×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 22 de outubro de 2021

Brasileiros foram impedidos de entrar em Portugal

Brasileiros foram impedidos de entrar em PortugalFoto: Reprodução

Portugal barra brasileiros

Por Thais Moura*-correio Bazilinse - 15/05/2019 - 10:37:45

Em 2018, 2.856 brasileiros foram impedidos de entrar em Portugal, mais do que o dobro dos barrados em 2017 (1.336). Em 2016, quando a onda de imigração começou a crescer, o número era bem menor, 968. As informações foram confirmadas pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) de Portugal — órgão responsável pela imigração. Segundo matéria do Jornal de Notícias, da cidade do Porto, os brasileiros têm sido mantidos em centros de instalações temporárias. Até o fechamento da edição, o Itamaraty não se posicionou sobre o assunto.


No ano passado, houve um total de 3.758 recusas de entrada na fronteira externa portuguesa, número que corresponde a 0,02% do total de passageiros controlados, segundo o SEF. Em nota, o órgão explica que os principais fatores para a recusa de estrangeiros são “a ausência de motivos que justificassem a entrada, a ausência de visto adequado ou visto caducado”.


O SEF ressalta que os cidadãos brasileiros que desejam entrar no território português para “fins culturais, empresariais, jornalísticos ou turísticos”, por um período de até 90 dias, são isentos de visto, de acordo com o Tratado de Amizade, Cooperação e Consulta entre Portugal e Brasil. “Todo cidadão brasileiro que pretenda entrar ou permanecer em Portugal para fins que não os elencados no tratado, deve previamente munir-se de visto válido e adequado à finalidade da deslocação”, informa.


Em 2017, os brasileiros formavam a principal comunidade estrangeira residente em Portugal, com 85.426 pessoas. Segundo o SEF, Portugal recebeu 11.574 novos residentes do Brasil naquele ano, e os dados de 2018, que estão sendo consolidadas, indicam um crescimento significativo.


Para especialistas, os números se devem ao acirramento de pressões da União Europeia que, a fim de evitar a livre circulação de estrangeiros por países europeus, torna-se mais rigorosa em relação ao turismo e documentação de brasileiros. A professora de direito internacional da USP, Maristela Basso, aponta que a entrada na Europa tende a ser dificultada, pois “quando entram em Portugal, esses estrangeiros podem se encaminhar para outros 27 países da UE, como Alemanha, França e Itália, que já sofrem com a entrada de refugiados de regiões necessitadas”.


A professora destaca que isso não impede estrangeiros com documentações e visto corretos de ingressarem no país. “Se você vai para Portugal a turismo, por exemplo, tem que ter uma declaração de residência — como a comprovação de um hotel ou casa que ficará —, precisa de uma quantia específica de dinheiro no bolso, e claro, ter o visto em dia”, adverte Maristela.


* Estagiária sob supervisão de Rozane Oliveira

Comentários para "Brasileiros foram impedidos de entrar em Portugal":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Moscou adotará medidas de lockdown para conter alta da Covid-19

Moscou adotará medidas de lockdown para conter alta da Covid-19

Regras entram em vigor a partir do dia 28

130ª Feira de Cantão: China continua a abertura e compartilha oportunidades com o mundo

130ª Feira de Cantão: China continua a abertura e compartilha oportunidades com o mundo

Em sua carta, Xi observou que a feira fez contribuições significativas para facilitar o comércio internacional, o intercâmbio externo-interno e o desenvolvimento econômico desde sua criação em 1957

Paraguai reforça segurança na fronteira com Brasil

Paraguai reforça segurança na fronteira com Brasil

Congressistas americanos pedem recuo na relação com Brasil

Desenvolvimento é a força motriz da erradicação da pobreza na China

Desenvolvimento é a força motriz da erradicação da pobreza na China

Entre 1990 e 2010, no contexto da arrancada industrial, proporção de população pobre chinesa passou de 66,3% para 11,2%, de acordo com o Banco Mundial

China emite selos comemorativos da COP15

China emite selos comemorativos da COP15

Foto tirada em 11 de outubro de 2021 mostra os detalhes de um selo comemorativo para a 15ª reunião da Conferência das Partes da Convenção das Nações Unidas sobre Diversidade Biológica (COP15) realizada em Kunming, Província de Yunnan, sudoeste da China.

ONG austríaca denuncia Jair Bolsonaro a tribunal internacional por 'crimes contra a humanidade'

ONG austríaca denuncia Jair Bolsonaro a tribunal internacional por 'crimes contra a humanidade'

O tribunal não tem obrigação de julgar todos os casos apresentados.

Veja o que dizem os presidentes latino-americanos flagrados com empresas em paraísos fiscais

Veja o que dizem os presidentes latino-americanos flagrados com empresas em paraísos fiscais

As Ilhas Virgens Britânicas são consideradas um dos principais paraísos fiscais do mundo, possuem apenas 152km² e 400 mil empresas registradas, recebendo cerca de US$ 60 bilhões anualmente

Brasil concede 80 vistos humanitários para cidadãos do Afeganistão

Brasil concede 80 vistos humanitários para cidadãos do Afeganistão

Estão em andamento mais 400 pedidos de vistos

Igreja Católica da França: 216.000 menores foram vítimas de abuso sexual em 70 anos, diz relatório

Igreja Católica da França: 216.000 menores foram vítimas de abuso sexual em 70 anos, diz relatório

Cerca de 3.000 pedófilos atuaram na Igreja Católica da França desde 1950, conforme um relatório da Comissão Independente Francesa sobre Abuso Sexual na Igreja.

Pelo menos 8 países apuram denúncias sobre uso de paraísos fiscais por líderes

Pelo menos 8 países apuram denúncias sobre uso de paraísos fiscais por líderes

Autoridades tributárias de Austrália, México, Espanha e Panamá fizeram comunicados públicos afirmando que estão acompanhando as denúncias reportadas e garantindo que investigarão possíveis crimes e indivíduos mencionados nos Pandora Papers.

BNDES captará US$ 500 milhões com banco dos Brics para projetos sustentáveis

BNDES captará US$ 500 milhões com banco dos Brics para projetos sustentáveis

O financiamento do NDB ao BNDES terá prazo total de 11 anos e seis meses. O banco brasileiro poderá usar os recursos para emprestar ao longo de quatro anos.