×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 19 de outubro de 2021

Empatia: a sensibilidade da criança que ajudou a amiga cadeirante na apresentação da escola

Empatia: a sensibilidade da criança que ajudou a amiga cadeirante na apresentação da escolaFoto: Divulgação

Conheça a história de Maria Clara e Diulia

Redação Com Educa Mais Brasil - 22/05/2019 - 16:42:24

Durante uma apresentação do Dia das Mães na Escola Cora Coralina, localizada em Porto Velho, Maria Clara, de 3 anos, mostrou a todos os presentes no evento um dos mais belos sentimentos humanos: a empatia. A pequena se preocupou em ajudar sua colega Maria Clara Diulia a dançar. Diulia, faz uso de uma cadeira de rodas por conta de uma paralisia cerebral.

“Até pouco tempo, eu não sabia nada sobre sua amiga, mas minha filha sempre comentava sobre ela com muito carinho. Quando a conheci, me preocupei em conversar com a Maria sobre os cuidados que ela precisava ter com a Diulia”, conta Rayane Oliveira, 22 anos e mãe de Maria Clara. Na hora da apresentação, Rayane registrava o momento e compartilhou nas redes sociais a emoção e a felicidade de saber que a filha assimilou os ensinamentos sobre cuidado e respeito.

No dia da apresentação, Rayane pôde ver de perto a preocupação da filha com a amiga. “Logo quando cheguei, fiquei até preocupada. Mas não demorou muito para eu perceber o quanto aquele momento era importante para as duas”, pontua. Quem também se emocionou foi Priscila, de 24 anos, mãe da Maria Clara Diulia. “A minha filha é muito querida na escola. Sem dúvida, me emocionei com aquele momento e fiquei ainda mais feliz quando vi que ela poderia fazer sozinha”, conta.

Apresentação Dia das Mães Escola Cora Coralina Foto: Divulgação


Como toda mãe, Priscila busca tratar a filha como uma criança normal, apesar das limitações. “Faço questão de mantê-la na escola e é gratificante. É nítido o desenvolvimento dela. As professoras a tratam normalmente, tudo que as outras crianças fazem, ela faz também”, assegura.

Rayane e a filha Maria Clara Foto: Acervo Pessoa


Hoje, Priscila se dedica totalmente aos cuidados com Diulia e respeita o seu tempo e desenvolvimento. “Tem dias que ela não quer ir para a escola, eu entendo, mas não deixo de incentivar”. Ao falar da escola, a mãe expressa gratidão. “Já recebi não de algumas instituições, mas na Cora Coralina foi diferente. Eles falaram das suas deficiências, mas me disseram que já receberam crianças com a mesma dificuldade da Diulia e nos aceitaram. Fui abraçada”.


Inclusão na Cora Coralina

A Escola Cora Coralina trabalha com educação básica e recebe alunos até o 9ª ano. Segundo a instituição, além da Maria Clara Diulia, eles também já abraçaram crianças com outras limitações. “Aqui a inclusão é trabalhada com a socialização. Todos ficam juntos e são tratados da mesma forma, claro, que dentro das suas possibilidades”, declara o gestor da escola. Ao falar sobre a repercussão do vídeo postado nas redes sociais de Rayane, mãe da Maria Clara, professores e funcionários ficaram felizes, mas enfatizam que lá a aceitação das diferenças é vista como algo natural.

A escola é tão preocupada com a inclusão que também abraçou uma parceria com o Educa Mais Brasil, programa educacional que oferta bolsas de estudo para várias modalidades de ensino. Com 15 anos de atuação no mercado, o programa de bolsas já beneficiou mais de 1 milhão de estudantes em todo Brasil. Quem conta uma bolsa de 50%, é a pequena Maria Clara. De acordo com Rayane, o custo de vida em Porto Velho é bem alto e a bolsa se tornou essencial para equilibrar as despesas da casa.

Agência Educa Mais Brasil

Comentários para "Empatia: a sensibilidade da criança que ajudou a amiga cadeirante na apresentação da escola":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Rede de hamburguerias seleciona universitários para programa de trainee

Rede de hamburguerias seleciona universitários para programa de trainee

Programa Trainee Burger King e Popeyes 2022 recebe inscrições até o dia 21/10

Escolas planejam pós-pandemia com natureza, convivência e tecnologia

Escolas planejam pós-pandemia com natureza, convivência e tecnologia

A escola, que fica em meio à natureza na zona norte, viu a procura aumentar por causa dos espaços abertos. “Antes, tinha pai que reclamava que as crianças pegariam friagem.”

Pesquisa mostra confiança da população mundial nos professores; profissão ficou em 1º lugar

Pesquisa mostra confiança da população mundial nos professores; profissão ficou em 1º lugar

Instituto Ipsos ouviu mais de 19 mil entrevistados em 28 países

Cursos gratuitos profissionalizantes para as mulheres

Cursos gratuitos profissionalizantes para as mulheres

Inscrição para o projeto Jornada da Mulher Empreendedora, no Itapoã, é gratuita e pode ser feita até 22 de outubro pelo site da Secretaria de Trabalho

Maioria dos professores se orgulha da carreira; 77% se sentem desvalorizados

Maioria dos professores se orgulha da carreira; 77% se sentem desvalorizados

Na pesquisa, 77% disseram que sua profissão não é valorizada pela sociedade.

Neuroeducação permite ensino para além da transferência de conteúdo

Neuroeducação permite ensino para além da transferência de conteúdo

Neurociência atrelada ao ensino escolar melhora aprendizagem dos alunos

Projeto da UnB estimula crianças a serem investigadoras

Projeto da UnB estimula crianças a serem investigadoras

Crianças investigadoras da CAP-Paranoá durante atividade do projeto Semillero Brasil, em 2020.

Regime home office exige alguns cuidados com o corpo; especialista dá dicas

Regime home office exige alguns cuidados com o corpo; especialista dá dicas

Mesmo com os benefícios, existem desvantagens que podem desencadear diversas patologias

Visibilidade importa: Conheça o trabalho de ONG’s que acolhem crianças e adolescentes

Visibilidade importa: Conheça o trabalho de ONG’s que acolhem crianças e adolescentes

Campanha Fazer Mais usará redes sociais do Educa Mais Brasil para realçar trabalho das instituições

UnB abre seleção para curso de licenciatura em educação do campo

UnB abre seleção para curso de licenciatura em educação do campo

As inscrições são gratuitas e vão até o dia 18 de outubro

MPDFT abre processo seletivo para estágio de nível superior

MPDFT abre processo seletivo para estágio de nível superior

Inscrições são gratuitas e podem ser feitas a partir das 9h do dia 11 de outubro até as 23h59min de 27 de outubro de 2021. Prova online será aplicada em 6 de novembro