×
ContextoExato

Contexto Exato

Brasil - Brasília - Distrito Federal - 16 de agosto de 2022

Cuidado: A automedicação pode levar à morte

Cuidado: A automedicação pode levar à morte

Foto: Divulgação

Dr. Gustavo Eder Sales explica os riscos de se automedicar por meio de pesquisas na internet

Redação Com Informações De Renata Sbrissa - 24/06/2022 - 06:37:36

Uma recente pesquisa do Instituto de Ciência Tecnologia e Qualidade (ICTQ) em parceria com o Datafolha revelou que 89% dos brasileiros adultos fazem uso de substâncias sem qualquer orientação ou prescrição médica. No país, de acordo com Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas (Sinitox), são registrados, por ano, mais de 30 mil casos de internação por intoxicação medicamentosa. Estima-se que 20 mil pessoas morrem em função dessa atitude anualmente.

Atualmente, 5 bilhões de pessoas acessam diariamente a internet no mundo. A grande maioria utiliza ferramentas de busca como forma de acesso a informações sobre os mais diversos assuntos e interesses, e muitos desses internautas procuram respostas sobre variadas doenças.

“É sabido que a internet possui muitas inverdades para diversos assuntos, sendo esse o principal risco a que se expõe a pessoa que procura orientação no "Dr. Google" ou até mesmo em sites especializados, porém, a coleta e interpretação das informações não serão eficazes como as feitas por profissional médico”, adverte o Intensivista Coordenador da UTI do Hospital Albert Sabin, Dr. Gustavo Eder Sales.

Como principal risco da utilização de tais informações está a automedicação, sempre gravíssima, pois, pode-se desenvolver intoxicações, prejudicar diagnósticos e ainda lesionar órgãos, não acometidos até o momento, pelo uso indevido de fármacos.

“Como exemplo, cito um fato ocorrido na UTI do nosso hospital. O paciente apresentava um quadro de cefaleia (dor de cabeça) e se medicava em domicílio por meio de “dicas” adquiridas na internet e outras fontes. Após dois ou três dias de automedicação procurou o hospital, pois, não apresentava melhora do quadro e, pior, havia evoluído. Foi então diagnosticado com meningite bacteriana, insuficiência renal aguda e outras patologias que culminaram com o óbito em menos de 24 horas de internação. Se este paciente procurasse atendimento médico no início dos sintomas, fosse diagnosticado e medicado adequadamente, certamente teria sua vida salva”, desabafa o Dr. Sales.

Muitas vezes, o paciente faz a busca pelos sintomas e, de imediato, encontra o suposto diagnóstico. Porém, não leva em consideração que um mesmo sintoma pode estar associado a diferentes patologias e que cada pessoa é única. A coleta de informações a respeito de doenças em sites especializados não deixa de ser válida, contudo, desde que seja por pura e tão somente fonte de conhecimento, deixando o diagnóstico e a prescrição de remédios sempre a cargo de um médico.

“Quando o paciente nos procura trazendo informações de suas pesquisas na internet, em nada nos atrapalhará, pois, detendo o conhecimento adequado e específico, não nos influenciaremos. Porém, se o indivíduo se utiliza de tais informações para modificar o tratamento, colocará sua saúde e até sua vida em risco”, finaliza o Dr. Gustavo.


HAS CLÍNICA*



*Visando ainda mais qualidade no atendimento aos seus pacientes, o Hospital Albert Sabin (HAS) anuncia que o Consulta Aqui passará a se chamar HAS Clínica.


O HAS Clínica* é um centro de especialidades orientado para a saúde integral: prevenção, atenção primária e promoção da saúde, visando garantir que o paciente assuma o protagonismo da sua qualidade de vida.

A clínica oferece mais de 20 especialidades médicas, com os melhores profissionais prontos para atender consultas de rotina, cirurgias e demais procedimentos necessários para cuidar da saúde dos seus pacientes com qualidade e excelência.

Cumprindo os mais rígidos protocolos de higienização e segurança, o HAS Clínica é totalmente integrado ao Hospital Albert Sabin, referência em saúde na Zona Oeste da capital paulista.

A transformação da unidade Consulta Aqui em um centro de especialidades com atendimento ambulatorial e sob a mesma administração da marca HAS é uma decisão estratégica que visa criar uma identidade única para o Hospital Albert Sabin e oferecer maior conforto e eficiência aos seus pacientes.

Além de integrar valor como um importante serviço na atenção integral da saúde de seus clientes, o HAS Clínica também adaptará suas instalações em sintonia com a arquitetura do hospital, tornando-a mais atrativa para os pacientes, seu corpo clínico e utilizando o que existe de mais moderno em equipamentos hospitalares na atualidade.

Os pacientes do HAS Clínica* encontrarão um centro médico humanizado, com retaguarda hospitalar completa e uma equipe multidisciplinar da mais alta qualificação para recebê-los com toda a tenção e cuidado.

Endereço:

Rua Barão de Jundiaí, 485 – Lapa - São Paulo – SP

Central de atendimento: (11) 3838 4669

Site* : http://www.consultaaqui.com.br/

Instagram: https://www.instagram.com/has_clinica/

Agendamento on-line: https://app.agenda.globalhealth.mv/agendar/?key=hasabin

Planos de saúde credenciados:

ACM SÃO PAULO*- APCEF- AXA ASSISTANCE- ALLIANZ- BRADESCO- CABESP- CAASP*-CAU – SP*- CET- CRECI*- CRUZ AZUL- CARE PLUS- FUNDAÇÃO CESP- GAMA- GEAP-INTERMÉDICA- LIFE EMPRESARIAL- MAPFRE ASSISTÊNCIA- MEDISERVICE- PORTO SEGURO- SAESP*- SANTAMÁLIA- SÃO CRISTÓVÃO- SBC SAÚDE-SEPACO- SIND. DAS BORRACHAS- SISTEMA TOTAL DE SAÚDE- SULAMÉRICA

*Associados destas entidades, possuem 10% de desconto nas consultas médicas.

Comentários para "Cuidado: A automedicação pode levar à morte":

Deixe aqui seu comentário

Preencha os campos abaixo:
obrigatório
obrigatório