×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 02 de julho de 2022

Para especialista, inverno reforça a combinação de queijos e vinhos

Para especialista, inverno reforça a combinação de queijos e vinhosFoto: Divulgação

Para exemplificar esse cenário, Kambilis traz alguma das harmonizações mais clássicas

Dino - Estadão Conteúdo - 21/06/2022 - 16:01:12

Com a chegada do inverno no dia 21 de junho, os hábitos de consumo alimentares da sociedade tendem a mudar focando mais em produtos específicos da época do ano, como caldos, sopas, queijos e vinhos.

Em 2020, por exemplo, a venda de vinhos aumentou 30% em relação ao ano anterior, segundo dados concedidos ao G1 pelo Ideal Consulting, empresa especializada na medição de comércios.


Analisando esse cenário, para Fernanda Kambilis, gerente da Banca do Ramon, e-commerce especializado no ramo de alimentos e bebidas, essa época do ano reforça o consumo de tais produtos uma vez que os meses de inverno desencadeiam mudanças biológicas que estimulam a fome e aumentam os desejos por alimentos mais calóricos.

“Alguns pesquisadores acreditam que o clima frio pode desencadear uma relíquia evolutiva nos seres humanos para engordar e sobreviver a condições ambientais difíceis, como muitos outros animais fazem”, explica.


Por isso, para ela, uma das melhores combinações para se consumir na estação é vinho e queijo. “O lado positivo desses produtos é que há uma grande variedade de sabores disponíveis no mercado, por isso, as harmonizações podem ser a mais variadas atingindo todos os paladares”.


Para exemplificar esse cenário, Kambilis traz alguma das harmonizações mais clássicas: queijo parmesão com vinho Cabernet Sauvignon. “Sem dúvidas essa combinação é a que mais vende, pois são perfeitos para sustentar o sabor pronunciado e o alto teor de gordura, entretanto, quando se fala em parmesão, ainda é possível pensar em vinhos brancos como Pinot Grigio ou Sauvignon Blanc”, afirma.

Já para queijos maturados ou semi-maturados como Suíço e Cheddar, Kambilis realça que o ideal são vinhos de médio corpo e levemente frutados como Merlot ou Pinot Noir. “Os queijos azuis, no entanto, acompanham melhor vinhos de colheita tardia e fortificados, tais como Riesling para Roquefort e Gorgonzola. Porém, se ainda preferir os tintos, o ideal é Merlot ou Shiraz”.

Para os queijos frescos, os vinhos leves, frescos, frutados e com acidez mais elevada são sempre a melhor opção. “Para o Brie, por exemplo, o Chardonnay é o mais indicado, assim como para o Camembert também. Já para Muçarela, o ideal é contar com Sauvignon Blanc”, explica.

Finalizando com os queijos duros e semiduros como Gryère, Gouda e Provolone, Kambilis traz a indicação de vinhos mais encorpados e menor acidez, como Malbec (tinto) e Sauvignon Blanc (branco). “O queijo Gouda pode contar mais com Merlot mas ainda vai bem com o Malbec, já o Provolone, com seu sabor forte, harmoniza bem com Shiraz e Pinot Noir”.


Para saber mais, baste acessar: https://www.bancadoramon.com.br/

Website: https://www.bancadoramon.com br/


Comentários para "Para especialista, inverno reforça a combinação de queijos e vinhos":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Destilaria de Santa Catarina participa de concurso em Singapura e conquista duas medalhas

Destilaria de Santa Catarina participa de concurso em Singapura e conquista duas medalhas

Destilaria de Santa Catarina participa pela primeira vez de concurso renomado do setor de bebidas em Singapura e conquista duas medalhas de bronze

Alimentação equilibrada: É preciso ter cuidado com os

Alimentação equilibrada: É preciso ter cuidado com os "lanchinhos diários"

O ideal é priorizar produtos sem açúcar e com nutrientes que contribuem para a saúde

Festival Nacional Mel, Chorinho e Cachaça movimenta o Ceará

Festival Nacional Mel, Chorinho e Cachaça movimenta o Ceará

Promoção será nos dias 16, 17 e 18 próximos

Maior queijo do mundo será produzido em Ipanema, Minas Gerais

Maior queijo do mundo será produzido em Ipanema, Minas Gerais

Produção do queijo, doce de leite e queimadinha

Dia Mundial do vinho Chardonnay foi celebrado em 27 de maio

Dia Mundial do vinho Chardonnay foi celebrado em 27 de maio

O Chile produz vinhos que, de forma geral, possuem um estilo que agradam ao paladar do brasileiro

Farinha de mandioca da Amazônia: Produção artesanal e floresta em pé

Farinha de mandioca da Amazônia: Produção artesanal e floresta em pé

No Amazonas, produção de farinha de mandioca é símbolo da identidade cultural e fonte de renda para as famílias

A busca pela saúde por meio da alimentação aumenta no mercado

A busca pela saúde por meio da alimentação aumenta no mercado

É fato que o desejo pela longevidade é o principal motor de muitas das instituições da sociedade durante sua história

Dia do Hambúrguer: TABASCO e Chef Júnior Marinho indicam receita

Dia do Hambúrguer: TABASCO e Chef Júnior Marinho indicam receita

O queridinho dos brasileiros ganha uma versão com hambúrguer de linguiça apimentado pelo molho de pimenta TABASCO®

Três enotrips obrigatórias para os amantes do vinho

Três enotrips obrigatórias para os amantes do vinho

Agência Abreu indica roteiros fabulosos pela Europa para provar os melhores vinhos do mundo

Batata frita de Marechal Hermes agora é Patrimônio Cultural Material do Estado do RJ

Batata frita de Marechal Hermes agora é Patrimônio Cultural Material do Estado do RJ

Comerciante Ademar Moreira vende a tradicional batata frita em frente à estação de trem há mais de 30 anos

Alimentação decolonial: Tradições quilombolas mudam forma de cozinhar da chef Aline Guedes

Alimentação decolonial: Tradições quilombolas mudam forma de cozinhar da chef Aline Guedes

Pesquisadora segue uma transformação processual das referências colonizadoras da cozinha eurocêntrica