×
ContextoExato

Ambientalistas também se equivocam, diz José Goldemberg

Ambientalistas também se equivocam, diz José GoldembergFoto: Pixabay

Seu exemplo é a tentativa de uma grande empresa de instalar em Peruíbe, no litoral sul do Estado, uma central de produção de eletricidade usando gás natural, que é abundante na região.

Por Sonia Racy-estadão Conteúdo - 02/09/2019 - 10:39:45

O ótimo e o bom

O conflito entre preservação ambiental e desenvolvimento econômico é real, mas às vezes é só um equívoco. Quem alerta é José Goldemberg, antigo batalhador do meio ambiente. À coluna ele ponderou que “a turma da preservação andou esticando a corda” em alguns momentos.

Seu exemplo é a tentativa de uma grande empresa de instalar em Peruíbe, no litoral sul do Estado, uma central de produção de eletricidade usando gás natural, que é abundante na região.

Ótimo 2

“Era uma boa ideia. O gás polui muito menos que carvão ou o óleo combustível e o projeto traria grandes benefícios à região”, disse o ex-ministro de Ciência e Tecnologia.

Uma campanha dos verdes, naquela época, liquidou a iniciativa. O que levou o professor a comentar: “O ótimo é inimigo do bom”.

Arte imita a vida

Está saindo no fim do ano, pela Editora Contexto, o livro Suzane – Insidiosa, Manipuladora e Narcisista, de Ulisses Campbell, sobre Suzane Richthofen. Em pesquisa de mais de 5 anos, o autor entrevistou 56 presos e presas que dividiram a cadeia com Suzane, além de psiquiatras, advogados e psicólogos.

E a produtora Santa Rita já está de olho nos direitos do texto, para seu filme A Menina que Matou os Pais – e quer também produzir uma série baseada no livro de Campbell.

Leia mais notas da coluna:
+ Ruralistas pedem a Maia paternidade de projetos ambientais
+ Secretário da Cultura ‘condena censura’ da Funarte e dá apoio a grupo teatral em SP

Comentários para "Ambientalistas também se equivocam, diz José Goldemberg":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
...