×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 26 de maio de 2022

Justiça de Honduras determina pena de 30 a 50 anos para assassinos de Berta Cáceres

Justiça de Honduras determina pena de 30 a 50 anos para assassinos de Berta CáceresFoto: Brasil de Fato

Bertha Zuñiga, filha da liderança indígena, comenta sentença sobre o caso: "O caminho não termina aqui"

Camila Parodi E Zoe Pc Marcha Noticias | Peoples Dispatch - Brasil D Fato - 03/12/2019 - 12:02:57

O caso de Berta Cáceres, liderança indígena e popular assassinada há 3 anos, segue em pauta na justiça de seu país, Honduras. Nesta segunda-feira (02), a Suprema Corte hondurenha anunciou a sentença de cada um dos sete envolvidos no assassinato. Entre eles, um funcionário e um ex-funcionário da empresa hidrelétrica DESA, responsável pelo projeto hidrelétrico Agua Zarca, ao qual a líder e as comunidades indígenas lenca sempre se opuseram, e membros das Forças Armadas.

Com a sentença, a Corte individualizou a pena de cada um dos condenados – sob protestos da família e dos movimentos indígenas e populares – e agora deve determinar novas investigações sobre o assassinato para incluir os autores intelectuais do crime.


Quatro dos condenados, Elvin Rápalo, Óscar Torres Velásquez, Edilson Duarte e Henry Hernández, cumprirão pena de 34 anos pela execução do assassinato de Berta Cáceres, mais 16 anos e 4 meses pela tentativa de assassinato de Gustavo Castro.

Outros dois, Sergio Ramón Rodríguez e Douglas Bustillo, cumprirão pena de 30 anos e 6 meses como coautores. Mariano Díaz, ex-oficial do Exército, também foi condenado e cumprirá pena de 30 anos por omissão.

Embora o Ministério Público tenha anunciado publicamente diversas vezes que continua investigando o caso, até a data não foram decretadas mais ordens de prisão por autoria intelectual, a não ser de David Castillo, presidente da DESA, que cumpre prisão preventiva a mais de um ano e meio sem que seu caso avance para um julgamento.

Nesse sentido, o Conselho Cívico de Organizações Populares e Indígenas de Honduras (Copinh), organização indígena coordenada por Berta Cáceres, sustenta a exigência de uma justiça integral e espera que a justiça determine também as prisões dos autores intelectuais do crime.

Em diálogo com os portais Peoples Dispatch e Marcha , Bertha Zuñiga, atual coordenadora do COPINH e filha de Berta Cáceres, comenta esta nova fase do julgamento e possíveis desfechos.

Comentários para "Justiça de Honduras determina pena de 30 a 50 anos para assassinos de Berta Cáceres":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Livro de Pochmann aborda abandono de projetos de país e ‘cancelamento do futuro’

Livro de Pochmann aborda abandono de projetos de país e ‘cancelamento do futuro’

Professor e economista reflete sobre transformações truncada do país e sua reprodução de um “passado trágico”

Aprenda a sentir medo sem ser controlado por ele

Aprenda a sentir medo sem ser controlado por ele

Livro do escritor e ativista Gareth Higgins chega ao Brasil pela Latitude, selo da VR Editora

10 artistas que emplacaram apenas uma música de sucesso

10 artistas que emplacaram apenas uma música de sucesso

Ter uma carreira estável na música é bastante difícil, e esses artistas, infelizmente, não conseguiram manter o sucesso com novos trabalhos

Relançamento da coletânea 'Exílios e Poeiras' traz obra menos conhecida de Joyce

Relançamento da coletânea 'Exílios e Poeiras' traz obra menos conhecida de Joyce

Há notas melancólicas também nos 36 poemas que Joyce publicou em seu primeiro livro

Livro reúne 70 obras do pintor José Antonio da Silva

Livro reúne 70 obras do pintor José Antonio da Silva

Trata-se de uma obra fundamental para conhecer aspectos da vida e obra de Silva raramente explorados em outras publicações.

Revista portuguesa publica artigo de Juiz do TJDFT sobre inovação

Revista portuguesa publica artigo de Juiz do TJDFT sobre inovação

No texto, o magistrado do TJDFT trata da abordagem do New Public Service, no âmbito dos estudos ligados à Administração

Verdades que ninguém te conta: A importância de falar sobre a maternidade real

Verdades que ninguém te conta: A importância de falar sobre a maternidade real

Livro recém-lançado pela Editora MOL em parceria com a Tip Top reúne relatos de mulheres sobre os desafios reais que chegam com a vida de mãe, como as mudanças no corpo e os julgamentos externos

Bolsonaro veta integralmente Lei Aldir Blanc, que previa R$ 3 bilhões anuais ao setor cultural

Bolsonaro veta integralmente Lei Aldir Blanc, que previa R$ 3 bilhões anuais ao setor cultural

Texto de autoria da deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) calcula que medida alcançaria 4.176 municípios brasileiros

Cópia restaurada de 'Deus e o Diabo na Terra do Sol' será exibida em Cannes

Cópia restaurada de 'Deus e o Diabo na Terra do Sol' será exibida em Cannes

A última versão digitalizada do filme é de 2002 e tem qualidade inferior à atual

Autora estreante lança livro criado a partir do desejo de se comunicar durante a pandemia

Autora estreante lança livro criado a partir do desejo de se comunicar durante a pandemia

“Quando escrevo, é para me lembrar da esperança que eu mesma sei que tenho”, diz Nathália Ferreira

Eu acredito no livro!

Eu acredito no livro!

Numa necessidade rápida, até podemos contar com um trago de águas quase podres, mas para a vida, para beber água viva, o livro é o único lugar onde nos encontraremos com a civilização, com o melhor dela