×
ContextoExato
Responsive image

Fantasia sem limite

Fantasia sem limiteFoto: CorreioWeb

O tempo passa, mas o espírito de aventura e diversão é alimentado de diversas formas. Vovôs e vovós são um grande público em parques da Disney e de Orlando, onde a alegria é para todos

Correioweb - 29/11/2019 - 11:20:05

Parques de diversão, mundos de contos de fadas, brinquedos que desafiam a gravidade, aventuras na água, filas longas e muita caminhada. Quem pensa que os parques em Orlando e na Disney oferecem programas apenas para os mais jovens e crianças, se enganou. Há muitas opções para quem chegou à terceira idade. Basta organizar a viagem e escolher atividades de acordo com a condição física e de saúde.


Milhares de idosos visitam os parques anualmente. Geralmente, eles estão acompanhados pelas famílias ou organizam grupos com pessoas que têm interesses semelhantes, arriscam algumas aventuras e buscam experiências gastronômicas. Desde o visitante de primeira viagem ao mais experiente, os parques Walt Disney World, Seaworld, Universal Orlando Resort e Legoland que agradam aos turistas da melhor idade.


Nada como voltar a ser criança, mas é preciso tomar alguns cuidados para deixar a viagem mais confortável. A vantagem dos parques é a estrutura, embora não haja, como no Brasil, filas preferenciais, é possível adquirir um Fast Pass e avançar sem ter que enfrentar a cara feia de quem está esperando há mais tempo. mas há sempre um tratamento especial por parte dos funcionários, que procuram deixar o idoso o mais confortável possível. Se for preciso, para não cansar na caminhada entre uma diversão e outra, alugue uma cadeira de rodas ou um carrinho elétrico. Vale lembrar que a acessibilidade é uma das prioridades do local.O aluguel pode ser feito antes da viagem ou no Guest services dos parques: https://disneyworld.disney.go.com/guest-services/wheelchair-rentals/.


Uma boa escolha, para minimizar o esforço do idoso, é se hospedar nos hotéis do complexo Walt Disney World Resort, que oferecem facilidades ao hóspede no acesso aos parques. Para facilitar o passeio, procure visitar um parque por dia, use roupas e calçados confortáveis, de acordo com a temperatura e fique atento aos locais importantes como banheiros, lanchonetes, postos de atendimento. os parques mais apreciados pelos turistas da melhor idade são geralmente, os mais tradicionais, mas alguns dos mais recentes oferecem uma boa diversão.

Ficar em casa descansando não é opção para a nova geração da melhor idade. Quem passou dos 60 anos sabe que a qualidade e a expectativa de vida aumentam a cada descoberta de novos lugares, culturas e experiências. O litoral brasileiro é o queridinho entre os roteiros mais buscados pelos idosos. Mas o que faz sucesso entre a galera é ser surpreendido com belos cenários.

Viver é a maior viagem. Fantasia sem limite
Erika Manhatys*

“O uso das viagens serve para regular a imaginação por meio da realidade, e assim, em vez de imaginar como as coisas talvez sejam, você vê como elas realmente são.”

Foz do Iguaçu desponta como roteiro ideal par a idosos (Christian Knepper/MTur/Divulgação - 28/2/06 )
Foz do Iguaçu desponta como roteiro ideal par a idosos


Um mundo sem fronteiras é o sonho de qualquer alma viajante, e para descobrir os encantos que existem por aqui não há idade, não há limitações além daquelas criadas pela mente. E para aqueles que sabem desfrutar o melhor da vida, também sabem que a idade é um número que anda cada vez mais desvalorizado, prestes a levar à falência quem se agarra a ele.


Viajar faz bem à alma e à saúde, “a viagem dá no mínimo mais um ano ou dois de vida. Eles (idosos) vão ganhar vida”, diz Celso Kaufman, empresário de 79 anos. Para ele, sair de casa e percorrer novos caminhos ainda é o melhor remédio. “Velho tem é que sair de casa”, diz entre risadas. Kaufman tem uma larga experiência em viagens, já que visitou países nos cinco continentes, e, entre os amigos, se tornou uma espécie de consultor.


Com as novas tendências de estilo de vida, os idosos têm mesmo preferido as ruas ao conforto de casa. E para atender a esse público, que anda bastante antenado, o mercado turístico está se adequando para conceber produtos que atendam às necessidades e exigências da terceira idade. Que o diga Aurélio Rovo, 76, que costumava viajar sozinho, mas mudou o hábito: “minha mulher proibiu”, brinca. “Agora, prefiro ir com os amigos ou com a família. É melhor viajar reunido com os coroas, que são gente boa, a gente se diverte. E velho é bom estar em conjunto, porque estamos sempre propensos a ter um treco. Então, estar bem assistido é mesmo fundamental”, diz o aposentado, que viajou recentemente para o Rio de Janeiro, com a mulher e um grupo da terceira idade.

Aurélio Rovo e Maria Lúcia: %u201Cé bom estar em conjunto%u201D (Arquivo pessoal)
Aurélio Rovo e Maria Lúcia: é bom estar em conjunto


Não fugindo à regra, a porta de entrada de nosso país, o nosso litoral, é um dos destinos queridinhos da galera experiente. “Existe uma certa preferência que são destinos de praia, na sua grande maioria. O diferencial na escolha do destino será a programação”, explica Junior Lins, diretor executivo da agência de viagens Bancorbrás.


Para muito além de desejar ver belos cenários, o viajante da melhor idade quer ser surpreendido e envolvido pelo destino escolhido. Por essa razão, os resorts são uma boa pedida. “Com ampla gama de programação já definida, os resorts trabalham com sistema all inclusive, bebidas incluídas. Há equipe que monitora a recreação, existem atividades noturnas temáticas, como jantares dançantes. O grupo não dispersa tanto, todos participam das opções de lazer ofertadas”, diz Junior.


De acordo com o representante da agência, há outros destinos brasileiros que despontam como ideais para os idosos. Ambos na região Sul, Foz do Iguaçu e Gramado encantam por sua beleza natural. “A contemplação de natureza que é bem exuberante, as cataratas, além da possibilidade de visitar três países em um único dia. Tudo isso é chamariz de Foz. E Gramado por si só é um case de sucesso para o turismo nacional”.


* Estagiária sob supervisão de Taís Braga

Comentários para "Fantasia sem limite":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório