de 150 mil soldados aliados desembarcaram na costa francesa da Normandia. Pelo menos 10 mil morreram, ficaram feridos ou desapareceram.


A cerimônia em Portsmouth também contou com a presença da primeira-ministra britânica, Theresa May, e de seus homólogos Justin Trudeu (Canadá) e Scott Morrison (Austrália); além da chanceler alemã, Angela Merkel; e dos chefes de governo da Bélgica, República Tcheca, Grécia, Luxemburgo, Holanda, Noruega, Polônia, Eslováquia, Dinamarca e Nova Zelândia. “A geração da guerra, a minha, é resistente, e estou encantada de estar hoje com vocês em Portsmouth”, afirmou a rainha, de 93 anos, agradecendo “pelo heroísmo, valor e sacrifício dos que perderam suas vidas” para defender “a causa da liberdade”.


“O fato de hoje eu poder participar como chanceler alemã e de defendermos conjuntamente a paz e a liberdade é um presente da história que temos de proteger e apreciar”, disse Merkel, após a cerimônia. As celebrações, que prosseguirão na França durante todo o dia de hoje, tiveram início com a projeção em um telão de imagens do Dia D, mostrando os soldados que desembarcaram nas praias da Normandia. Na sequência, um grupo de veteranos subiu ao palco, muitos apoiando-se em uma bengala. Eles foram ovacionados pelo público e pelos líderes de 16 países. Trump leu a oração que o então presidente americano, Franklin Delano Roosevelt, transmitiu pelo rádio naquele dia, na qual falou sobre “libertar uma humanidade que sofre”.


Um silêncio sepulcral se impôs enquanto ressoava o famoso discurso de 1940 do primeiro-ministro britânico, Winston Churchill, conhecido como Lutaremos nas praias. Depois, May leu uma carta do capitão inglês Norman Skinner para sua mulher, Gladys. A mensagem foi encontrada em sua jaqueta após sua morte no desembarque. Macron também leu a correspondência dirigida aos pais de Henri Fertet, um jovem resistente francês, fuzilado aos 16 anos. “Eu morro por minha pátria. Quero uma França livre e franceses felizes. (...) Que morte será mais honrosa para mim do que essa? Adeus, a morte me chama (...) Mesmo assim é duro morrer. Mil beijos. Viva a França”, afirma o texto, escrito quando o rapaz cumpria o 87º dia de prisão. O ato terminou com uma apresentação nos céus da Real Força Aérea Britânica, que incluiu 25 aeronaves, entre aviões modernos e os lendários Spitfire.


Veteranos
“Tinha 18 anos e esperava algo como uma grande aventura; embora, sim, soubesse que algo gigante estava ocorrendo”, admitiu à agência France Presse o piloto britânico Gregory Hayward, 93 anos. “É bom poder falar com outras pessoas que estiveram lá no Dia D. Se não falarmos disso, vamos esquecer, e é preciso conservar a memória”, completou Thiery Cordish, 96, outro dos 300 veteranos presentes à homenagem em Portsmouth. Ausente das comemorações, a Rússia pediu para não “exagerar” a importância do desembarque e não “subestimar” o papel que a União Soviética desempenhou na derrota de Adolf Hitler.



Social-democratas vencem na Dinamarca

 (René Schütze/AFP)


Os 4,2 milhões de dinamarqueses aptos a votar elegeram os social-democratas, que devem voltar a governar o país, liderados por Mette Frederiksen. Pouco antes da 0h de hoje, o atual primeiro-ministro, o liberal Lars Lokke Rasmussen, admitiu a derrota e anunciou que apresentará a renúncia à rainha Margarida II nas próximas horas. “A líder da oposição deveria ter a chance de formar um novo governo”, declarou Ramussen à emissora TV2. Com 95% dos votos apurados, os partidos de centro-esquerda da oposição acumulavam 91 assentos no Parlamento contra 75 para o governo e nove para outras legendas. “Muitos eleitores desejam uma mudança, especialmente os que devem votar pela primeira vez”, afirmou o cientista político Flemming Juul Christiansen, da Universidade de Roskilde, antes da declaração do premiê. Mais cedo, durante as eleições, Mette Frederiksen (na foto, vestindo amarelo), a provável nova premiê, saiu às ruas e distribuiu rosas para os eleitores.

