×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 30 de junho de 2022

Bolsonaro veta integralmente Lei Aldir Blanc, que previa R$ 3 bilhões anuais ao setor cultural

Bolsonaro veta integralmente Lei Aldir Blanc, que previa R$ 3 bilhões anuais ao setor culturalFoto: No veto, o presidente alegou que o projeto é "inconstitucional e contraria ao interesse público" - Carolina Antunes/PR

Texto de autoria da deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) calcula que medida alcançaria 4.176 municípios brasileiros

Brasil De Fato | Brasília (df) - 05/05/2022 - 09:10:32

O presidente Jair Bolsonaro (PL) vetou integralmente a nova Lei Aldir Blanc, que previa o repasse anual de R$ 3 bilhões ao setor cultural. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (5). Pelo texto aprovado no Senado em março, a União repassaria o valor aos governos estaduais e municipais durante cinco anos.

Em seu veto, o presidente destacou que o projeto é inconstitucional e “contraria ao interesse público”. De autoria da deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ), o projeto de lei alcançaria 4.176 municípios de todas as 27 unidades da Federação, ou 75% das cidades do país. O setor estima que a proposta geraria 412 mil empregos.

Entenda: Virada na cultura: novas leis poderiam injetar R$ 6,8 bi para setor atacado por Bolsonaro

O dinheiro também poderia ser usado para aquisição de obras de arte, preservação, organização, digitalização do patrimônio cultural, construção ou reforma de museus, bibliotecas, centros culturais e teatros, aquisição de imóveis tombados para instalação de equipamentos culturais e manutenção de companhias e orquestras.

Essa é a segunda lei aprovada para fomentar o setor cultural que recebeu o nome do músico Aldir Blanc, que morreu por complicações da covid-19 em 2020. O primeiro projeto aprovado, conhecido como “Lei Aldir Blanc”, destinou R$ 3 bilhões de maneira emergencial para iniciativas culturais.

Lei Paulo Gustavo também foi vetada

Em abril, o Bolsonaro também vetou o projeto de lei chamado de "Lei Paulo Gustavo", que previa o repasse de R$ 3,86 bilhões em recursos federais a estados e municípios para o enfrentamento dos efeitos da pandemia da covid-19 no setor cultural. A informação foi divulgada no Diário Oficial da União.

O veto será apreciado nesta quinta-feira (5) no Congresso, no momento em que acontecem homenagens ao humorista Paulo Gustavo, um ano após a morte dele, também por covid-19.

Entre os argumentos apresentados pelo governo para o veto da proposta está que o projeto contrariava o interesse público já que criava uma despesa sujeita ao teto de gastos — regra que limita o crescimento da maior parte das despesas públicas à inflação.

Contexto: Lei Paulo Gustavo: Senado aprova R$ 3,8 bi para cultura, e texto vai à sanção presidencial

O Executivo apontou ainda que o PL não apresentaria "compensação na forma de redução de despesa, o que dificultaria o cumprimento do referido limite". Além disso, afirmou que "ao criar a obrigatoriedade do repasse pelo Governo federal de recursos provenientes de fundos como o Fundo Nacional de Cultura aos Estados, aos Municípios e ao Distrito Federal, a proposição legislativa enfraqueceria as regras de controle, eficiência, gestão e transparência elaboradas para auditar os recursos federais e a sua execução".

Leia também: Economista da equipe de Lula defende revisão do teto de gastos

O governo disse também que o projeto iria comprimir outras despesas discricionárias (não obrigatórias) em outras áreas que "se encontram em níveis criticamente baixos". Entre elas, "aquelas relacionadas às áreas de saúde, educação e investimentos públicos, com enrijecimento do orçamento público, o que implicaria dano do ponto de vista fiscal".

Edição: Rebeca Cavalcante

Comentários para "Bolsonaro veta integralmente Lei Aldir Blanc, que previa R$ 3 bilhões anuais ao setor cultural":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Diferentes técnicas mostram possibilidades da arte NFT

Diferentes técnicas mostram possibilidades da arte NFT

Apesar de a arte digital ter uma maior intimidade com a tecnologia de NFT, artistas plásticos, fotógrafos e afins também encontram espaço para vender e expor seus trabalhos por meio da tecnologia.

Museu do Pontal ajuda a preservar arte popular brasileira

Museu do Pontal ajuda a preservar arte popular brasileira

O Museu do Pontal é um espaço que revela toda a riqueza e diversidade das raízes artísticas brasileiras.

Livro traz aplicação de 150 espécies nativas da flora brasileira

Livro traz aplicação de 150 espécies nativas da flora brasileira

Série Biodiversidade está disponível gratuitamente em versão digital

Mausoléu do Patriarca da Independência será restaurado em Santos

Mausoléu do Patriarca da Independência será restaurado em Santos

O local vai ganhar uma estátua de Bonifácio, com conceito

Com menos nudez e mais debate, 'Pantanal' volta a bater recordes

Com menos nudez e mais debate, 'Pantanal' volta a bater recordes

Durante as gravações de Matí no Pantanal, poucos profissionais foram escalados de forma a evitar superestímulos na onça

Nélida Piñon doa seu acervo para Instituto Cervantes no Rio de Janeiro

Nélida Piñon doa seu acervo para Instituto Cervantes no Rio de Janeiro

Muitos dos livros têm dedicatórias de amigos escritores

Descubra quem está por trás do hit “Acorda, Pedrinho”, que viralizou no TikTok

Descubra quem está por trás do hit “Acorda, Pedrinho”, que viralizou no TikTok

Música virou sucesso na plataforma de vídeos e já foi compartilhada por grandes celebridades

Caravana do Patrimônio Cultural percorre cidades do interior

Caravana do Patrimônio Cultural percorre cidades do interior

Estreia será no dia 20 no município maranhense de Pindaré Mirim

"Amo minhas filhas, mas não gosto tanto de ser mãe", revela Samara Felippo em livro

Caroline Dias de Freitas, CEO da DISRUPTalks, e Samara Felippo, nova autora do selo.

Turma da Mônica e WWF-Brasil lançam cartilha sobre proteção do meio ambiente

Turma da Mônica e WWF-Brasil lançam cartilha sobre proteção do meio ambiente

A publicação conta com ensinamentos sobre como recuperar o planeta após anos de agressões contra o meio ambiente.

Festival de cinema apresenta 27 filmes com temática LGBTQIA+

Festival de cinema apresenta 27 filmes com temática LGBTQIA+

Evento é online, gratuito e vai até a próxima quarta-feira