×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 17 de janeiro de 2022

Sem verba, monitoramento do desmate no Cerrado está prestes a ficar às cegas

Sem verba, monitoramento do desmate no Cerrado está prestes a ficar às cegasFoto: Reprodução Wikipedia

Não se pode dizer que o fim do financiamento foi uma surpresa para o MCTI.

Estadão Conteúdo - 08/01/2022 - 19:04:23

O Brasil está prestes a ficar às cegas no monitoramento do desmate no Cerrado. Sem verbas, o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) fará o acompanhamento até abril. Depois disso, a evolução da degradação do segundo maior bioma da América do Sul será uma incógnita para o País. A equipe técnica responsável por esse trabalho já foi desmobilizada.

A causa é o fim do financiamento de um programa do Banco Mundial que mantinha o monitoramento funcionando, e os cortes no orçamento do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), responsável pelo instituto. Além da importância em biodiversidade, o Cerrado é o local de nascente de importantes bacias hidrográficas do continente sul americano, mas é também uma região sob pressão da expansão agropecuária.


"Sem recursos não há como manter a equipe, mas havendo novos recursos ela pode ser remobilizada", diz Luiz Aragão, chefe da Divisão de Observação da Terra e Geoinformática do INPE. "Mas, o tempo de mobilização é crítico, principalmente para o Deter Cerrado que faz o monitoramento contínuo, mas estamos tentando buscar caminhos para a manutenção."

Não se pode dizer que o fim do financiamento foi uma surpresa para o MCTI.

O projeto FIP Monitoramento Cerrado, mantido com verbas do Banco Mundial, foi iniciado em 2016. Desde então mais de 700 pessoas foram capacitadas e cerca de 30 artigos científicos foram publicados no Brasil e no exterior. Em maio do ano passado, durante evento de treinamento, a representante do banco Bernadete Lange afirmou a coleta e monitoramento de dados sobre o Cerrado teria que prosseguir mesmo sem o auxílio financeiro e que esperava que isso acontecesse com fundos próprios do governo brasileiro. Procurado, o MCTI não se manifestou.

Por definição da gestão do presidente Jair Bolsonaro, a pasta teve corte de 87% em seu orçamento em 2021. A queda foi de R$ 690 milhões para R$ 89,8 milhões, afetando pesquisas de diferentes áreas e cientistas que já contavam com a verba para seus estudos.


O Ministério da Economia decidiu dividir os recursos que iriam integralmente para ciência e tecnologia com outros seis ministérios. O maior beneficiário das mudanças foi o Ministério do Desenvolvimento Regional, que irá receber R$ 252,2 milhões, seguido pela Agricultura e Pecuária com R$ 120 milhões, o Ministério das Comunicações com R$ 100 milhões. A Educação recebeu R$ 50 milhões e a pasta da Cidadania ficou com outros R$ 28 milhões.


A solicitação da Economia foi negociada para atender a interesses de deputados e senadores, que pediram o deslocamento da verba para outras áreas.


Segundo dados do PRODES Cerrado divulgados no último dia 31, o Cerrado perdeu 8.531,44 km² de vegetação de agosto de 2020 a julho de 2021. Essa foi a maior extensão devastada desde 2016. Os estados que mais desmataram foram Maranhão (2.281,72 km²), Tocantins (1.710,55 km²), Bahia (925,11 km²) e Goiás (920,45 km²).


fonte: Estadão Conteudo


Comentários para "Sem verba, monitoramento do desmate no Cerrado está prestes a ficar às cegas":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Equador ratificou a criação da nova Reserva Marinha de Galápagos anunciada na COP26

Equador ratificou a criação da nova Reserva Marinha de Galápagos anunciada na COP26

A reserva marinha recentemente criada adiciona 60 mil quilômetros quadrados à Reserva Marinha de Galápagos

Aquecimento global obriga Brasil a se preparar melhor para prevenir desastres

Aquecimento global obriga Brasil a se preparar melhor para prevenir desastres

Há uma semana, Pará de Minas, na Grande Belo Horizonte, pediu aos moradores abaixo da Usina do Carioca para deixarem suas casas. Havia risco iminente de rompimento.

Estado inicia análise das informações de 31 barragens em nível de emergência de Minas

Estado inicia análise das informações de 31 barragens em nível de emergência de Minas

Relatório será elaborado para cada uma das estruturas de contenção

Xinjiang da China vê aumento significativo em terras ecologicamente funcionais

Xinjiang da China vê aumento significativo em terras ecologicamente funcionais

Foto aérea tirada em 15 de junho de 2021 mostra a vista do pasto do verão na Montanha Barlik no distrito de Yumin, Região Autônoma Uigur de Xinjiang.

Energia solar é foco de projetos sustentáveis no Brasil

Energia solar é foco de projetos sustentáveis no Brasil

Em relação ao cenário nacional, o Brasil, no ano de 2021, entrou para o ranking dos 15 países com maior capacidade de energia solar do planeta, a previsão é a de que em 2022 os investimentos no setor cresçam ainda mais

Pesquisadores investigam comportamento agressivo de botos na Amazônia

Pesquisadores investigam comportamento agressivo de botos na Amazônia

Ataque de machos a filhotes, inclusive a recém-nascidos, não é comum

Um patrimônio natural ameaçado

Um patrimônio natural ameaçado

Chapada do Araripe tem mais de 180km e atravessa os estados de Pernambuco, Ceará e Piauí

Desmatamento muda forma de transmissão da malária, indicam estudos da USP

Desmatamento muda forma de transmissão da malária, indicam estudos da USP

Desenhando o estudo

China estabelecerá sistema nacional de jardim botânico

China estabelecerá sistema nacional de jardim botânico

Foto aérea tirada em 26 de setembro de 2021 mostra a vista da Estufa de Plantas Fuligong no Jardim Botânico de Kunming em Kunming, Província de Yunnan, sudoeste da China.

Ano Internacional busca proteger e recuperar destinos de montanhas

Ano Internacional busca proteger e recuperar destinos de montanhas

Alpinista nepalês e sua equipe juntaram 500 kg de lixo no Monte Manaslu do Nepal, a oitava montanha mais alta do mundo,

Começa hoje a vai até dia 8 o período de defeso do caranguejo-uçá

Começa hoje a vai até dia 8 o período de defeso do caranguejo-uçá

Captura fica proibida em 11 estados