×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 16 de maio de 2022

Câncer de pele. Segundo o Inca, são aproximadamente 180 mil novos casos por ano no Brasil

Câncer de pele. Segundo o Inca, são aproximadamente 180 mil novos casos por ano no BrasilFoto: Pixabay

De olho no câncer de pele

Maria Eduarda Cardim - Correioweb - 14/12/2019 - 07:57:13

Campanha Dezembro Laranja chama a atenção para os tipos da doença e a importância de saber identificá-la.


O câncer de pele, o mais comum no Brasil, é algo que pouca gente dá importância, apesar dos aproximadamente 180 mil novos casos que todo ano são diagnosticados, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca). Por isso, em dezembro, mês de conscientização do câncer da pele, a campanha da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) tem como foco a orientação para os sinais do problema, que cresceu em importância por causa da possibilidade de o presidente Jair Bolsonaro ter a doença. Esta semana, ele retirou um sinal da orelha esquerda, e admitiu a possibilidade de ser câncer de pele. O tecido ainda passará por biópsia para investigação.



Elimar Gomes, coordenador do Dezembro Laranja, título da campanha da SBD, acredita que a grande incidência da doença no Brasil é reflexo das mudanças de hábito da sociedade. “Lá atrás, em 1920, as pessoas tomavam pouco sol, iam para a praia de roupa e se protegiam mais. Com o passar do tempo, entrou na moda o bronzeado, e a população começou a se expor mais”, explicou. Desde 2014, a SBD promove o Dezembro Laranja.


Para o dermatologista, o possível câncer de pele de Bolsonaro trouxe os holofotes para a campanha. “Sempre que uma figura pública mostra que tem a doença, ou tem essa possibilidade, é importante porque chama a atenção da população, e mostra que qualquer em pode ter”. O médico afirma que o presidente apresenta sinais de que é uma pessoa que pode ter câncer de pele, pois “tem uma pele clara e cronicamente exposta ao sol”.



Diferente de outros cânceres, que precisam de exames mais complexos para serem identificados, o de pele pode ser notado por qualquer pessoa com conhecimento. “É a melhor forma de prevenção. Se você conhece a doença, e sabe o que causa, pode fazer a prevenção primária e tomar ações para evitar a doença, como passar protetor solar. E também pode identificar precocemente um sinal de câncer”, explicou. Segundo a SBD, quando descoberta no início, as chances de cura são de mais de 90%.



Saber observar

Elimar ressalta que é preciso prestar atenção a manchas na pele que coçam, ardem, sangram, além de feridas que não cicatrizam em quatro semanas, e pintas que mudam de cor e formato. Além disso, consultar um dermatologista em caso de suspeita é essencial.



Foi observando a si mesmo que o servidor público Marcelo Carlos de Mello e Souza, 59 anos, percebeu um sinal no ombro, que posteriormente foi identificado como um carcinoma basocelular, o tipo mais comum de câncer de pele.



“Sou carioca e peguei muito sol na praia. Até meus 17 anos, morei no Rio de Janeiro e a praia e o sol eram parte da minha rotina”, relembra. Os efeitos da luz solar sem proteção vieram anos depois. A exposição crônica da pele é um das principais causadores da doença. Desde 2010, outros pontos foram identificados e, conforme diz, o corpo tem mais de 200 pontos de extração de sinais de câncer. Mas nenhum deles é melanoma.



Atualmente, a rotina de Marcelo é diferente. “Hoje, eu caminho cedo para evitar o sol, uso camisas de manga comprida com proteção solar e protetor no rosto e no corpo. Para quem gosta de mar e de praia, é uma dura penitência”, brinca. Para ele, o Dezembro Laranja é fundamental para ensinar a população a identificar o problema ainda no início.


Comentários para "Câncer de pele. Segundo o Inca, são aproximadamente 180 mil novos casos por ano no Brasil":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Revista portuguesa publica artigo de Juiz do TJDFT sobre inovação

Revista portuguesa publica artigo de Juiz do TJDFT sobre inovação

No texto, o magistrado do TJDFT trata da abordagem do New Public Service, no âmbito dos estudos ligados à Administração

Verdades que ninguém te conta: A importância de falar sobre a maternidade real

Verdades que ninguém te conta: A importância de falar sobre a maternidade real

Livro recém-lançado pela Editora MOL em parceria com a Tip Top reúne relatos de mulheres sobre os desafios reais que chegam com a vida de mãe, como as mudanças no corpo e os julgamentos externos

Bolsonaro veta integralmente Lei Aldir Blanc, que previa R$ 3 bilhões anuais ao setor cultural

Bolsonaro veta integralmente Lei Aldir Blanc, que previa R$ 3 bilhões anuais ao setor cultural

Texto de autoria da deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) calcula que medida alcançaria 4.176 municípios brasileiros

Cópia restaurada de 'Deus e o Diabo na Terra do Sol' será exibida em Cannes

Cópia restaurada de 'Deus e o Diabo na Terra do Sol' será exibida em Cannes

A última versão digitalizada do filme é de 2002 e tem qualidade inferior à atual

Autora estreante lança livro criado a partir do desejo de se comunicar durante a pandemia

Autora estreante lança livro criado a partir do desejo de se comunicar durante a pandemia

“Quando escrevo, é para me lembrar da esperança que eu mesma sei que tenho”, diz Nathália Ferreira

Eu acredito no livro!

Eu acredito no livro!

Numa necessidade rápida, até podemos contar com um trago de águas quase podres, mas para a vida, para beber água viva, o livro é o único lugar onde nos encontraremos com a civilização, com o melhor dela

Ribeirão Preto celebra a literatura nacional com o 'Revolução Poética na Fábrica'

Ribeirão Preto celebra a literatura nacional com o 'Revolução Poética na Fábrica'

Serão cindo dias de programação gratuita, reunindo 14 autores de referência do universo cultural brasileiro

Capas influenciam quase 30% das crianças na escolha do livro

Capas influenciam quase 30% das crianças na escolha do livro

Diante das diversas motivações que podem influenciar na escolha de um livro antes da compra, a capa é uma das mais citadas pelos entrevistados, em especial entre as crianças

Livro detalha o primeiro disco lançado por Nara Leão, em 1964

Livro detalha o primeiro disco lançado por Nara Leão, em 1964

O álbum traz ainda Berimbau, de Vinicius e Baden Powell, que ainda nem era chamado de afro-samba. Outro exemplo: a faixa Nanã (Coisa Nº 5), que estaria no clássico disco Coisas, de Moacir Santos, lançado em 1965.

Quarteto de cordas lança álbum com obras de compositoras brasileiras

Quarteto de cordas lança álbum com obras de compositoras brasileiras

Pelos temas, pelas múltiplas estéticas e pela interpretação, o disco se faz a partir de diferentes, pessoais e fascinantes olhares

A história do mafioso que desafiou a máfia

A história do mafioso que desafiou a máfia

No filme, ele conta a história de um mafioso de verdade, Tommaso Buscetta, membro da Cosa Nostra que delatou seus antigos companheiros para o famoso magistrado Giovanni Falcone.