×
ContextoExato
Responsive image

Nos cafezais, também brota o turismo

Nos cafezais, também brota o turismoFoto: Selva Bizarria/Divulgação

Região conhecida como Mantiqueira de Minas recebe turistas atraídos pela simplicidade do campo e pelo melhor café do mundo

Por Tatiana Py Dutra - Jornal Destak - 26/06/2019 - 21:13:33

É uma notícia que vem se espalhando à moda mineira, sestrosa mas orgulhosamente. No sul de Minas Gerais, em meio à Serra Mantiqueira, planta-se o melhor café do Brasil e um dos melhores do mundo.

Foi de uma das fazendas do Grupo Sertão, em Carmo de Minas, que saiu, em 2005, o grão vencedor do prêmio Cup of Excellence, que avalia café especiais cultivados no mundo todo. A nota do produto - 95,85 pontos, numa escala que vai até 100 – jamais foi igualada.

A excelência do produto, vendido para o mundo todo pela Nespresso, despertou a curiosidade de baristas, produtores e compradores do Exterior. Há cerca de sete anos, os donos da fazenda e da fabricante de cafés começaram a convidar clientes para visitar as plantações. Depois, a experiência foi ampliada ao público em geral.

"Muita gente gosta de coisas simples, como ver o pôr do sol na fazenda", diz Hélcio Carneiro Pinto, um dos sócios do Grupo Sertão.

Nascia a Rota do Café, que hoje já atrai cerca de 200 turistas por mês. O sistema funciona sem agências ou intermediários. É o Café Unique, uma das empresas do Grupo Sertão, que centraliza os pedidos de visitação, na vizinha São Lourenço, conhecida por suas águas medicinais.

É de lá que os turistas saem, em vans, para conhecer as fazendas de Carmo de Minas. Na IP, o turista é apresentado aos métodos de produção, secagem e torra do café. Na Sertão, privilegia-se a história: a sede foi transformada em um museu no qual o acervo familiar conta a trajetória centenária da produção do café especial na região.

Em ambas, é impossível não se encantar com o cenário, que além das lavouras de café, exibe áreas de preservação, nascentes de rios e as exuberantes montanhas da Mantiqueira. Elas podem ser melhor apreciadas nos mirantes estrategicamente instalados nas propriedades, e também em passeios de balão.

A culinária típica mineira é outro atrativo turístico. Os passeios às fazenda incluem coffee breaks com pães de queijo, broas de milho, goiabada, queijo e, claro, muito café. Aliás, a bebida é usada também em tratamentos estéticos de relaxantes oferecidos em um SPA instalado no Parque das Águas, em São Lourenço.

Para conhecer esse recanto cafeeiro, basta acessar o site da Unique Cafés .

Comentários para "Nos cafezais, também brota o turismo":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
...