Saiba mais...

Itália sob pressão

Comentários para "A cerimônia em Portsmouth. Emoção nos 75 anos do Dia D":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
130ª Feira de Cantão: China continua a abertura e compartilha oportunidades com o mundo

130ª Feira de Cantão: China continua a abertura e compartilha oportunidades com o mundo

Em sua carta, Xi observou que a feira fez contribuições significativas para facilitar o comércio internacional, o intercâmbio externo-interno e o desenvolvimento econômico desde sua criação em 1957

Paraguai reforça segurança na fronteira com Brasil

Paraguai reforça segurança na fronteira com Brasil

Congressistas americanos pedem recuo na relação com Brasil

Desenvolvimento é a força motriz da erradicação da pobreza na China

Desenvolvimento é a força motriz da erradicação da pobreza na China

Entre 1990 e 2010, no contexto da arrancada industrial, proporção de população pobre chinesa passou de 66,3% para 11,2%, de acordo com o Banco Mundial

China emite selos comemorativos da COP15

China emite selos comemorativos da COP15

Foto tirada em 11 de outubro de 2021 mostra os detalhes de um selo comemorativo para a 15ª reunião da Conferência das Partes da Convenção das Nações Unidas sobre Diversidade Biológica (COP15) realizada em Kunming, Província de Yunnan, sudoeste da China.

ONG austríaca denuncia Jair Bolsonaro a tribunal internacional por 'crimes contra a humanidade'

ONG austríaca denuncia Jair Bolsonaro a tribunal internacional por 'crimes contra a humanidade'

O tribunal não tem obrigação de julgar todos os casos apresentados.

Veja o que dizem os presidentes latino-americanos flagrados com empresas em paraísos fiscais

Veja o que dizem os presidentes latino-americanos flagrados com empresas em paraísos fiscais

As Ilhas Virgens Britânicas são consideradas um dos principais paraísos fiscais do mundo, possuem apenas 152km² e 400 mil empresas registradas, recebendo cerca de US$ 60 bilhões anualmente

Brasil concede 80 vistos humanitários para cidadãos do Afeganistão

Brasil concede 80 vistos humanitários para cidadãos do Afeganistão

Estão em andamento mais 400 pedidos de vistos

Igreja Católica da França: 216.000 menores foram vítimas de abuso sexual em 70 anos, diz relatório

Igreja Católica da França: 216.000 menores foram vítimas de abuso sexual em 70 anos, diz relatório

Cerca de 3.000 pedófilos atuaram na Igreja Católica da França desde 1950, conforme um relatório da Comissão Independente Francesa sobre Abuso Sexual na Igreja.

Pelo menos 8 países apuram denúncias sobre uso de paraísos fiscais por líderes

Pelo menos 8 países apuram denúncias sobre uso de paraísos fiscais por líderes

Autoridades tributárias de Austrália, México, Espanha e Panamá fizeram comunicados públicos afirmando que estão acompanhando as denúncias reportadas e garantindo que investigarão possíveis crimes e indivíduos mencionados nos Pandora Papers.

BNDES captará US$ 500 milhões com banco dos Brics para projetos sustentáveis

BNDES captará US$ 500 milhões com banco dos Brics para projetos sustentáveis

O financiamento do NDB ao BNDES terá prazo total de 11 anos e seis meses. O banco brasileiro poderá usar os recursos para emprestar ao longo de quatro anos.

Projetos arquitetônicos são atração da Expo 2020, em Dubai

Projetos arquitetônicos são atração da Expo 2020, em Dubai

Quem visita faz uma viagem pela arquitetura internacional