×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 18 de agosto de 2022

Empresas japonesas querem investir no Brasil, diz embaixador Akira Yamada

Empresas japonesas querem investir no Brasil, diz embaixador Akira Yamada

Foto:

Para Akira Yamada, o interesse aumentará com as reformas

Por José Romildo – Da Agência Brasil Brasília - 27/05/2019 - 09:07:04

Na semana em que o presidente Jair Bolsonaro isentou os japoneses da exigência do visto de turismo e de negócios, o embaixador do Japão no Brasil, Akira Yamada, disse à Agência Brasilque aumentou o número de executivos japoneses interessados em vir para o país conhecer os projetos brasileiros e investir. Segundo ele, os investimentos estão atrelados às reformas da Previdência e Tributária em tramitação no Congresso Nacional.

“O governo Bolsonaro está apenas começando, espero que o novo governo tenha uma política de liberação da economia e política de livre comércio”, afirmou Yamada, informando que as empresas observam o Brasil com “muita expectativa”. “Se a política se estabiliza e a economia caminhar bem não só as empresas japonesas, mas muitas companhias do mundo terão muito interesse em investir no Brasil.”

Clique aqui para ver a galeria de fotos.

De acordo com o embaixador, há cerca de 700 empresas japonesas atuando no Brasil. De acordo com ele, este número não cresce há cinco anos . No entanto, o diplomata está otimista com os possíveis avanços que virão. “Compartilhamos valores fundamentais básicos como democracia, direitos humanos e justiça. Queremos desenvolver ainda mais essa parceria não só no contexto bilateral mas nos fóruns internacionais.”

G20

Com a confirmação da presença de Bolsonaro na Cúpula do G20 (que reúne as maiores economias do mundo), em junho, em Osaka (Japão), o embaixador disse que o encontro deverá intensificar as relações Brasil e Japão.

A exemplo do governo dos Estados Unidos, o embaixador disse que o Japão apoia a entrada do Brasil no grupo de países que integram a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

“As empresas japonesas têm muito interesse em investir no Brasil agora. Sinto que o interesse de empresas japonesas sobre o Brasil está se recuperando”, disse. Segundo o diplomata, há um interesse mundial no Brasil, como observa a partir de relatórios de bancos sobre a economia no mundo.

Exportações

Yamada destacou que as autoridades brasileiras e japonesas estão em contato permanente para destravar os obstáculos à exportação. Segundo ele, os principais obstáculos se concentram nas questões fitossanitárias.

“O Japão tem um sistema muito rígido na questão sanitária. Se houver alguma carne contaminada isso afetaria o Japão. Uma vez concluindo o estudo sanitário, a carne poderá voltar a entrar no mercado japonês. O tema sanitário não é político, é técnico.”

O embaixador ressaltou que o “frango brasileiro quase domina o mercado japonês”. Porém, os produtores brasileiros querem elevar os números. Pelos dados oficiais, o Brasil exporta para o Japão principalmente minérios de ferro e concentrados, além de celulose e café cru. Do Japão, o Brasil compra óleos combustíveis, peças de veículos, aparelhos, automóveis, motores e pneus.

Imigração

Para embaixador, a relação entre Brasil e Japão começou há 110 anos com a chegada dos primeiros imigrantes japoneses. Ele ressaltou que há aproximadamente 2 milhões de japoneses e descendentes japoneses no Brasil, o maior contingente populacional fora do Japão.

De acordo com o diplomata, o empenho na parceria pode ser observada, por exemplo, na execução do Projeto de Desenvolvimento do Cerrado (Prodecer), um programa de cooperação iniciado na segunda metade dos anos 1970 com a participação de técnicos e pesquisadores japoneses para incentivar o plantio de cereais, sobretudo soja, no cerrado brasileiro.

“Tanto os japoneses como os brasileiros têm de estar orgulhosos com a história do Prodecer. Esse projeto é um marco na história mundial da agricultura”, afirmou Akira Yamada.

Esportes

Entusiasmado, Yamada disse que os Jogos Olímpicos e Paralímpicos em 2020, em Tóquio, serão “os mais inovadores da história”. Sem entrar em detalhes, ele afirmou que haverá o uso de tecnologia avançada, incluindo biometria facial e robótica.

