×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 02 de julho de 2022

Projeto leva saúde oftalmológica e atendimento psicossocial a jovens da rede pública

Projeto leva saúde oftalmológica e atendimento psicossocial a jovens da rede públicaFoto: Divulgação Instituto Brasil Adentro

A previsão é de que, pelo menos, 20 escolas, e 15 mil alunos serão beneficiadas pelo Ver Melhor Educa + até o final do projeto.

Instituto Brasil Adentro - 18/06/2022 - 06:18:21

Idealizado pelo Instituto Brasil Adentro para levar saúde oftalmológica e atendimento psicossocial, o Projeto Ver Melhor Educa + buscar dar perspectivas de um futuro de esperança a jovens estudantes da rede de ensino público do Distrito Federal. A ação teve início em dezembro de 2021 e já alcançou mais de 12 mil jovens de 15 a 29 anos do Ensino Médio das escolas públicas e egressos do EJA, contemplando as Regiões Administrativas do Distrito Federal como São Sebastião, Gama, Samambaia, Santa Maria e Planaltina. Com cerca de dois meses de campanha pela frente e muita qualidade de vida a compartilhar, o projeto está, agora, em Ceilândia, atuando em Centros Educacionais e Centros de ensino Médio como o CED 07, CED 11, CEM 02, CEM 03, CEM 04 e CEM 12, chegando a cerca de 5800 estudantes. A previsão é de que, pelo menos, 20 escolas, e 15 mil alunos serão beneficiadas pelo Ver Melhor Educa + até o final do projeto.

“Enxergar bem vai além da saúde. É essencial para que esses jovens possam, literalmente, enxergar mais longe, tirar o melhor proveito dos estudos e avistar maiores oportunidades de trabalho e renda, favorecendo sua inclusão produtiva”, explica Lucas Calazans, presidente do Instituto.

Acordada as visitas diretamente às escolas, a equipe entra em ação para organizar tudo, de forma a afetar minimamente a rotina escolar. Mediante cadastramento, e sempre com o assentimento dos alunos, são oferecidos, ao longo de três dias (a depender da quantidade de alunos de cada escola), encontros de sensibilização, acolhimento e saúde. São quatro atividades principais: palestra sobre Saúde Mental; atendimento psicossocial e construção de Plano de Futuro; mutirão de atendimentos com triagem para acuidade visual e, por fim, consulta com médico oftalmologista e doação de óculos de grau, nos casos de indicação.

O projeto conta com tecnologia para confeccionar os óculos imediatamente, garantindo que o aluno já vá para casa enxergando melhor! Já em casos de detecção de condições mais complexas, como glaucoma, catarata e retinopatia diabética, os alunos são encaminhados ao SUS.

Até o momento, 19 escolas do Distrito Federal receberam o Ver Melhor Educa +. Do universo de 15 mil atendimentos a serem ofertados pelo Projeto, 12.300 já foram cadastrados. Após a triagem, mais de 2.600 alunos passaram por consultas e, desses, mais de 2.300 já estão usando os seus óculos. Uma das beneficiadas foi a jovem Natália Rodrigues que, recentemente, havia pago R$385,00 por um par de óculos aviados, a partir apenas de exames de acuidade visual e não consulta oftalmológica. “Quando eu vi a ótica montada na escola já pensei: ‘vou ter que me endividar de novo. Na minha cabeça seria tudo pago, mas é tudo de graça, e com exames completos e muito bons. Na escola, muita gente tem um problema de vista e aqui a gente pôde identificar”, compartilhou, já de posse de seus novos e estilosos óculos, com armações grandes, arredondadas e aros vermelhos.

As palestras sobre Saúde Mental, e os atendimentos individuais, têm tido boa aceitação e alcançaram, até o momento, 3.917 jovens. A metodologia desta parte do projeto contempla três pilares: identificar, sensibilizar e despertar, respectivamente. Em IDENTIFICAR, é feito o mapeamento do perfil socioeconômico dos jovens para a construção da cartografia social, um importante instrumento para apoiar políticas públicas para juventude. No SENSIBILIZAR, são realizadas palestras, além dos atendimentos psicossociais por equipe formada por psicólogos, pedagogos e assistente social. Em DESPERTAR, inicia-se a construção do Plano de Futuro, onde os jovens respondem a um questionário e são estimulados a traçar um plano de ação para atingir suas metas, fazendo um planejamento a curto prazo com o objetivo de causar transformação de atitude e trazer novas esperanças para o futuro.

