×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 16 de maio de 2022

Companhia aérea é condenada por morte de animal durante voo

Companhia aérea é condenada por morte de animal durante vooFoto: Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios – TJDFT

Cabe recurso da sentença.

Tribunal De Justiça Do Distrito Federal E Dos Territórios – Tjdft - 08/12/2019 - 08:24:40

A juíza do 5º Juizado Especial Cível de Brasília condenou a Tam Linhas Aéreas S/A a indenizar, por danos materiais e morais, o dono de uma cadela que morreu durante o transporte realizado por aeronave da empresa, no trecho Manaus-Brasília, em dezembro de 2018.

O autor conta que comprou passagem para transportar o animal de dois anos de idade. Ao chegar no destino final, um amigo do autor que estava no aeroporto foi informado de que a cadela havia morrido. No dia seguinte, o supervisor operacional de Brasília teria ligado para o dono do bicho, a fim de informar que a cadela havia sido encaminhada a uma clínica veterinária para necropsia e que o laudo sairia em 15 dias. Disse, ainda, que ele seria amparado e informado sobre todas as etapas do processo, o que não ocorreu. Após 26 dias do acontecido, a ré não manteve nenhum contato com o autor.


Procurada, a empresa somente lamentou o ocorrido e enviou ao autor, por e-mail, instruções para preenchimento de um formulário de solicitação de indenização, no qual, segundo ele, a ré se isenta de diversas responsabilidades e não trata de carga viva, apenas de bagagem genérica.

A ré, de sua parte, alega que não há nos autos comprovação da boa saúde do animal antes do voo, havendo indícios de que o cão sofria de síndrome branquicefálica. Alega, ainda, culpa exclusiva do consumidor e ausência de comprovação de dano material e moral.

Na decisão, a magistrada ponderou que o autor contratou transporte de animais vivos. A ré, por sua vez, entregou o animal morto, razão pela qual constata-se que houve falha na prestação do serviço. Sendo assim, deve a empresa ressarcir o consumidor pelos danos morais e pelo valor gasto na compra da passagem. No entanto, segundo a juíza, como autor não conseguiu comprovar o valor pago na aquisição da cadela, um bulldog americano, não há o que ser indenizado nesse sentido.

Por outro lado, o autor “provou ter recebido informações precisas sobre o transporte de animais vivos, via e-mail, contendo diversos “pré-requisitos” para que o animal pudesse embarcar. Dentre eles, a necessidade de apresentação do atestado de saúde válido (emitido há menos de 10 dias) e da carteira de vacinação do animal atualizada. Se o animal embarcou, incontroverso que os referidos documentos foram entregues à ré, razão pela qual a responsabilidade pela vida do animal passou a ser da ré, enquanto durasse o transporte, até a entrega do animal ao dono ou responsável no local de destino”, concluiu a magistrada.

Sendo assim, a julgadora condenou a empresa aérea a pagar a quantia de R$ 1.076,06, a título de reembolso pela passagem paga, bem como R$ 3 mil, a título de danos morais pela perda do animal.

Cabe recurso da sentença.

PJe: 0744065-58.2019.8.07.0016


Comentários para "Companhia aérea é condenada por morte de animal durante voo":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório
Especialista fala sobre decoração de casas voltada para pets

Especialista fala sobre decoração de casas voltada para pets

Além dos cuidados com a integridade do animal, é muito importante o afeto trocado com o pet

Cães também podem ter traumas psicológicos; veja como agir

Cães também podem ter traumas psicológicos; veja como agir

Segundo Jade Petronilho, médica veterinária e coordenadora de conteúdo da Petlove, diversos episódios podem causar traumas nos pets e, por isso, é importante ficar atento e tomar alguns cuidados.

Para incentivar a adoção de animais entre os funcionários, rede cria a licença PETernidade

Para incentivar a adoção de animais entre os funcionários, rede cria a licença PETernidade

Doggi lança a 'licença PETernidade', benefício que assegura dois dias de folga para colaborador cuidar dos novos amigos

Quer ajudar? Participe da campanha do agasalho para cães e gatos

Quer ajudar? Participe da campanha do agasalho para cães e gatos

Doações voluntárias são para o centro cirúrgico do Serviço Público Veterinário (Hvep) e podem ser entregues até o dia 31 de agosto; parte das doações também pode ir para os Amigos da Zoonose

Cinco nutracêuticos mais indicados para cães e gatos

Cinco nutracêuticos mais indicados para cães e gatos

Incorporados à dieta dos pets, esses suplementos alimentares colaboram com a qualidade de vida e longevidade

Castração de cães e gatos no DF pode ser reagendada

Castração de cães e gatos no DF pode ser reagendada

Prazo para quem quiser reagendar o procedimento não deve exceder um mês da primeira data marcada, salvo em casos de doença do animal

Cães Lulu da Pomerânia são resgatados por maus-tratos em Limeira

Cães Lulu da Pomerânia são resgatados por maus-tratos em Limeira

Animais estavam sem comida em casa de condomínio no interior paulista

Saúde animal dizimada em tempos de guerra

Saúde animal dizimada em tempos de guerra

O bombardeio ao Zoológico Feldman Ecopark, em Kharkiv na Ucrânia, repercutiu a possibilidade de sacrificar aproximadamente 6.180 animais nos próximos dias.

Cachorro tremendo pode ser sinal de doença?

Cachorro tremendo pode ser sinal de doença?

Entenda os motivos que podem causar tremores em um cão

A capacidade postulatória dos animais

A capacidade postulatória dos animais

Em meados do ano passado, o debate chegou à corte Paraibana. Lá, se aproximando dos entendimentos acima, da mesma forma se reconheceu a falta de legislação que preveja a capacidade postulatória dos animais.

Serviço de animais nos EUA adverte contra vírus 'altamente contagiante' que afeta cães na Flórida

Serviço de animais nos EUA adverte contra vírus 'altamente contagiante' que afeta cães na Flórida

Um serviço de animais do estado norte-americano da Flórida alertou contra a disseminação de um vírus que representa um