×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 18 de agosto de 2022

Em Barão de Cocais, uma população inteira torturada e à beira do fim da vida

Em Barão de Cocais, uma população inteira torturada e à beira do fim da vida

Foto: Tribuna da Internet

Na desértica Barão de Cocais, as placas indicam as rotas de fuga

Por Jorge Béja-tribuna Da Internet - 23/05/2019 - 13:57:40

Muito, muito mesmo, se poderia dissertar sobre tortura, que tem a idade da criação do Homem. E muitos outros tantos se poderia escrever sobre o combate e a erradicação da tortura ao longo da História da Humanidade. Torturar é impor dor física, emocional ou psicológica a alguém. Tortura, numa definição mais ampla, é causar “dano físico e mental pelos governos contra os indivíduos para destruir a personalidade das pessoas e aterrorizar a sociedade”, segundo o Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos.

A Constituição Federal do Brasil é imperativa: “Ninguém será submetido a tortura nem a tratamento desumano ou degradante…” (Artigo 5º, inciso III). “A lei considerará crimes inafiançáveis e insuscetíveis de graça ou anistia a prática da tortura…” (Artigo 5º, inciso XLIII ).

VIDA MORIBUNDA – Mesmo assim, em pleno Século XXI, à vista do Brasil inteiro – e de suas autoridades constituídas –, e à vista do mundo, não é de hoje que a população de moradores da cidade mineira de Barão de Cocais vive debaixo de tortura e muito perto do fim da vida. E se vida lhes sobrar, será vida moribunda. E vida moribunda é vida vegetativa. Será ou serão vivos-mortos e mortos-vivos.

Lá, ninguém dorme, poucos se alimentam e todos sofrem o desespero do medo, da destruição completa e de tudo, que é certa e iminente. O que se tem feito por aquele povo é paliativo. É tapeação. Mais de 30 mil pessoas estão acuadas. Algumas ainda em suas casas, por enquanto não soterradas pela lama da barragem que vai se romper. Outros com sacos, malas e embrulhos prontos para fugir da morte, se é que vão conseguir mesmo.

INDIFERENTES, NÃO – Podemos estar distantes, ser diferentes, ou indiferentes…. podemos não olhar para o próximo… podemos ignorar sua dor…. mas só quem pode salvar a vida de um ser humano é outro ser humano. Tal é um dos lemas desta bravíssima instituição Médicos Sem Fronteiras.

Mas este próprio ser humano é quem também dissemina o terror, impõe a tortura e também acaba com a vida de outro ser humano. O que está acontecendo em Barão de Cocais é a maior prova da incúria estatal, da ganância do lucro, do desprezo com a saúde, com o bem-estar, com a segurança, com a felicidade, a paz e a vida do próximo. Do outro. De muitos outros. De mais de 30 mil outros. De uma multidão de outros,

E desde Mariana e Brumadinho, até Barão de Cocais, ninguém está atrás das grades pagando pelos crimes hediondos que cometeram, cometem e continuarão a cometer. O Poder Público cruza os braços e não cassa as concessões, que são federais. E assim caminha nosso país, com o seu povo esmagado numa prensa: idiotas e boçais em cima, idiotas e boçais embaixo.

Comentários para "Em Barão de Cocais, uma população inteira torturada e à beira do fim da vida":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Últimas Notícias
STF decide que mudanças na lei de improbidade não retroagem para condenações definitivas

STF decide que mudanças na lei de improbidade não retroagem para condenações definitivas

Cerco de pistoleiros, tiros e ameaças:

Cerco de pistoleiros, tiros e ameaças: "Não andamos mais livres", dizem Pataxós no Sul da Bahia

DF não tem previsão para retomar vacinação de crianças a partir de 3 anos

DF não tem previsão para retomar vacinação de crianças a partir de 3 anos

Damares terá de remover vídeos em que diz que Lula 'ensinava jovens a usar crack

Damares terá de remover vídeos em que diz que Lula 'ensinava jovens a usar crack

Simulador virtual ajuda eleitor a treinar o voto na urna

Simulador virtual ajuda eleitor a treinar o voto na urna

Jovens são chamados a combater Fake News nas eleições

Jovens são chamados a combater Fake News nas eleições

Inpa abre inscrições para curso sobre tecnologia de bioflocos para criação de peixes amazônicos

Inpa abre inscrições para curso sobre tecnologia de bioflocos para criação de peixes amazônicos

Cinco atividades imperdíveis para fazer com crianças no Alentejo

Cinco atividades imperdíveis para fazer com crianças no Alentejo

Dia do Ciclista: 4 rotas imperdíveis para pedalar em Brasília

Dia do Ciclista: 4 rotas imperdíveis para pedalar em Brasília

Jericoacoara e praias de São Paulo são tendência de viagem entre agosto e setembro

Jericoacoara e praias de São Paulo são tendência de viagem entre agosto e setembro

Marketing local: Como fazer a divulgação e lucrar com a revenda de gás e água

Marketing local: Como fazer a divulgação e lucrar com a revenda de gás e água

Presença de mulheres nas urnas é maior desde pleito de 2014

Presença de mulheres nas urnas é maior desde pleito de 2014

Brasil vende menos para China e eleva volume de exportação para UE, diz Índice de Comércio Exterior

Brasil vende menos para China e eleva volume de exportação para UE, diz Índice de Comércio Exterior

Entidades da sociedade civil no Brasil buscam apoio para vida marinha e oceanos

Entidades da sociedade civil no Brasil buscam apoio para vida marinha e oceanos

Em Pernambuco, Missa do Vaqueiro celebra a fé do povo sertanejo

Em Pernambuco, Missa do Vaqueiro celebra a fé do povo sertanejo

85% das famílias atingidas pela barragem, em Mariana, sofrem com deslocamento compulsório

85% das famílias atingidas pela barragem, em Mariana, sofrem com deslocamento compulsório

Crise no sistema de assistência social do DF segue sem solução

Crise no sistema de assistência social do DF segue sem solução

Distrito Federal e dez estados recebem novas ambulâncias do Samu

Distrito Federal e dez estados recebem novas ambulâncias do Samu

Camex torna definitivo corte de 10% de tarifa comum do Mercosul

Camex torna definitivo corte de 10% de tarifa comum do Mercosul

PF diz ao STF que vê crime de Bolsonaro por associar vacina ao vírus da aids

PF diz ao STF que vê crime de Bolsonaro por associar vacina ao vírus da aids

PGR recorre para arquivar investigação sobre inquérito vazado por Bolsonaro

PGR recorre para arquivar investigação sobre inquérito vazado por Bolsonaro