Admirador do futebol brasileiro, o diplomata afirmou que aguarda com ansiedade o mês de junho quando o Japão participa, como convidado, da Copa América. “Meu sonho é que o jogo final seja entre Brasil e Japão”, disse o embaixador, lembrando que no que se refere às tradições milenares nipônica, o reconhecimento do Brasil é total.

A pedido do governo brasileiro e da Confederação Brasileira do Judô, atletas brasileiros irão ao Japão para aprender a metodologia do ensino de judô nas escolas públicas. O objetivo é implementar nos colégios a prática que é disciplina para os alunos japoneses.

Entrevista do Embaixador do Japão no Brasil,  Akira Yamada, à Agência Brasil

O embaixador do Japão no Brasil, Akira Yamada, concedeu entrevista exclusiva à Agência Brasil - Marcello Casal JrAgência Brasil


Saiba mais

Edição: Renata Giraldi

Comentários para "Empresas japonesas querem investir no Brasil, diz embaixador Akira Yamada":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Últimas Notícias
STF decide que mudanças na lei de improbidade não retroagem para condenações definitivas

STF decide que mudanças na lei de improbidade não retroagem para condenações definitivas

Cerco de pistoleiros, tiros e ameaças:

Cerco de pistoleiros, tiros e ameaças: "Não andamos mais livres", dizem Pataxós no Sul da Bahia

DF não tem previsão para retomar vacinação de crianças a partir de 3 anos

DF não tem previsão para retomar vacinação de crianças a partir de 3 anos

Damares terá de remover vídeos em que diz que Lula 'ensinava jovens a usar crack

Damares terá de remover vídeos em que diz que Lula 'ensinava jovens a usar crack

Simulador virtual ajuda eleitor a treinar o voto na urna

Simulador virtual ajuda eleitor a treinar o voto na urna

Jovens são chamados a combater Fake News nas eleições

Jovens são chamados a combater Fake News nas eleições

Inpa abre inscrições para curso sobre tecnologia de bioflocos para criação de peixes amazônicos

Inpa abre inscrições para curso sobre tecnologia de bioflocos para criação de peixes amazônicos

Cinco atividades imperdíveis para fazer com crianças no Alentejo

Cinco atividades imperdíveis para fazer com crianças no Alentejo

Dia do Ciclista: 4 rotas imperdíveis para pedalar em Brasília

Dia do Ciclista: 4 rotas imperdíveis para pedalar em Brasília

Jericoacoara e praias de São Paulo são tendência de viagem entre agosto e setembro

Jericoacoara e praias de São Paulo são tendência de viagem entre agosto e setembro

Marketing local: Como fazer a divulgação e lucrar com a revenda de gás e água

Marketing local: Como fazer a divulgação e lucrar com a revenda de gás e água

Presença de mulheres nas urnas é maior desde pleito de 2014

Presença de mulheres nas urnas é maior desde pleito de 2014

Brasil vende menos para China e eleva volume de exportação para UE, diz Índice de Comércio Exterior

Brasil vende menos para China e eleva volume de exportação para UE, diz Índice de Comércio Exterior

Entidades da sociedade civil no Brasil buscam apoio para vida marinha e oceanos

Entidades da sociedade civil no Brasil buscam apoio para vida marinha e oceanos

Em Pernambuco, Missa do Vaqueiro celebra a fé do povo sertanejo

Em Pernambuco, Missa do Vaqueiro celebra a fé do povo sertanejo

85% das famílias atingidas pela barragem, em Mariana, sofrem com deslocamento compulsório

85% das famílias atingidas pela barragem, em Mariana, sofrem com deslocamento compulsório

Crise no sistema de assistência social do DF segue sem solução

Crise no sistema de assistência social do DF segue sem solução

Distrito Federal e dez estados recebem novas ambulâncias do Samu

Distrito Federal e dez estados recebem novas ambulâncias do Samu

Camex torna definitivo corte de 10% de tarifa comum do Mercosul

Camex torna definitivo corte de 10% de tarifa comum do Mercosul

PF diz ao STF que vê crime de Bolsonaro por associar vacina ao vírus da aids

PF diz ao STF que vê crime de Bolsonaro por associar vacina ao vírus da aids

PGR recorre para arquivar investigação sobre inquérito vazado por Bolsonaro

PGR recorre para arquivar investigação sobre inquérito vazado por Bolsonaro