×
ContextoExato
Responsive image

Augusto Aras segue em silêncio sobre acesso de Dias Toffoli a dados sigilosos de 600 mil pessoas

Augusto Aras segue em silêncio sobre acesso de Dias Toffoli a dados sigilosos de 600 mil pessoasFoto: Revista Crusoé

O compartilhamento de informações entre os órgãos de inteligência e investigação deve ser julgado no próximo dia 20 pelo plenário do Supremo Tribunal Federal.

Revista Crusoé - 15/11/2019 - 07:52:10

O procurador-geral da República, Augusto Aras, ainda não recebeu as informações sobre o acesso do presidente do Supremo Dias Toffoli a todos os relatórios de inteligência financeira produzidos nos últimos três anos pelo antigo Coaf, atualmente chamado de UIF, Unidade de Inteligência Financeira. Foi o que disse a assessoria da PGR.

Toffoli determinou que as informações fossem encaminhadas para ele no âmbito do processo em que o ministro decidiu proibir em todo o país o compartilhamento direto de informações entre órgãos de inteligência financeira e de investigação, como a Polícia Federal e o Ministério Público, sem autorização judicial. A decisão atendeu a um pedido da defesa do filho do presidente e senador Flávio Bolsonaro e travou investigações contra corrupção e lavagem de dinheiro.

O presidente da corte alegou que precisava ter acesso aos relatórios de inteligência para entender o procedimento de elaboração e tramitação das informações produzidas pela UIF. Com a determinação de remessa dos dados ao STF, o gabinete de Toffoli poderá acessar informações sigilosas de 600 mil pessoas. A assessoria da corte, porém, informou que até o momento não acessou os relatórios.

O compartilhamento de informações entre os órgãos de inteligência e investigação deve ser julgado no próximo dia 20 pelo plenário do Supremo Tribunal Federal.

Comentários para "Augusto Aras segue em silêncio sobre acesso de Dias Toffoli a dados sigilosos de 600 mil pessoas":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório