×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 22 de maio de 2022

PF mira licitação com cartas marcadas de R$ 1,8 mi para combate ao coronavírus no Amapá

PF mira licitação com cartas marcadas de R$ 1,8 mi para combate ao coronavírus no AmapáFoto: Polícia Federal

Operação Expurgo cumpre sete mandados de busca e apreensão em Macapá, em residências de empresários, e na sede da Secretaria Municipal de Saúde de Santana

Estadão Conteúdo - 11/05/2020 - 10:59:37

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta segunda, 11, a Operação Expurgo para investigar irregularidades em contratação direta, no valor de R$ 1,8 milhões, para prestação de serviços de limpeza, desinfecção e assepsia no combate ao novo coronavírus no município de Santana, na região metropolitana de Macapá (AP). Segundo a PF, há indícios de direcionamento na licitação, sendo que o esquema fraudulento teria contado com a participação de um funcionário da Secretaria de Estado de Desenvolvimento das Cidades.

Operação Expurgo. Foto: Polícia Federal

Cerca de 30 policiais federais cumprem sete mandados de busca e apreensão em Macapá, em residências de empresários, e na sede da Secretaria Municipal de Saúde de Santana (SEMSA/PMS).

Segundo a Polícia Federal, foram apreendidos R$10,8 mil na casa da Secretária de Saúde de Santana. Já na casa da proprietária da empresa investigada foram apreendidos três mil e trezentos dólares e 210 euros.

Operação Expurgo. Foto: Polícia Federal

A PF indicou, em nota, que o nome da operação ‘faz menção à eliminação ou expulsão de alguma substância nociva – o coronavírus – ou de um grupo de pessoas consideradas inconvenientes’.

Segundo a Polícia Federal, empresários foram aliciados para participarem de esquema em fraude à licitação, por meio de apresentação de propostas com valor acima do mercado, com o objetivo de direcionamento do certame à determinada empresa já previamente escolhida.

A contratação, pela Secretaria de Saúde de Santana, de empresa especializada para a prestação de serviços de limpeza, conservação e higienização em ambiente hospitalar e com fornecimento de material e equipamentos foi realizada por meio de dispensa de licitação, indicou a PF.

Operação Expurgo. Foto: Polícia Federal

O contrato tem valor de mais de R$ 1,8 milhão, recursos oriundos de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) celebrado com o Ministério Público Federal.

A Polícia Federal indicou ainda que o esquema fraudulento teve participação de um funcionário da Secretaria de Estado de Desenvolvimento das Cidades (SDC), que seria o responsável pelo contato inicial com os empresários, atuando como interposta pessoa do órgão de saúde.

Segundo a PF, os investigados poderão responder pelos crimes de fraude à licitação, peculato e participação em organização criminosa, cujas penas, somadas, chegam a 24 anos de reclusão.

Operação Expurgo. Foto: Polícia Federal

Operação Expurgo. Foto: Polícia Federal

Operação Expurgo. Foto: Polícia Federal

Operação Expurgo. Foto: Polícia Federal

Comentários para "PF mira licitação com cartas marcadas de R$ 1,8 mi para combate ao coronavírus no Amapá":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Projeto da ONU busca preservar a floresta amazônica no Maranhão

Projeto da ONU busca preservar a floresta amazônica no Maranhão

Unep Grid Arendal/Riccardo Pravettoni Plantações na Amazônia brasileira

Crise climática pode ser combatida com monetização de reflorestamento

Crise climática pode ser combatida com monetização de reflorestamento

Brasil tem vantagem competitiva com créditos de carbono

“É difícil lidar com um sistema que engessa a gente”, diz curadora indígena que deixou o Masp

“É difícil lidar com um sistema que engessa a gente”, diz curadora indígena que deixou o Masp

Sandra Benites pediu demissão do museu depois que seis fotos sobre o MST e a luta indígenas foram vetadas de uma mostra

Como os indígenas preservam o pirarucu

Como os indígenas preservam o pirarucu

Comunidades adotam o plano de manejo que gera renda e salva o gigante amazônico da extinção

Santa Catarina é destaque na geração de empregos no país

Santa Catarina é destaque na geração de empregos no país

Ampla oferta não garante contratação imediata

Pandemia evidencia violação de direitos humanos na agropecuária

Pandemia evidencia violação de direitos humanos na agropecuária

Antes da crise sanitária, 19,2% do total de pessoas empregadas na América Latina já estava em emprego rural

Biogás ganha protagonismo no setor de energia do Brasil através de investimentos e novas regulações

Biogás ganha protagonismo no setor de energia do Brasil através de investimentos e novas regulações

Segundo associações de gás brasileiras, 25 novas usinas têm orçamento de mais de R$ 55 bilhões para, até 2030, ofertar 30 milhões de m3/dia do combustível. O biogás também é uma alternativa para volatilidade do preço do óleo diesel.

Mais de 20% de médicos recém-formados migram para outros estados

Mais de 20% de médicos recém-formados migram para outros estados

'A migração interna de médicos é determinada por questões econômicas, sociais e demográficas, há fatores individuais e profissionais associados à decisão de mudar', afirma Mauro Ribeiro, presidente do CFM

Grupo MM fala dos desafios do mercado de eventos na retomada ao mundo presencial

Grupo MM fala dos desafios do mercado de eventos na retomada ao mundo presencial

O desafio agora, segundo Meire é reformatar o mercado, a partir das novas ferramentas e tecnologias que foram criadas durante a pandemia

Ibama remove servidor que investigou maus tratos a girafas no RJ; Categoria denuncia retaliação

Ibama remove servidor que investigou maus tratos a girafas no RJ; Categoria denuncia retaliação

Mudança de cargo foi determinada por militar indicado por Bolsonaro; servidores veem desmonte da fiscalização

Projeto visa criar florestas economicamente sustentáveis

Projeto visa criar florestas economicamente sustentáveis

No projeto, o planejamento de restauro das florestas originais das comunidades atendidas já foi iniciado.