Apesar do pouco tempo de convívio entre a equipe multidisciplinar e os alunos, o encontro tem tocado os jovens, principalmente no sentido de um despertar de consciência. Pertencentes, em grande parte, a uma realidade repleta de vulnerabilidades e carências, acrescida de uma grande carga de estresse acumulada durante a pandemia, eles têm tido a oportunidade de tocar em um assunto muitas vezes dolorido e temido para a maioria deles: o futuro. “Estamos muito satisfeitos com as trocas e resultados que temos presenciado. Acreditamos que é um passo importante para a construção de uma geração saudável emocionalmente, com os jovens aprendendo a lidar com os próprios sentimentos e inseguranças, preparando-se para seguir adiante, com planejamento e esperança. Eles têm o direito de sonhar e precisam acreditar nisso”, afirma Glaucia Fullana, coordenadora pedagógica do Instituto Brasil Adentro.

O projeto Ver Melhor Educa +, Uma janela para Inclusão Produtiva, é uma parceria com a Secretaria Nacional de Juventude, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, por meio do Termo de Fomento nº 905559/2020.

Instituto Brasil Adentro

Criado em 2005, o Instituto Brasil Adentro é uma entidade privada, sem fins lucrativos, que surgiu com o objetivo de desenvolver e executar projetos que promovam atividades educativas, esportivas, culturais, sociais e ambientais, visando a educação e o desenvolvimento humano, o aprimoramento institucional e empresarial brasileiro, a integração entre comunidades, o resgate e preservação dos acervos culturais e artísticos, a educação e desenvolvimento profissional e a preservação ambiental em todo o país.

Serviço

VER MELHOR EDUCA +

SITE: https://brasiladentro.org.br/ver-melhor-educa-mais/

Comentários para "Projeto leva saúde oftalmológica e atendimento psicossocial a jovens da rede pública":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Documentário alerta adolescentes sobre os riscos do cigarro eletrônico

Documentário alerta adolescentes sobre os riscos do cigarro eletrônico

Exibição do filme nesta terça-feira (28), no Creas Estrutural

A cada hora, 3 brasileiros sofrem amputação de pernas ou pés

A cada hora, 3 brasileiros sofrem amputação de pernas ou pés

O diabetes é uma das principais causas da amputação de membro inferior

Cuidado: A automedicação pode levar à morte

Cuidado: A automedicação pode levar à morte

Dr. Gustavo Eder Sales explica os riscos de se automedicar por meio de pesquisas na internet

14 dúvidas comuns sobre maconha medicinal

14 dúvidas comuns sobre maconha medicinal

A médica Jessica Durand esclarece as dúvidas mais frequentes dos pacientes sobre maconha medicinal

Alerta: Os riscos psicológicos da adultização da infância

Alerta: Os riscos psicológicos da adultização da infância

Psicanalista alerta que esse comportamento pode ocasionar encurtamento da infância e sexualização precoce

Lapsos de memória podem não significar doença mental, diz a psiquiatra Danielle H. Admoni

Lapsos de memória podem não significar doença mental, diz a psiquiatra Danielle H. Admoni

Situações de estresse aumentam chances de "efeito porta"

Brasil Trading Fitness Fair se transforma e vira plataforma de oportunidades

Brasil Trading Fitness Fair se transforma e vira plataforma de oportunidades

Em 2019, a BTFF reuniu mais de 70 mil visitantes, gerando R$ 80 milhões em negócios

Tabus da saúde masculina são desafio contra a automedicação

Tabus da saúde masculina são desafio contra a automedicação

No combate à automedicação, o diagnóstico e acompanhamento médico por meio de plataforma digital é uma opção para garantir o acesso a tratamentos cientificamente comprovados para doenças masculinas

Se já testei positivo para Covid-19 posso doar sangue?

Se já testei positivo para Covid-19 posso doar sangue?

Quem adquiriu covid-19 sintomática, mesmo que leve, deve esperar 10 dias após a plena recuperação de todos os sintomas para poder realizar a doação de sangue

Amamentação: Tão particular e tão universal

Amamentação: Tão particular e tão universal

Ah, e claro: ajude a defender o direito de amamentar em qualquer lugar, numa boa, porque já tem confusão demais nisso

Empresas que investem em saúde mental tem índice de bem-estar melhor que média nacional

Empresas que investem em saúde mental tem índice de bem-estar melhor que média nacional

Criado pelo Zenklub, o Índice de Bem-Estar Corporativo (IBC) permite que as empresas tenham um panorama do bem-estar de seus colaboradores