×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 25 de janeiro de 2022

Família de brasileiro retido há meses em navio nos EUA pede ajuda: 'Temos medo de ele pegar a Covid-19'

Família de brasileiro retido há meses em navio nos EUA pede ajuda: 'Temos medo de ele pegar a Covid-19'Foto: Reprodução

Homem faz parte do grupo de risco para o novo coronavírus, segundo familiares. Retorno esbarra em normas de repatriação das autoridades norte-americanas.

Por Lucas Vidigal E Anna Camanducaia, G1 E Tv Globo - 15/05/2020 - 07:54:35

Familiares de um tripulante brasileiro retido há quase três meses em navios da companhia Princess Cruises na costa dos Estados Unidos pressionam a empresa e o Ministério das Relações Exteriores para que ele seja repatriado.

O homem, que prefere não se identificar por represálias, é hipertenso — um dos grupos de risco para a Covid-19. Por isso, ele não sai da cabine, a não ser para fazer as refeições.

"Temos medo de ele não conseguir voltar. E temos medo de ele pegar a doença", disse a mulher do tripulante ao G1.

Segundo o brasileiro, a companhia arca com a alimentação e permite que ele fique hospedado nas cabines do navio — que, segundo o homem, estão em boas condições. No entanto, o contrato de trabalho dele iria até 15 de abril e, por isso, não recebe mais salário, imprescindível para que compre itens de higiene e vouchers de acesso à internet.

"Só quero voltar para casa. E, assim como eu, existem milhares de tripulantes — de diversas nacionalidades, inclusive — querendo voltar para casa", disse, numa gravação obtida pelo G1 e pela TV Globo.

Em nota, a companhia Princess Cruises confirmou que os tripulantes retidos nos navios têm direito a três refeições por dia, além de lanches, "de acordo com as várias preferências ocidentais ou asiáticas" de alimentação. A empresa também diz que fornece opções de entretenimento como filmes, canais internacionais de televisão e aulas de ginástica.

"Estamos profundamente comprometidos e focados em reunir nossos tripulantes com suas famílias com segurança e continuar avançando em soluções para que retornem aos seus países de origem", disse a Princess Cruises, em comunicado.

Por que o tripulante não consegue retornar ao Brasil

Com o agravamento da pandemia em março, os Estados Unidos decretaram "No Sail Order" — ou seja, ordem que proíbe a navegação. Na prática, todos os navios na costa dos EUA foram colocados em quarentena.

E, para que os tripulantes desembarquem, a própria companhia deve fornecer o traslado de volta ao país de origem. Essa viagem, dizem autoridades dos Estados Unidos, não pode ocorrer em voos regulares, e, sim, fretados.

Em nota, a Princess Cruises diz que busca "meios diplomáticos" para resolver o problema da repatriação. "Porém, é um processo complexo dada as restrições de viagem que variam de país para país", diz o texto.

A família do tripulante brasileiro disse que foi orientada pelo Itamaraty a buscar o Consulado Brasileiro em Los Angeles. Os familiares enviaram ao G1 as cópias das mensagens trocadas com as autoridades consulares brasileiras, que alegam que o governo norte-americano "tem o poder soberano de decidir sobre o desembarque". Ainda segundo os representantes do Brasil, há outros profissionais em navios que estão nos grupos de risco.

Os familiares do brasileiro também disseram que tentam a solução de desembarcar os tripulantes em portos mexicanos. De acordo com as mensagens trocadas entre a família do profissional e o Consulado, as autoridades consulares afirmaram que "não receberam informações sobre o plano de repatriação" a partir do México.

O G1 procurou o Itamaraty para saber quais ações específicas o governo brasileiro está tomando para repatriar os brasileiros em navios, mas não obteve resposta até a última atualização desta reportagem.

Preocupação com tripulantes

Ônibus com passageiros do cruzeiro japonês 'Diamond Princess' deixa o pier de Dailolu em Yokohama, onde passou o tempo atracado durante a quarentena. — Foto: Athit Perawongmetha/Reuters

Outros tripulantes brasileiros relatam ansiedade em voltar para casa enquanto aguardam em navios em alto mar ou perto da costa de outros países. O retorno, porém, esbarra nas severas regras sanitárias de governos como o norte-americano.

