×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 21 de maio de 2022

Supremo decide que não pagar ICMS é crime. Julgamento foi decidido por 7 votos a 3

Supremo decide que não pagar ICMS é crime. Julgamento foi decidido por 7 votos a 3Foto: Pública

O dispositivo definiu como crime tributário

Por André Richter - Agência Brasil Brasília - 18/12/2019 - 17:55:43

Por 7 votos a 3, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, hoje (18), considerar crime o não pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), devidamente declarado. O imposto é a principal fonte de receita dos estados, cobrado pela movimentação de mercadorias e serviços, devendo ser recolhido e repassado ao governo por uma empresa na venda de algum produto ou serviço.

Conforme a decisão, os responsáveis por empresas que não repassarem ao estado o valor recolhido de ICMS cobrado no preço de mercadorias poderão ser processados pelo crime de apropriação indébita tributária, com base no artigo 2º, inciso II, da Lei 8.137/90. Antes da decisão, a falta de pagamento não era reconhecida como crime tributário, mas como simples inadimplemento do valor.


O dispositivo definiu como crime tributário "deixar de recolher, no prazo legal, valor de tributo ou de contribuição social, descontado ou cobrado, na qualidade de sujeito passivo de obrigação e que deveria recolher aos cofres públicos".

Os ministros Luiz Fux, Luis Roberto Barroso e Alexandre de Moraes, durante sessão do STF que  retoma julgamento sobre o compartilhamento de dados bancários e fiscais.
Maioria dos ministros do STF acompanhou o voto do ministro Luis Roberto Barroso - Arquivo/Agência Brasil

A decisão deverá atingir os contribuintes que, de forma contumaz e com dolo de apropriação, deixaram de repassar o ICMS aos governos estaduais.

A pena prevista para o crime é de seis meses a dois anos de detenção, no entanto, são suspensas mediante o pagamento da dívida ou pela adesão a programas de refinanciamento de dívidas (Refis).

Votos

A maioria dos ministros seguiu voto do relator ministro Luís Roberto Barroso, na sessão de 11 de dezembro, primeiro dia do julgamento. No entendimento do ministro, o ICMS não faz parte do patrimônio da empresa, que é mera depositária do valor, devendo repassá-lo à Receita estadual.

O entendimento foi acompanhado pelos ministros Luiz Fux, Alexandre de Moraes, Rosa Weber, Edson Fachin, Cármen Lúcia e o presidente da Corte, Dias Toffoli.

Os ministros Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Marco Aurélio se manifestaram contra a criminalização, por entenderem que a conduta não foi tipificada na lei de crimes tributários, sendo apenas uma dívida fiscal.

Entenda

A Corte julgou um recurso de um empresário de Santa Catarina que declarou o recolhimento de R$ 30 mil de ICMS, mas não pagou o valor. O contribuinte foi acusado do crime de apropriação indébita tributária, mas foi absolvido na primeira instância da Justiça. Na sentença, o magistrado entendeu que não pagar ICMS é mero inadimplemento do imposto. Dessa forma, o empresário não pode ser processado criminalmente pelo fato.

Porém, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) mudou entendimento no caso e decidiu que o não pagamento do ICMS é crime de apropriação indébita tributária. Insatisfeita com a decisão, a defesa do comerciante recorreu ao STF. O processo julgado foi o RHC 163.334.

Dívidas

A possibilidade de punição criminal será uma das formas de estados que estão em dificuldades financeiras tentarem receber o ICMS devido.

O julgamento tratou da modalidade de ICMS-Próprio. De acordo com informações enviadas ao STF pelo Comitê Nacional de Secretários de Fazenda (Consefaz), todos os estados têm devedores contumazes do imposto, ou seja, contribuintes que não repassam o tributo estadual rotineiramente. Segundo o Consefaz, em 2018, o calote no Maranhão foi de R$ 4,6 bilhões, no Rio Grande do Sul, de R$ 2 bilhões, e de R$ 1 bilhão, no Rio de Janeiro.

Saiba mais

Edição: Fernando Fraga


Comentários para "Supremo decide que não pagar ICMS é crime. Julgamento foi decidido por 7 votos a 3":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Dia Mundial da Abelha lembra ação dos polinizadores para alimentação e saúde

Dia Mundial da Abelha lembra ação dos polinizadores para alimentação e saúde

Abelhas e outros insetos polinizadores apoiam a produção de alimentos para 2 bilhões de pequenos agricultores

Embaixadora dos Estados Unidos no Brasil 'garante' eleições justas, apesar de Bolsonaro

Embaixadora dos Estados Unidos no Brasil 'garante' eleições justas, apesar de Bolsonaro

O Senado dos EUA sabatinou, nesta quarta-feira (18), a diplomata Elizabeth Bagley. Ela foi questionada sobre as eleições no Brasil e a política ambiental do governo de Jair Bolsonaro.

Embaixadora americana indicada ao Brasil buscará colaborar para 'reduzir drasticamente desmatamento'

Embaixadora americana indicada ao Brasil buscará colaborar para 'reduzir drasticamente desmatamento'

Bagley falou em sua audiência para confirmação, no Comitê de Relações Exteriores do Senado americano.

Uso de máscara em aeroportos e voos não é mais obrigatório na Europa

Uso de máscara em aeroportos e voos não é mais obrigatório na Europa

Tal decisão foi confirmada e divulgada mundialmente por meio de um comunicado realizado pela Agência de Segurança da Aviação da União Europeia

Polícia investiga uso de estudantes de Medicina como 'mulas' do tráfico

Polícia investiga uso de estudantes de Medicina como 'mulas' do tráfico

Segundo o delegado, os traficantes pagam por volta de R$ 20 mil por quilo para comprar a droga e passam a comercializá-la no Brasil

"Democracia latino-americana está envenenada", afirma ex-presidente uruguaio Pepe Mujica

Em evento no Uruguai, o político aposentado cobrou uma união da população para barrar governos autoritários

Dia Internacional das Famílias destaca impacto da urbanização sobre os lares

Dia Internacional das Famílias destaca impacto da urbanização sobre os lares

A ONU marca em 15 de maio o Dia Internacional das Famílias com foco na urbanização e como melhorar a vida das pessoas nas cidades

Coreia do Norte confirma 21 novas mortes suspeitas de Covid-19

Coreia do Norte confirma 21 novas mortes suspeitas de Covid-19

Apesar das medidas restritivas para evitar a circulação de pessoas entre cidades, as descrições da mídia estatal norte-coreana indicam que a população não está confinada.

Espera de entrevista para visto norte-americano chega a 354 dias em SP

Espera de entrevista para visto norte-americano chega a 354 dias em SP

Nos demais consulados no país a demora é menor

"Sem Caribe, não há América": campanha busca visibilizar a necessidade da integração regional

Economista haitiano propõe uma "pedagogia das revoluções" como estratégia contra o domínio imperialista em toda a região

Filmes, livros e contos são recursos para quem quer saber mais sobre o Japão

Filmes, livros e contos são recursos para quem quer saber mais sobre o Japão

Conhecer alguns termos e palavras principais na língua japonesa também é uma forma de saber mais sobre o país, além de ajudar a se sentir mais próximo da cultura