Embora as companhias garantam que mantêm os tripulantes em segurança e que proporcionam opções de alimentação e lazer, há funcionários que relatam preocupação com possíveis contágios pelo novo coronavírus dentro das embarcações ou mesmo com problemas de saúde mental que possam desenvolver no confinamento.

Segundo a agência France Presse, ao menos um tripulante morreu ao se jogar ao mar de um navio holandês no domingo passado (10). Outras três mortes em embarcações de cruzeiros não relacionadas à Covid-19 preocupam as companhias.

As companhias vivem a preocupação com o novo coronavírus desde o início da pandemia, quando o navio Diamond Princess teve um surto entre passageiros e tripulantes e precisou ficar em quarentena na costa do Japão.

Comentários para "Família de brasileiro retido há meses em navio nos EUA pede ajuda: 'Temos medo de ele pegar a Covid-19'":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Disneylândia celebra Ano Novo Lunar Chinês com atividades culturais dinâmicas

Disneylândia celebra Ano Novo Lunar Chinês com atividades culturais dinâmicas

Atores fazem a dança do dragão durante as celebrações do Ano Novo Lunar no Disney's California Adventure Park em Anaheim, Estados Unidos, no dia 21 de janeiro de 2022. O Disney's California Adventure Park iniciou as comemorações do Ano do Tigre na sexta-feira, com uma série de apresentações com temas culturais chineses, shows de arte, decorações de lanternas e pratos de inspiração asiática.

Dez principais motivos para visitar Curaçao em 2022

Dez principais motivos para visitar Curaçao em 2022

O ano já começou e nada melhor que aproveitar as primeiras semanas para ver quais feriados cairão durante a semana. Descubra algumas dicas para escolher a ilha holandesa!

Primeiros voos decolam da cidade chinesa de Xi'an com alívio em restrições

Primeiros voos decolam da cidade chinesa de Xi'an com alívio em restrições

De acordo com a agência de notícias Xinhua, os passageiros que desejam deixar Xi'an devem apresentar um teste negativo nas últimas 48 horas

Namíbia espera recuperação lenta e constante da indústria do turismo

Namíbia espera recuperação lenta e constante da indústria do turismo

Foto tirada no dia 16 de janeiro de 2022 mostra turistas caminhando no Parque Nacional Dead Vlei de Namib-Naukluft, na Namíbia. A Namíbia registou um aumento de 37,81 por cento das chegadas de turistas ao país de janeiro a dezembro de 2021, quando comparado com os números de 2020, disse na terça-feira um funcionário

Turismo global tem alta de 4%, mas continua abaixo dos níveis pré-pandêmicos

Turismo global tem alta de 4%, mas continua abaixo dos níveis pré-pandêmicos

Turismo interno continua a ajudar na recuperação do setor de viagens

Retomada das viagens internacionais aquece setor de turismo

Retomada das viagens internacionais aquece setor de turismo

Turistas brasileiros miram o sul da Argentina

The New York Times indica Serra da Capivara entre destinos mundiais para se visitar

The New York Times indica Serra da Capivara entre destinos mundiais para se visitar

Jornal norte-americano incluiu o parque brasileiro na lista dos 52 lugares para conhecer em 2022

Covid-19: Associação de cruzeiros decide manter suspensão de temporada no Brasil

Covid-19: Associação de cruzeiros decide manter suspensão de temporada no Brasil

A medida voluntária vai até o dia 4 de fevereiro, diz Clia

Vendas duty-free em ilha tropical chinesa disparam apesar de Covid-19

Vendas duty-free em ilha tropical chinesa disparam apesar de Covid-19

Notavelmente, o número de clientes da DFS na ilha no ano passado aumentou cerca de 50% ano a ano e o número de itens que eles compraram aumentou 107%, de acordo com a alfândega.

Apartheid de Viagem: Os passaportes mais e menos poderosos do mundo em 2022

Apartheid de Viagem: Os passaportes mais e menos poderosos do mundo em 2022

A Covid-19 exacerba a desigualdade na mobilidade global

Ministério do Turismo alerta para tentativa de golpe em nome da Embratur

Ministério do Turismo alerta para tentativa de golpe em nome da Embratur

Órgão é responsável por promover o Brasil no mercado internacional